segunda-feira, fevereiro 08, 2010

Hamilton já chegou convencendo


Jogadores do Náutico comemoram o gol de Carlinhos Bala, de pênalti, que deu a importante vitória ao Timbu
Apesar de muitos alvirrubros serem reticentes ao jogador, reestreia foi elogiada


Depois de dividir a torcida em aplausos e vaias durante a sua apresentação, que aconteceu antes do clássico contra o Santa Cruz, o volante Hamilton praticou um futebol na sua estreia que o permitiu converter vários alvirrubros. Ao final da partida, ele saiu do jogo ovacionado por um grupo numeroso de admiradores. Os que ainda guardam certa mágoa do polêmico volante - e por consequência não quiseram aplaudir o atleta -, preferiram o silêncio. Não tiveram como ir contra os fatos. Hamilton foi um dos melhores em campo, trazendo para o Náutico um nível de eficiência que estava em falta.


O primeiro a falar sobre o desempenho do volante após a partida foi o técnico Guilherme Macuglia, claramente um admirador do futebol de Hamilton. “O Hamilton fez a mesma função que o Ramirez vinha exercendo, com um terceiro homem da defesa. Ele deu muita qualidade no desarme e facilitou bastante a saída de bola. Jogamos com dois alas bem abertos e conseguimos fazer um bom uso desses passes do jogador”, declarou o treinador alvirrubro. “Com a velocidade com que ele vai para o combate, ele pode marcar o atacante mais rápido do adversário. Essa era uma preocupação que eu tinha hoje (ontem), e ele nos ajudou bastante”.


Na sequência, Carlinhos Bala - atleta acostumado a viver uma relação de amor e ódio com os torcedores - mostrou muita consciência ao falar sobre a situação de Hamilton no Náutico. “O que eu fiz antes do jogo foi desejar boa sorte ao Hamilton. Isso porque a única coisa que o jogador de futebol pode fazer para reverter esse tipo de situação é jogar futebol, e isso ele fez hoje”, comentou Bala, para depois emendar. “Todos cometemos erros, acho que o Hamilton aprendeu com tudo o que aconteceu na carreira dele. E a torcida também conhece o futebol que o Hamilton pode apresentar.”


Último representante do clube na entrevista coletiva após o jogo, Hamilton falou sobre a sua estreia. Se Macuglia e Bala fizeram vários comentários enaltecendo o volante em alto e bom som, o mesmo continuou a sua tradição de falar pouco, em um volume quase inaudível. “Foi uma boa estreia, por estar diante da torcida, conseguindo a vitória. Mas o que importa mesmo é a equipe, que está de parabéns, pelo empenho e dedicação”, declarou. Sobre a relação com a torcida, ele minimizou, tanto os aplausos como as vaias. “O importante é que o trabalho está sendo bem feito”, finalizou o jogador, que só tem contrato até o final do Campeonato Pernambucano, mas deixou aberta a possibilidade de renovação.

Nenhum comentário: