quinta-feira, março 18, 2010

Santa Cruz perde por 1 a 0 para o Botafogo

A torcida atendeu ao pedido e compareceu em peso ao Arruda. Mas o resultado esperado era outro. O Santa Cruz acabou derrotado por 1 a 0 pelo Botafogo, na noite desta quarta-feira (17). O gol carioca foi marcado pelo atacante Herrera, logo no início do segundo tempo. O Tricolor teve a chance de empatar, mas Elvis acabou desperdiçando um pênalti.

Agora, para se classificar para a terceira fase da Copa do Brasil, o Tricolor precisa vencer com pelo menos dois gols no Rio. A vitória por 2 a 0 ou por 2 a 1 classifica o Santa. O Botafogo joga pro qualquer empate. Caso o resultado desta noite se repita, a vaga será decidida nos pênaltis.

O jogo da volta está marcado para a quarta-feira, dia 31 deste mês, no Engenhão. Pelo Campeonato Pernambucano, o Santa Cruz volta a campo no domingo (21) para o clássico contra o Náutico, no Arruda.

O JOGO
O Santa começou o jogo bastante nervoso e acabou cedendo espaço para o Botafogo chegar ao ataque. Aos poucos, o time tricolor foi se ambientando e equilibrou a partida. Aos 12 minutos, veio a primeira chance de gol para a equipe coral. Brasão faz o corta luz e a bola sobrou pata Jackson ficar cara a cara com o goleiro Jéfferson. No chute a queima roupa o goleiro carioca fez milagre e evitou o gol do Santa.

A partir daí, o Santa começou a dominar a partida. Tanto que cinco minutos depois, o volante Leo arriscou um chute de fora da área e Jéfferson fez nova defesa. O Botafogo só voltou a levar perigo aos 22 minutos, quando Herrera recebeu na área e limpou para o chute. Atento, Tutti saiu do gol e evitou o arremate do atacante argentino. Quatro minutos depois, Herrera voltou a dar trabalho num chute de fora da área que Tutti defendeu.

Ainda no início, o técnico Dado Cavalcanti precisou fazer a primeira mudança. Gilberto Matuto sentiu uma lesão muscular e deixou o campo para a entrada de Baiano.

Apesar do domínio, o Santa Cruz abusou dos chutes de fora da área e facilitaram as defesas do goleiro do Botafogo. Aos 42 minutos, Jackson perdeu para o volante Sandro Silva e ficou pedindo um toque de mão. O árbitro Paulo César Oliveira mandou seguir. Ele invadiu a área e chutou com força, mas na rede pelo lado de fora.

No segundo tempo, o Botafogo aproveitou um escanteio para abrir o placar ainda no primeiro minuto. Aos 50 segundos, a bola foi cruzada no primeiro pau e Herrera apareceu para desviar de cabeça, sem chance de defesa para o goleiro Tutti.

Com o gol, o Santa partiu para o ataque e abriu espaços para o contra-ataque do Botafogo. Aos 7 minutos, Loco Abreu recebeu na intermediária e partiu para cima da zaga coral. Ele invadiu a área, mas ao invés de cruzar para Caio, livre na pequena área, chutou e Tutti fez a defesa.

Para tentar dar novo fôlego ao ataque, Dado Cavalcanti tirou Souza para a entrada de Joelson, artilheiro da equipe na temporada. E no primeiro lance, ele já ameaçou a zaga carioca. Joelson cruzou para a área, mas antes da chegada de Brasão, a defesa do Botafogo mandou para escanteio.

O Santa continuou pressionando e aos 23 minutos te vê a chance de empatar a partida, quando o volante Sandro Silva derrubou Elvis na área. O árbitro marcou pênalti e deu o segundo cartão amarelo, expulsando o jogador botafoguense. O próprio Elvis cobrou, mas Jéfferson desviou. A bola ainda tocou na trave e foi afastada pela zaga carioca.

Com um homem a mais, o Santa se mandou para o ataque. Aos 30 minutos Leo soltou a bomba de fora da área e Jéfferson, com as pontas dos dedos, mandou para escanteio. Aos 36 minutos, foi a vez de Elvis bater com perigo, na entrada da área. A bola passou muito perto da trave direita do Botafogo, acabando com as pretensões do Tricolor.

SANTA CRUZ 0 x 1 BOTAFOGO

SANTA CRUZ
Tutti; Gilberto Matuto (Baiano), Leandro Cardoso, Alysson e Edson Miolo; Goiano, Leo, Jackson e Elvis; Souza (Joelson) e Brasão
Técnico: Dado Cavalcanti

BOTAFOGO
Jéfferson; Antônio Carlos, Danny Morais e Fahel; Jancarlos (Caio), Leandro, Guerreiro, Sandro Silva, Lúcio Flávio (Fábio Ferreira) e Marcelo Cordeiro; Herrera e Loco Abreu
Técnico: Joel Santana

Local: Estádio do Arruda
Árbitro: Paulo César Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: João Nobre Chaves (SP) e Hilton de Melo (SP)



Nenhum comentário: