quarta-feira, fevereiro 10, 2010

Máquina de Costura de olho no G4

Até agora, o Ypiranga vem se mostrando uma pedreira para os grandes da Capital. Já enfrentou Náutico e Santa Cruz e tirou pontos de ambos - empatou os dois jogos. Hoje, será a vez da Máquina de Costura se encontrar com o terceiro e último “grande”, o Sport. Mais do que uma oportunidade de incomodar outra vez, o time de Santa Cruz do Capibaribe pode causar uma reviravolta na classificação do Campeonato Pernambucano. Caso tire pontos do Leão, e o Timbu faça a sua parte diante do Central, a liderança da competição pode mudar de mãos e ir parar com os alvirrubros.

O Ypiranga, no entanto, não tem nada com a briga dos “grandes”, e quer mesmo é voltar ao G4, de onde saiu na rodada passada, ao ceder empate para o Santa Cruz. Mesmo assim, permanece ali por perto, na quinta colocação, com 11 pontos, um a menos que a Cabense, quarta colocada, e dois que o Salgueiro, terceiro. “Queremos continuar tirando pontos e espero que amanhã (hoje) sejam três”, afirmou o técnico Neco.

Em campo, para buscar os três pontos, o treinador tem prós e contras. De bom, tem as voltas do zagueiro Bebeto e do atacante Fágner, após cumprirem suspensão. Em compensação, para a lamentação de Neco, ele continua sem contar com o atacante Fabrício Ceará, segue machucado e pode ter o desfalque também do goleiro Geday (que com uma queimadura no pé já jogou no sacrifício contra o Santa Cruz) e o volante Lismar, que deixou a movimentação de ontem machucado. Se não der para eles, entram Anialisson e Wendell, respectivamente.

Nenhum comentário: