domingo, fevereiro 21, 2010

A meta é o G-4

O Sertão // Santa Cruz vai enfrentar o Salgueiro confiante que pode vencer para embalar


O Santa Cruz, que já rondava a zona do rebaixamento do Campeonato Pernambucano, deu um verdadeiro salto na tabela ao vencer o Araripina, quinta-feira, à noite, no Arruda. Para se ter uma ideia, a equipe coral, que encerrou a participação na 10ª rodada em 5º lugar, com 14 pontos, pode até voltar ao G-4, justamente no encerramento do primeiro turno do Estadual se vencer o Salgueiro, neste domingo, às 17h, no Cornélio de Barros, em um confronto direto entre as equipes da capital e do Sertão pernambucano. Isso porque o adversário do Tricolor, com 16 pontos, mesmo com a derrota para a Cabense, fechou a sua participação na rodada passada em 4º lugar.



Gilberto foi confirmado como titular e quer aproveitar a chance para não sair mais do time
"Espero que essa boa vitória diante do Araripina, que resultou na quebra do jejum de cinco jogos sem vitórias, deixe os atletas mais tranquilos, confiantes e em condições de atuarem com mais competência para que a gente possa seguir vencendo no campeonato", avaliou Dado Cavalcanti, que diz ser nítida a evolução da equipe nas últimas rodadas. "Já havíamos feito bons jogos contra o Ypiranga e com o Vitória. Mas os resultados não estavam acontecendo como gostaríamos e a pressão já estava atrapalhando um pouco. Agora é tentar ter uma sequência de bons resultados a partir deste confronto direto com o Salgueiro".



Sobre o fato dos dois gols do Santa Cruz terem saído em jogadas de bola parada iniciadas pelo lateral-direito Gilberto Matuto (que só voltou a condição de titular após a saída de Lori Sandri), Dado Cavalcanti foi enfático: "Hoje, com o altíssimo nível da preparação física, os espaços em campo estão cada vez mais reduzidos e as faltas são mais frequentes. As estatísticas comprovam que atualmente cerca de 72% dos gols acontecem neste tipo de jogada e trabalhamos muito isso durante o carnaval. Deu certo", destacou, falando que a equipe também ganha em competitividade quando trabalha bem esse tipo de jogada.


Quando o assunto é a participação do ataque nos últimos jogos, Dado Cavalcanti assegurou que um atacante como André Leonel às vezes não aparece tanto por sempre estar em confronto direto com os defensores adversários. "Mas gostei bastante da movimentação dele, que joga mais como referência na área e até deu chutes e cabeçadas para o gol. É buscar dar uma sequência na formação para que todos possam render ainda mais", ressalvou o comandante coral, que deve repetir a equipe no duelo com o Salgueiro.


Já entre os jogadores, a ordem é manter os pés no chão para que o Santa Cruz siga somando três pontos na competição. "Temos que manter a humildade e saber que a vitória sobre o Araripina já faz parte do passado. Agora, o foco tem que ser apenas no Salgueiro para que o ambiente de tranquilidade no dia a dia do trabalho siga no clube", destacou o meia, que já passou pelo Salgueiro e fala muito bem do adversário. "É um time sempre competitivo e temos que jogar muito se quisermos voltar de lá com a vitória".

Nenhum comentário: