quarta-feira, março 24, 2010

Pressionado, Náutico pega o desesperado Araripina


Para espantar a crise, Timbu precisa derrotar os sertanejos

Atualmente, o Náutico é um time sob suspeita. A acusação contra a equipe alvirrubra é a prática de um futebol fraco, com uma defesa frágil e um ataque que alterna altos e baixos. É nesse ritmo de desconfiança que o Timbu entra em campo hoje, às 19h30, para enfrentar o Araripina, nos Aflitos. A tarefa de curar a ressaca pós-Clássico das Emoções, onde foi derrotado por 4x2, torna-se ainda mais difícil pela ausência do atacante Carlinhos Bala, expulso no duelo contra o Santa.

A quarta posição na tabela do Campeonato Pernambucano também é desoladora, apesar do clube não correr riscos imediatos de sair do G4, por conta da vantagem de cinco pontos que o clube tem sobre o quinto colocado, o Porto. “Não é a posição ideal na tabela. Mas estamos pensando de forma prática, buscar a vitória nos dois jogos consecutivos que temos dentro de casa (depois do Araripina, o Náutico recebe a Cabense) e melhorar nossa situação”, declarou o meia Zé Carlos.

Sobre o astral nos Aflitos, o jogador tem uma opinião definida. Depois do treino de ontem, um rachão bem agitado, seguido de um trabalho de posicionamento, Zé Carlos disse que o grupo está pronto para os próximos desafios. “Quando se trabalha com honestidade, não se pode baixar a cabeça. O futebol é bonito por isso. A cada rodada temos a oportunidade de dar a volta por cima. Portanto, temos que encarar cada dia de trabalho com alegria, para criar um ambiente de evolução”, filosofou.

Para o duelo com o Araripina, são vários os desfalques no sistema defensivo. Ediglê e Vinícius estão com lesões musculares, e Igor suspenso por ter tomado o terceiro cartão amarelo contra o Santa Cruz. Gomes e Diego Bispo vão formar a dupla de zaga. Outra mudança é a surpreendente entrada do volante Márcio Tinga na lateral esquerda, roubando o espaço de Rafael Forster e Altemar, dois jogadores da posição. “Estamos com um problema no setor, e eu estou procurando uma solução dentro do elenco”, comentou o técnico Alexandre Gallo.

“Tinga é um jogador de muita velocidade e facilidade na recomposição. São essas as características que eu estava procurando”, disse o treinador. Satisfeito com a nova oportunidade, Tinga - que já atuou também na ala direita e como meio-campista pelo Timbu - mostrou disposição para cumprir a nova função tática. “Como estou trabalhando todo dia em busca de uma oportunidade, nada me pega de surpresa. Mesmo com essa atuação inédita no lado esquerdo do campo, eu tenho que fazer o que for pedido pelo treinador, que, por sua vez, está buscando o melhor para o time”.

Náutico: Glédson; Daniel, Diego Bispo, Gomes e Tinga; Derley, Hamilton, Dinda e Zé Carlos; Bruno Meneghel e Rodrigo Dantas. Técnico: Alexandre Gallo

Araripina: Bel; Rogério, Saulo, Márcio e Romário; Odilon, Zaqueu e Felipe; Barata, Cristóvão (Roni) e Marcelo Paraíba. Técnico: Júnior Caruaru

Local: Aflitos

Horário: 19h30

Árbitro: Emerson Sobral

Assistentes: Ubirajara Ferraz e Elan Vieira

Preliminar: Náutico x Araripina, às 17h (juniores)

Nenhum comentário: