terça-feira, março 23, 2010

O ataque cardíaco do Central é o pior do Campeonato Pernambucano

Cadê o Matador???

O Central atravessa um momento bastante crítico no Campeonato Pernambucano desta temporada. Atualmente é o 7º colocado na classificação geral com 21 pontos. Tem 06 vitórias, 07 derrotas e 03 empates. Marcou 14 e sofreu 22 tentos, estando com um saldo negativo de 08 gols. Está há 17 pontos do líder (o Sport 38 pontos) e há 10 pontos do lanterna (o Sete de Setembro com 11 pontos).

O alvinegro caruaruense está na frente do Salgueiro, Vitória, Araripina, Vera Cruz e Sete de Setembro. E está atrás de: Porto, Ypiranga, Náutico, Cabense, Santa Cruz e Sport.

Neste Campeonato o Central sofreu até o momento duas goleadas de equipes consideradas intermediárias, coisa que se a memória não me falha, se já aconteceu anteriormente, foi em alguma raríssima oportunidade. E pra chacoalhar com a paciência da galera alvinegra, uma foi dentro de casa, para o Vera Cruz 3 X 0. E a outra foi lá no Cornélio de Barros 5 X 1 para o Salgueiro. Essa matou a pau!!!

Por incrível que pareça, no atual estágio do Central, atualmente, o resultado de 1 X 0, já é uma goleada!!! Se não vejamos, nas 16 rodadas do Campeonato, o Central em 10 marcou apenas 1 gol. Em quatro jogos não marcou nenhum tento e em apenas duas partidas teve a ousadia de anotar dois míseros tentos... Só isso e nada mais...


O Central, pasmem!... Tem o pior ataque do Campeonato Pernambucano de 2010, com apenas 14 gols marcados em 16 partidas, que significa, uma média de menos de um gol por jogo. A Patativa marcou 07 e sofreu 09 tentos em casa e anotou 07 gols e levou 13 tentos fora do Lacerdão.

A sequência de jogos do Central Sport Clube nesta reta final de Campeonato não é nada animadora. Tem que pontuar e terá pela frente quatro equipes que brigam entre si para confirmar uma vaga no G-4: Porto, Ypiranga, Cabense, e Náutico. Será uma briga de seis pontos diretos em cada partida. E como se não bastasse, terá pela frente mais duas equipes lutando desesperadamente para fugir do rebaixamento: Sete de Setembro e Vera Cruz. Nessas últimas seis partidas, três serão em casa, contra: Araripina, Porto e Ypiranga e mais três jogos fora do Lacerdão diante de: Cabense, no Gileno de Carli, Náutico nos Aflitos e por fim Sete de Setembro no Gigante do Agreste.

Pra finalizar cabem algumas perguntas: quem é o homem de referência no ataque cardíaco do Central? O Alvinegro tem artilheiro? Quem é o homem gol da Patativa do Agreste? E ainda mais uma, se não tinham um matador, por que dispensaram Geraílton?... De quem foi a idéia luminosa? Teria sido só porque ele perdeu um pênalti naquele jogo contra o Sport? Ou foi por que está velho? Se foi devido a primeira opção, Ciro é o artilheiro do Pernambucano e perdeu. Dodô do Vasco da Gama perdeu dois, só contra o Mengão. E se foi por conta da segunda opção, vale salientar a boa fase de Edmundo no Botafogo da Paraíba e ex-Ypiranga, mostrando como Romário, Dario – Peito de Aço, Roberto Dinamite e tantos outros, que quando o cara tem faro de gol, a idade não faz diferença pra quem é artilheiro...

Nenhum comentário: