sábado, março 06, 2010

Náutico e Ypiranga fazem jogo de oito gols nos Aflitos: 4 x 4

Sete dos oito gols aconteceram num intervalo de quinze minutos, no final do segundo tempo


Se o Náutico esperava jogo fácil, estava enganado. Durante todo o primeiro tempo da partida contra o Ypiranga, a bola quase não entrava na barra - de nenhum dos times. No segundo tempo a disputa continuava acirrada, mas com uma verdadeira chuva de gols que acabou em 4 x 4. A partida aconteceu no estádio do Arruda neste sábado e foi válida pela 14ª rodada do Campeonato Pernambucano.


No primeiro tempo o Náutico teve mais oportunidades, mas tomou alguns sustos também - Gledson sustentou bem. Como aos 42" do primeiro tempo, quando uma cobrança de Rosembrick foi parar certeira na área e o goleiro alvirrubro segurou. O único gol do primeiro tempo veio apenas aos 33 minutos. Carlinhos Bala cruzou para Bruno Meneghel, que acertou em cheio, de cabeça.


Na volta do intervalo, o técnico do Ypiranga fez apenas uma alteração: colocou Fagner no lugar de Lismar. E na primeira vez em que tocou na bola, Fagner marcou o gol de empate, aproveitando o cruzamento de Borracha. 1 x 1.


Aos 21 minutos, começou um festival de gols que durou quase quinze minutos. Primeiro o time do Náutico enganou a defesa do Ypiranga colocando dois jogadores para ensaiar a cobrança de falta. Zé Carlos aproveitou a chance e mandou a bola para dentro da barra - 2 x 1 para o Náutico.


A torcida mal tinha sentado quando, aos 23", Wendell fez o gol de empate do Ypiranga. E logo depois, aos 25", foi a vez de Carlinhos Bala fazer o Náutico assumir a dianteira, 3 x 2. Apenas três minutos depois, João Paulo marcou novamente para o Ypiranga e o placar ficou igual, 3 x 3.


Aos 32", durante um ataque do Náutico, Borracha, jogador do Ypiranga, tocou a bola com a mão e o juiz marcou pênalti. Na cobrança, Carlinhos Bala avançou seguro e acertou em cheio, deixando o Náutico novamente na frente.


O antigo companheiro de time de Bala, Rosembrick, correu atrás e marcou o gol de empate só dois minutos depois.

Nenhum comentário: