quarta-feira, março 31, 2010

Náutico no jogo do “Erro Zero”

Jogadores do Timbu sabem que para eliminar o Vitória vão precisar se superar

Em noite de Copa do Brasil, o Náutico aposta na rivalidade, no equilíbrio do duelo nordestino. “Se eles venceram nos Aflitos, nós podemos vencer em Salvador”, garantiu o volante Márcio Tinga. Às 21h50, o Timbu enfrenta o Vitória, no Barradão, com o intuito de reverter a derrota por 1x0 que sofreu dentro dos seus domínios. Vacinados, os alvirrubros sabem que para avançar na competição precisam aproveitar bem as oportunidades criadas, algo que não aconteceu na primeira partida.

Sempre articulado, o meia Zé Carlos, que ainda pode ser utilizado como lateral-esquerdo, pois o técnico Alexandre Gallo não forneceu pistas sobre a equipe que deve atuar na Bahia, criou uma nova expressão para definir o modo com que o Timbu deve entrar em campo. “Contra o Vitória, vamos ter que fazer o jogo do ‘Erro Zero’. Uma bobeada e nossos planos podem ir pelos ares. Na primeira partida, jogamos bem, mas pecamos na hora de empurrar a bola para dentro”, comentou o jogador.

“A gente esperou muito por esse momento nos últimos dias, por não termos conseguido a vitória nos Aflitos. É um resultado que pesou muito nesse início de temporada, e agora vamos ter a oportunidade de reverter essa situação na Copa do Brasil”, ressaltou Zé Carlos.

Assim como no primeiro confronto, o técnico Alexandre Gallo decidiu não divulgar a escalação da equipe. Sabe-se apenas que Gallo vai ter Márcio Tinga novamente à disposição, depois que o jogador cumpriu suspensão na última rodada do Campeonato Pernambucano. O jogador já foi improvisado no lado esquerdo da defesa e não comprometeu. Com isso, Gallo poderia manter um esquema mais ofensivo, com dois meias - Dinda e Zé Carlos.

“Tenho a equipe definida na minha cabeça. Não vou levar nenhuma dúvida para o jogo. Mas prefiro guardar a escalação até a hora do jogo, pois vai ser um duelo muito complicado, não podemos facilitar a vida do Vitória”, destacou o treinador alvirrubro. Outra dúvida que Gallo deixou no ar foi o substituto do volante Derley, suspenso. Com Hamilton também fora, por conta de uma contusão no tornozelo, Nílson deve ter a missão de defender a cabeça de área ao lado de Gomes.

Mesmo com as mudanças obrigatórias, o goleiro Gustavo afirmou que a equipe está confiante para o confronto. “As dificuldades têm fortalecido o nosso grupo. Estamos passando por um momento de muita união dentro do elenco, com todos querendo ajudar, participar. Acho isso fundamental para que a gente consiga reverter esse quadro diante do Vitória”.

Vitória: Viáfara; Nino, Wallace, Anderson Martins e Egídio; Vanderson, Uelliton, Bida e Ramon; Renato e Júnior. Técnico: Ricardo Silva

Náutico: Gustavo; Daniel, Ediglê, Vinícius e Márcio Tinga; Derley, Hamilton, Dinda e Zé Carlos; Carlinhos Bala e Bruno Meneghel. Técnico: Alexandre Gallo.

Local: Barradão (Salvador)

Horário: 21h50

Árbitro: Alício Pena Júnior (MG)

Assistentes: Márcio Eustáquio (MG) e Renison Nunes Freire (SE)

Nenhum comentário: