sexta-feira, fevereiro 19, 2010

Quando o importante é vencer

No Arruda // Santa derrota o Araripina por 2 x 0, encerrando um jejum de cinco jogos


Se o futebol ainda não foi o dos sonhos da torcida coral não tem problema. O importante foi o Santa Cruz vencer o Araripina por 2 x 0 , ontem, no Arruda, quebrando um jejum de cinco jogos sem vencer. Com o resultado, o time comandado por Dado Cavalcanti pulou da nona para a quinta colocação do Campeonato Pernambucano, com 14 pontos. É bom frisar que o Tricolor tem o mesmo número de pontos do Central e também do Vitória, mas está na frente por ter um melhor saldo de gol. E, para tentar virar o primeiro turno melhor na tabela, o time do Arruda terá que buscar mais uma vitória na partida de domingo com o Salgueiro, no Cornélio de Barros.



Tricolores comemoram o primeiro gol da vitória de ontem no Arruda
Quando a bola rolou, o Santa Cruz partiu com tudo para o ataque em busca do primeiro gol. O lado direito, com Gilberto Matuto, era sempre o mais explorado pela equipe coral, que tinha que vencer a todo custo. Logo aos 3 minutos, Gilberto Matuto entrou pela direita e cruzou. Márcio mandou a bola para escanteio. O próprio lateral cobrou e Alysson cabeceou para fora. Aos 12, novamente após cruzamento de Gilberto Matuto, Elvis cabeceou e a bola bateu na rede pelo lado de fora. Um minuto depois, a jogada se repetiu, André Leonel cabeceou, mas Joélson, impedido, mandou para as redes e o gol foi anulado.


De tando insistir, Gilberto Matuto acabou premiado, aos 15 minutos, quando cobrou escanteio e Fernandes mandou para as suas próprias redes para o desespero do goleiro Danilo: 1 x 0. Só aos 19 minutos, os visitantes assustaram o goleiro Bagio. Jessuí brigou pela bola na área e ela sobrou limpa para Marcelo Paraíba, que perdeu um gol feito. Aos 25, a primeira boa jogada do time coral pelo meio. Jackson tocou para Joélson, que chutou rasteiro. O goleiro Danilo teve que se esticar para fazer a defesa.


Aos 25, o alívio que todo torcedor coral esperava. E novamente a jogada se iniciou com Gilberto Matuto. O lateral cobrou escanteio e Alysson, de cabeça, fez 2 x 0 para o Tricolor. A reação do Araripina foi tímida. Aos 26, Romário chutou e Bagio defendeu. Mas foi do Santa Cruz a melhor chance de aumentar o placar no final do primeiro tempo. Foi uma bela jogada. Joélson cruzou, André Leonel cabeceou para o meio e Elvis, livre, mandou a chance para o alto.


No segundo tempo, o jogo caiu de ritmo. O Araripina bem que tentou esboçar uma reação após as entradas de Péricles e Renan. Porém, aos 16 minutos, Zaqueu deu um pisão em Elvis e acabou expulso de campo. Com um jogador a mais, o Santa Cruz voltou a pressionar um pouco mais. Aos 22, Gilberto Matuto, o nome do jogo, cobrou escanteio e Leandro Cardoso cabeceou com perigo. Tres minutos depois, Elvis arriscou de fora da área e Danilo evitou o pior. Não demorou e, aos 37, Leo tocou boa bola para Val Barreto, que chutou para a fora. A pressão desta vez não deu resultado, mas o placar ficou de bom tamanho.

Nenhum comentário: