quinta-feira, fevereiro 18, 2010

Sport sofre empate do Sete de Setembro nos acréscimos

Juninho Silva marcou o primeiro gol do Sport

Juninho Silva marcou o primeiro gol do Sport

O Sport completou seu segundo jogo seguido sem conseguir vencer. Atuando novamente no interior, o rubro-negro esteve duas vezes na frente do placar, mas cedeu o empate nos acréscimos e ficou 2x2 diante do Sete de Setembro, nesta quarta-feira (17), no Gigante do Agreste, em Garanhuns.


Apesar do segundo empate seguido, o Sport conseguiu ampliar em um ponto sua diferença ante o Náutico, seu adversário no próximo sábado (20), na Ilha do Retiro. Os leoninos chegaram aos 22 pontos contra 19 do rival.


Com o gramado visivelmente em melhores condições do que em anos anteriores, o Sport mostrou mais qualidade técnica e chegou perto do gol aos oito minutos com uma cabeçada de Júlio César na trave. O time visitante manteve a pressão e Ciro, em jogada individual pelo lado esquerdo chegou à linha de fundo e bateu rasteiro mas ninguém apareceu para concluir.


O meia Laércio igualou o placar de bolas na trave aos 20 minutos, num chute de longa distância. Foi o primeiro dos poucos lances criativos da equipe da casa. O outro foi um chute fraco de Diego, nas mãos de Magrão. Já o Sport teve bem mais a posse da bola mas não soube traduzir em gols.


Os lances mais emocionantes estavam guardados para o segundo tempo. E logo aos seis minutos, o time da Ilha marcou seu gol. Júlio César cruzou de pé esquerdo e Juninho Silva subiu mais que a defesa para cabecear com estilo no canto direito de Sílvio.


Atrás no placar, o Sete deixou a postura mais defensiva e começou a jogar mais no campo do Sport. Porém, a falta de um toque de qualidade foi visível, visto que Leonardo estava em noite pouquíssimo inspirada - aliás, quase não foi acionado. O técnico Marquinhos Saloá fez a sua parte ao colocar Jardel no posto de Bartô.


Aos 15 minutos, Magrão, que voltava após quatro jogos, saiu mal do gol numa falta cobrada por Diego. Ele bateu de curva e o goleiro rubro-negro passou da linha da bola. Jogo empatado: 1x1. Para sorte dele, bastou reiniciar a partida que a resposta veio. Ciro cruzou da esquerda e a defesa afastou nos pés de Júlio César, que dominou e chutou rasteiro para colocar o Leão na frente outra vez.


Outra vez atrás, o técnico do Sete mexeu bem novamente ao colocar o veloz Alanzinho no lugar de Thiago Lima. Aproveitando a lentidão da defesa do Sport, o baixinho colocou fogo no jogo. E, aos visitantes, faltou um pouco mais de capricho, pois havia espaço para os contra-ataques. O passe final em alguns momentos e o excesso de preciosismo em outros, atrapalhou.


Jardel, que não tinha da a ver com essa história, não desistiu e já aos 46 minutos acertou um belo chute de fora da área. A bola foi no ângulo esquerdo. Não havia mais chance de nova reação rubro-negra.


Ficha do jogo:

Sete: Sílvio; Bartô (Jardel), Nenem e Índio; Vanderson, Nau, Laércio, Thiago Lima (Alanzinho) e Diego; Dinda (Igor) e Leonardo. Técnico: Marquinhos Saloá.


Sport: Magrão; Igor, César e Montoya; Júlio César, Zé Antônio (Daniel Paulista), Tobi, Juninho Silva (Isael) e Dutra; Ciro e Dairo (Éverton Felipe). Técnico: Givanildo Oliveira.


Local: Estádio Gigante do Agreste, em Garanhuns. Árbitro: Antônio André. Assistentes: Luciano Cruz e Albert Júnior.


Gols: Juninho Silva, aos seis; Diego, aos 16; Júlio César, aos 16.


Cartões amarelos: Vanderson, Juninho Silva e Zé Antônio.

Nenhum comentário: