sábado, março 06, 2010

No jogo mais disputado da temporada, Náutico x Ypiranga termina no 4x4

Partida foi bastante disputada, principalmente no segundo tempo
Partida foi bastante disputada, principalmente no segundo tempo


Sorte dos 11.521 torcedores que compareceram ao Estádios dos Aflitos na tarde deste sábado, no encontro que abriu a 14ª rodada do Campeonato Pernambucano. Eles puderam assistir ao jogo mais eletrizante desta temporada. A partida que reuniu Náutico e Ypiranga teve nada menos que oito gols- sete no segundo tempo - e terminou em 4x4, depois de os donos da casa saírem na frente.


Com o resultado, o Náutico assumiu a vice-liderança provisória do Estadual, agora com 25 pontos - porém a Cabense, que está com 24 pontos, joga este domingo, quando enfrenta o Santa Cruz no Arruda.



O Ypiranga sobe para 17 pontos. Além da Santa x Cabense, o domingo terá mais quatro jogos, fechando a rodada.


O JOGO - Com a mesma formação que garantiu a vitória de 1x0 sobre o Salgueiro, quarta passada, o Náutico começou impondo o ritmo da partida e chegou a balançar a rede ainda no primeiro minuto: Emanuel chutou para gol, mas o juiz Ricardo Tavares marcou impedimento.



Em novo ataque alvirrubro, Hamilton chutou forte para a gol, levando Gedai a uma bela defesa. Quatro minutos depois, Vinícius tentou também, de cabeça, mas a bola saiu a cerca de um metro.


A partir daí, o Ypiranga começou a se mostrar mais em campo, principalmente João Paulo e Fabrício. Rosembrik chegou perto de deixar sua marca no placar, aos 31 minutos, porém Glédson defendeu.



Apesar das investidas do time alviazulino no meio da etapa, foi o Náutico que, como no início da partida, voltou a dominar e abriu o marcador aos 35 minutos. Depois de chegar perto de marcar aos 17, quando a bola passou raspando o gol do Ypiranga, Bruno Meneghel recebeu cruzamento de Carlinhos Bala e, de cabeça, fez Náutico 1x0 Ypiranga.


O segundo tempo começou emocionante, dando o tom de como seria muito bem disputada a etapa. Logo aos 45 segundos, o Ypiranga empatou com gol de Fágner. A jogada começou com Borracha, que cruzou rasteiro, a defesa do Timbu rebateu e a bola sobrou para Fágner fazer 1x1. Foi o primeiro toque Fágner na partida - ele havia entrado no intervalo, substituindo Lismar, que foi o responsável pela marcação de Carlinhs Bala no primeiro tempo.


Com a partida empatada, o Náutico buscou tirar proveito das bolas paradas - porém duas tentativas foram em vão. Em nova cobrança de falta perigosa, o Timbu, enfim, acertou e passou novamente à frente - numa cobrança de falta, Bala tocou para Zé Carlos, que marcou 2x1.


A partir daí, foi uma sucessão de gols. Em cinco minutos, foram marcados nada menos que quatro gols. Depois de o Náutico deixar o placar em 2x1 aos 20 minutos, o Ypiranga deu o troco dois minutos depois. Trabalhando a bola pela esquerda, Rosembrik tocou para Fágner, que mandou para Wendell empatar: 2x2.


Passados mais dois minutos, aos 24, mais um gol, novamente numa dobradinha entre Bala e Zé Carlos - desta vez, Zé Carlos lançando para Bala fazer 3x2.


Passado apenas um minuto, João Paulo marcou para o Ypiranga, deixando tudo igual nos Aflitos: 3x3.


Num jogo tão disputado, mais emoções esperavam pelos torcedores. Aos 33 minutos, de pênalti, Carlinhos Bala deixou novamente o Náutico à frente no placar: 4x3.


Repetindo a sequência de toma lá dá cá, Rosembrik marcou, empatando pela quarta vez para o Ypiranga e finalizando o jogo em 4x4.


Na 15ª rodada, próximo domingo (14), às 17h, o Náutico vai a Garanhuns para enfrentar o Sete de Setembro, no Gigante do Agreste. No mesmo horário, o Ypiranga recebe o Salgueiro, no Otávio Limeira, em Santa cruz de Capibaribe.


Ficha do jogo

Náutico: Glédson; Daniel, Ediglê, Vinícius e Rafael Forster; Hamilton, Derley (Thiaguinho), Zé Carlos e Carlinhos Bala; Emanuel (Geilson) e Bruno Meneghel (Nilson). Técnico: Alexandre Gallo.


Ypiranga: Gedai; Kênio (Borracha), Marcone, Bebeto e Bruno; Wendell, Iarlei, Lismar (Fágner) e Rosembrik; Fabrício Ceará e João Paulo. Técnico: Neco.


Gols:
Náutico - Bruno Meneghel - 35min (1T), Zé Carlos - 20min (2T, Bala - 24min (2T) e 33min (2T)
Ypiranga - Fágner - 00min (2T), Wendell - 22min (2T), João Paulo. - 25min (2T) e Rosembrik - 35min (2T)


Cartões amarelos:
Kênio - 19min (1T), Marcone - 09min (2T) e Rosembrik - 32min (2T), pelo Ypiranga.
Ediglê - 22min (1T), Daniel - 38min (1T) e Bala - 34min (2T), pelo Náutico.


Público total: 11.521
Renda: R$ 17.220,00.
Local: Aflitos.
Árbitro: Ricardo Tavares.
Assistentes: Erich Bandeira e Aldir Pereira.



Nenhum comentário: