domingo, março 07, 2010

Ciro comemora volta por cima

Na carreira de qualquer esportista é mais do que natural que ele sofra com os altos e baixos de suas atuações, sendo destinada apenas aos gênios do esporte a magia de conseguir passar quase toda a carreira por cima, mantendo o alto nível. Porém, com apenas 20 anos, um e meio atuando como profissional, o atacante Ciro já provou os dois lados da moeda, indo de herói a vilão num espaço curto de tempo.

Surgindo no Brasileirão de 2008, contra o Ipatinga, quando marcou um belo gol e foi apontado como promessa do Leão para o ano seguinte, o centroavante começou 2009 dando a entender que as expectativas dos torcedores seriam confirmadas. No Estadual, anotou 14 tentos, terminando na vice-artilharia, atrás apenas de Gilmar, do Náutico. Na tão esperada disputa pela Taça Libertadores, logo na estreia da equipe, o jovem atleta marcou o primeiro gol do Leão na vitória sobre o Colo-Colo, em pleno estádio Monumental, no Chile.

No entanto, com o fracasso do time na Libertadores, Ciro não fez um golzinho sequer no Brasileirão, que terminou com o rebaixamento leonino, e acabou sofrendo duras críticas dos torcedores. Neste Estadual, o atacante iniciou a disputa no banco de reservas, com Wilson e Nadson formando a dupla titular. Porém, ganhou a titularidade a partir do quarto jogo da equipe e voltou a reviver os bons momentos na Ilha.

Ele marcou duas vezes no último jogo e somou oito gols, passando a dividir a artilharia com Joélson, do Santa Cruz. “Estou mais maduro do que no ano passado. Isso tem me ajudado muito a conseguir encontrar um equilíbrio dentro e fora de campo. Não penso na artilharia, penso mesmo em ser campeão com o Sport. Essa é a minha resposta sempre que perguntam sobre artilharia”, brincou Ciro.

Nenhum comentário: