quarta-feira, fevereiro 17, 2010

Náutico cede virada para o Porto dentro dos Aflitos

Com a derrota por 2 a 1, Timbu vê ainda o Sport se distanciar na liderança do Campeonato Pernambucano

Mesmo jogando nos Aflitos, o Náutico decepcionou ao ser derrotado pelo Porto por 2 a 1 e viu a distância para o líder Sport aumentar ainda mais. O Timbu até saiu na frente com Derley, mas acabou cedendo a virada para o Gavião. Arlindo e Fabian marcaram no segundo tempo.

Com o resultado, o Timbu segue com 19 pontos, enquanto o Leão, que empatou com o Sete de Setembro, foi para 22. Já o time de Caruaru vai 13 pontos.

Para fechar o primeiro turno, o Náutico tem agora pela frente o clássico contra o Sport, às 16h deste sábado (20), na Ilha do Retiro. No mesmo dia, o Porto recebe o Ypiranga, em Caruaru.

O JOGO
Mesmo jogando nos Aflitos, a primeira chance real de gol do Náutico só veio aos 21 minutos do primeiro tempo. O lateral-esquerdo Altemar cruzou para a pequena área e Rodrigo Dantas desperdiçou ao chutar mal em cima da zaga do Porto.

Com dificuldades de chegar ao ataque, a torcida alvirrubra perdeu a paciência e começou a vaiar o atacante Rodrigo Dantas. O técnico Guilherme Macuglia já preparava a substituição do atacante Timbu por Geílson. Mas, aos 35 minutos, o Náutico conseguiu marcar. Carlinhos Bala fez uma grande jogada e tocou para Derley, que soltou a bomba no meio do gol, sem chance de defesa para o goleiro Romero.

Após o gol, o time pediu para o treinador segurar as substituições. Ao dar sinais de que iria atender ao pedido dos atletas, a torcida disparou as vaias agora para Macuglia. Na berlinda, o técnico acabou fazendo duas modificações logo após o gol. Ele tirou o volante Nilson para a entrada do meia Helton Luiz e o atacante Rodrigo Dantas para a entrada de Geílson.

Aos 43 minutos, um lance para a torcida alvirrubra lamentar. Carlinhos Bala tomou o cartão amarelo ao simular um pênalti. Como estava pendurado, o atacante terá que cumprir suspensão automática no clássico contra o Sport, no sábado.

O Porto chegou ao empate logo no primeiro minuto do segundo tempo. Fabian fez grande jogada e tocou para Arlindo mandar para o fundo do gol de Glédson e deixar o placar novamente igual nos Aflitos.

O gol animou o time de Caruaru que passou a dominar a partida. Aos 12 minutos, Kiros arriscou o chute a bola passou muito perto do gol de Glédson. Três minutos depois, num cruzamento pela direita, a bola passou por toda a pequena área do Náutico até a zaga timbu chegar para afastar.

Para tentar reagir, Guilherme Macuglia fez mais uma mudança. Ele sacou o estreante Felipe Pinto para a entrada do jovem atacante Philip. Mas quem acabou chegando ao segundo gol foi o Porto. Fabian, livre, aproveitou o cruzamento de Airton para virar a partida para o Gavião.

Aos 42 minutos, o Porto ainda perdeu um jogador, quando Romero Caruaru foi expulso. Mas, o Náutico não teve forças para reagir nos minutos finais.


NÁUTICO 1 x 2 PORTO

NÁUTICO
Glédson; Tinga, Gomes, Vinícius e Altemar, Hamílton, Derley, Nilson (Élton Luiz) e Felipe Pinto (Philip); Carlinhos Bala e Rodrigo Dantas (Geílson)
Técnico: Guilherme Macuglia

PORTO
Romero; Rodolfo Aguiar, Anderson e Romero Caruaru; João Carlos, Cosme, Naldinho, Arlindo e Airton (Cleiton); Kiros (Rogério) e Fabian
Técnico: Charles Muniz

Local: Estádio dos Aflitos
Renda: R$ 17.055
Público: 9.626

Árbitro: Emerson Sobral
Assistentes: Erich Bandeira e Elan Vieira

Nenhum comentário: