quinta-feira, março 25, 2010

Sem dificuldade, Náutico faz 3 a 0 no Araripina

O Náutico não teve trabalho para vencer o Araripina por 3 a 0 na noite desta quarta-feira (24), nos Aflitos. O Timbu abriu o placar logo aos 8 minutos do primeiro tempo com um chute de fora da área de Zé Carlos. No segundo tempo, o Timbu fez mais dois em cobranças de pênaltis com Bruno Meneghel e Geílson. O time sertanejo teve ainda dois jogadores expulsos. Felipe aos 23 minutos do primeiro tempo e o goleiro Bell aos 37 do segundo tempo.

Com o resultado, o Timbu vai a 31 pontos e segue na zona de classificação. Já o Bode do Araripe segue com os mesmos 16 pontos e continua ameaçado pelo rebaixamento.

O Náutico volta a campo no próximo sábado (27) em jogo válido pela 18ª rodada do Campeonato Pernambucano. O Timbu encara a Cabense, às 16h, nos Aflitos. Já o Araripina enfrenta o Central, domingo (28), em Caruaru.

O JOGO
O Náutico iniciou o jogo com muita vontade e nos cinco primeiro minutos chegou pelo menos três vezes com perigo ao gol do Araripina. Numa delas, o volante Derley tabelou com Bruno Meneghel e recebeu na área, mas acabou se desequilibrando na hora do chute e facilitou o desarme para a zaga sertaneja.

A pressão deu logo resultado e aos 8 minutos o Náutico chegou ao primeiro gol. Daniel fez grande jogada pela direita e cruzou para a área. A defesa do Araripina cortou parcialmente e Zé Carlos, na entrada da área, bateu com força no ângulo esquerdo do goleiro Bell.

Aos 14 minutos o Timbu teve a chance de ampliar. Rodrigo Dantas ficou frente a frente com o goleiro Bell. Mas, o atacante alvirrubro chutou em cima do arqueiro do Araripina. Dois minutos depois foi a vez de Bruno Meneghel desperdiçar outra vez cara a cara com Bell. Ele tabelou com Rodrigo Dantas e chutou em cima do goleiro, que saiu para fechar o ângulo.

O Araripina só chegou em bolas paradas e aos 21 minutos até mandou a bola para a rede, mas o árbitro Emerson Sobral anulou marcando impedimento. Odilon cobrou falta para a área e Saulo desviou de cabeça, mas em posição irregular.

Três minutos depois a situação do time sertanejo ficou ainda mais complicada. Felipe fez uma falta muito dura em Hamilton e acabou tomando o cartão vermelho direto. O lance resultou ainda na substituição de Hamilton, sem condições de seguir no jogo, por Felipe Pinto.

Aos 28 minutos, Dinda arrancou da intermediária, deixou toda a zaga do Araripina para trás, invadiu a área e chutou para grande defesa de Bell. Quatro minutos depois Bruno Meneghel perdeu um gol feito. Zé Carlos cruzou e a bola sobrou para o atacante do Náutico na pequena área, com o gol livre. Ele bateu muito mal e mandou a bola no travessão.

Com um jogador a mais, o Náutico voltou para o segundo tempo disposto a ampliar o placar. No primeiro lance de ataque, a bola sobrou para Felipe Pinto encher o pé da entrada da área. A bola foi em cima do goleiro Bell, que teve trabalho para defender o chute.

Aos 6 minutos, Cristovam passou pela zaga timbu, entrou na área, mas demorou muito para bater e acabou perdendo uma das poucas oportunidades de gol para o Araripina. Mas, aos 11 minutos, Romário derrubou Felipe Pinto na área e o árbitro marcou pênalti para o Náutico. Bruno Meneghel cobrou e ampliou o placar para o Timbu.

No final do jogo, aos 37 minutos, Geílson foi derrubado pelo goleiro Bell na área. O árbitro Emerson Sobral marcou o pênalti e ainda expulsou o goleiro, que era o último homem. Como o técnico Júnior Caruaru já tinha feito as três substituições, o lateral Zé Cláudio foi para o gol. O próprio Geílson cobrou e fechou o placar nos Aflitos.

FICHA DO JOGO

NÁUTICO
Gustavo, Daniel, Gomes, Diego Bispo, Tinga (Nilson); Hamilton (Felipe Pinto), Derley, Zé Carlos e Dinda; Bruno Meneghel (Geílson) e Rodrigo Dantas.
Técnico: Alexandre Gallo

ARARIPINA
Bell, Romário, Márcio, Saulo e Rogério (Zé Cláudio); Odilon, Felipe, Barata (Diego Trindade) e Dunga; Marcelo Paraiba e Cristovam (Mineiro).
Técnico: Júnior Caruaru

Local: Aflitos
Público: 4.119
Renda: R$ 11.385,00

Nenhum comentário: