terça-feira, março 09, 2010

Fanáutico não respeita nem torcedores do Náutico

Marcelo Nobre
O irmão menor, também agredido


Torcedores do interior agredidos por alvirrubros




Um fato lamentável de violência nos estádios aconteceu após o jogo entre Náutico 4x4 Ypiranga, no sábado, dia 6 de março, quando um grupo de torcedores de Santa Cruz do Capibaribe e Toritama foram agredidos por torcedores alvirrubros. As agressões além de físicas foram moral, onde palavrões se misturaram aos golpes dados nos torcedores do Ypiranga. O curioso foi o fato de que, os dois torcedores agredidos gravemente são torcedores do Náutico. Os irmãos Marcelo Nobre e M.J.C. moradores de Toritama foram realizar o sonho de ver seu time jogar em Recife e conhecer o estádio dos Aflitos. Eles viajaram com amigos de Santa Cruz do Capibaribe e lá o grupo se dividiu, onde cada um foi para a arquibancada do time do coração.


Os toritamenses foram torcer pelo Náutico descaracterizados, justamente para evitar confusões e agressões. O sonho virou pesadelo quando foram surpreendidos pelos torcedores de uma torcida organizada do Náutico. Eles e mais outros torcedores do Ypiranga foram agredidos covardemente e violentamente segundo testemunhas. Marcelo e seu irmão foram socorridos pelos próprios amigos. Marcelo teve fraturas no rosto, além de um braço quebrado e seu irmão menor teve o nariz quebrado e o pé. Um jogo que entrou para a história pelos números de gols e pela violência da torcida alvirrubra.



Violência nos estádios faz nova vítima


Na primeira vez que foi aos Aflitos, garoto de 12 anos e torcedor do Náutico foram agredidos porque estavam voltando para casa com os torcedores do Ypiranga


Um garoto de apenas 12 anos e seu irmão, identifcado pelo nome de Marcelo Nobre, são as mais recentes vítimas de torcidas organizadas em Pernambuco. Precisamente a Fanáutico.

Garoto de apenas 12 anos foi espancado por integrantes da torcida organizada Fanáutico, na saída dos Aflitos.
Após a saída do estádio dos Aflitos no último sábado, quando Náutico e Ypiranga empataram em 4 x 4 pelo Estadual, os dois irmãos - moradores do município de Toritama - se encaminhavam para se reecontrar com colegas, torcedores do Ypiranga, quando foram cercados pelos "pseudos-torcedores".


E o que era para ser um passeio a ser guardado na lembrança tranformou-se em um pesadelo. Segundo o assessor de imprensa do Ypiranga, Marcones Moreno, os meninos estavam visitando os Aflitos pela primeira vez. "Eles combinaram com os amigos que moram em Santa Cruz porque iriam na mesma condução. Quando chegaram no estádio, eles foram para a torcida do Náutico, enquanto os outros se reuniram do lado do Ypiranga. Na saída, eles foram ao encontro dos amigos que torciam pelo Ypiranga. Foi aí que foram cercados", explicou Moreno.


Foram cercados, acuados e covardemente espancados. Marcelo Nobre ficou com ferimentos no rosto e um braço quebrado. Seu irmão, menor de idade, pouco pode fazer para reagir. Terminou ficando com o rosto irreconhecível, tamanha a brutalidade. Ainda teve nariz e um dos pés quebrados. Em estado de choque, depois de atendimento médico no Recife, os meninos retornaram para casa.


O treino


O treinador Alexandre Gallo cedeu esboço dos prováveis titulares do Náutico para o duelo de amanhã, contra o Ivinhema. Expulso durante o jogo de ida, o zagueiro Vinícius abre espaço para Igor. Por opção técnica, Tiaguinho deve relegar Emanuel ao banco de reservas. Caso não sofra gol, o Timbu avança para a segunda fase da Copa do Brasil, pois se vale do critério de tento marcado fora de casa. Os ingressos para o duelo nos Aflitos, às 21h50, estão sendo vendidos ao preço único de R$ 10.

Nenhum comentário: