quinta-feira, fevereiro 11, 2010

Tricolor aumenta jejum de vitórias

Nem mesmo as mudanças no comando, no esquema tático e em alguns jogadores foram suficientes que o Santa Cruz voltasse a vencer neste Estadual. Com a derrota por 2x1 para o Vitória, no Carneirão, o Mais Querido somou o quinto jogo consecutivo sem vitórias (são quatro derrotas e um empate). Com o revés, o Mais Querido permanece na sexta colocação, com 11 pontos, mesma pontuação do algoz de ontem e o Central, mas os tricolores levam vantagem nos critérios de desempate. Já o Taboquito voltou a triunfar no torneio e pulou para a oitava colocação. Os corais podem perder uma posição hoje, caso o Porto derrote a Cabense, jogo que acontece em Caruaru. Jadílson e Eduardinho marcaram para os donos da casa, enquanto André Leonel descontou para os visitantes.

Repetindo o esquema tático do último duelo diante do Ypiranga, mas apostando em André Leonel no ataque ao lado de Joelson, o Santa Cruz investiu nos dois atacantes para superar a defesa montada pelo técnico Roberto de Jesus. Somente o artilheiro do Mais Querido teve duas oportunidades de marcar, mas em vez de passar a bola para um companheiro, ele preferiu arriscar. No primeiro lance, a bola saiu pela linha de fundo, na segunda, a zaga salvou.

Aos 39, por pouco a Cobra Coral não conseguiu abrir o placar. O volante Marcos Mendes, improvisado na lateral esquerda, foi até a linha de fundo e cruzou na cabeça de André Leonel. O atacante cabeceou com estilo, mas o goleiro Baggio espalmou para a linha de fundo. Quando todos esperavam que partida fosse para o intervalo no 0x0, os donos da casa marcaram o primeiro gol. O lateral-direito Suélinton cruzou para a grande área, os defensores corais não conseguiram cortar. Jadílson aproveitou então para testar sem chances para Baggio.

Na etapa final, apesar de voltar para o gramado com a mesma formação, o Mais Querido pressionou o Vitória desde o primeiro minuto. E apesar dos erros nas finalizações, não demorou para empatar. Aos sete, Joelson mostrou que além de marcar gols também é garçom. O atacante cruzou para André Leonel, que usou a cabeça para fazer o gol da Cobra Coral.

Sentindo a queda de rendimento da sua equipe, o técnico do Taboquito, Roberto de Jesus, tirou Jadílson e colocou em campo Eduardinho. Aos 11, Aproveitando um rebote de uma cobrança de falta que acertou o travessão de Baggio, o baixinho Eduardinho usou a cabeça para deixar os mandantes em vantagem mais uma vez. Desesperado, o Santa Cruz foi para cima do Vitória. Em uma das diversas chances desperdiçadas pelo Mais Querido, André Leonel driblou dois adversários e tentou encobrir o goleiro, mas Rodrigo fez uma bela defesa e garantiu o triunfo.

Vitória

Rodrigo; Suéliton, Alex Rava, Sandro Miguel e Alexandre; Léo (Paulinho), Daniel Carlos, Aguimeron e Neílson (Cleber Monteiro); Bruno Garcia e Jadílson (Eduardinho). Técnico: Roberto de Jesus

Santa Cruz

Baggio; Baiano (Gilberto Matuto), Alex Xavier, Allysson e Marcos Mendes; Goiano, Léo, Jackson (Marcelinho) e Élvis (Natan); Joelson e André Leonel. Técnico: Dado Cavalcanti

Local: estádio Severino Cândido Carneiro (Vitória de Santo Antão). Árbitro: Antônio André. Assistentes: Ubirajara Ferraz e Alcides Lira. Gols: Jadílson (aos 46 do 1° T), André Leonel (aos 7 do 2° T), Eduardinho (aos 11 do 2° T). Cartões Amarelos: Aguimeron, Jadílson (V), Marcos Mendes, Natan, Léo (S). Público e Renda: não divulgados Preliminar: Vitória 2x2 Santa Cruz.

Nenhum comentário: