segunda-feira, fevereiro 15, 2010

Disputa de goleadores

Estadual // Joelson, do Santa, lidera a briga pela artilharia com sete gols, mas na sua cola está Ciro, do Sport, com seis


O Sport tem o ataque mais positivo do Pernambucano. Até agora, foram 19 gols em nove partidas. Um poder de fogo que deixou o time na 1ª colocação do Estadual, com 21 pontos. Mas isso não quer dizer que o time tenha, também, o artilheiro da competição.

Joelson largou na frente na corrida pela artilharia do Estadual de 2010.
Historicamente, a expressão "barba, cabelo e bigode" passa longe da Ilha do Retiro. O atual goleador é o tricolor Joelson, que marcou sete gols, apesar de passado em branco nas duas últimas rodadas. Um Rubro-negro robusto na pontuação geral, sem um goleador, e uma Cobra-Coral capenga na tabela, mas com o artilheiro do campeonato. Uma situação até certo ponto comum nesta década. Enquanto o Sport conquistou cinco títulos desde 2001 e só teve um artilheiro, o Tricolor ganhou apenas um Pernambucano, mas teve o goleador máximo da temporada em quatro oportunidades. Nesta década, o Náutico está num meio termo: três títulos e quatro artilheiros.


Esses números se relacionam diretamente com a história do Estadual, desde 1915. De acordo com o pesquisador Carlos Celso Cordeiro, o Santa Cruz é o clube com o maior números de artilheiros do estado. São 28 ao todo, três a mais que o Náutico e seis de vantagem sobre o Sport (que é o maior campeão, com 38 troféus). Vale registrar que em 13 edições, nas primeiras décadas, não há registro algum sobre os goleadores.



Ciro diz o mais importante é ser campeão pelo Sport mais uma vez.
Em 2010, a briga já está acirrada. Ainda faltam 13 jogos para acabar a primeira fase e até agora ninguém disparou na corrida pela artilharia. Mesmo com a péssima fase do Santa Cruz, que somou apenas um ponto nos últimos 15 possíveis, Joelson vem se destacando com a boa pontaria e velocidade. Mas tem apenas um gol de vantagem sobre o leonino Ciro. O atacante rubro-negro, aliás, ainda carrega nas costas o peso de um jejum do clube neste tema. No início do texto foi dito que o Sport teve apenas um artilheiro nesta década. E isso aconteceu logo em 2001, quando Rodrigo Gral (hoje no Bahia) marcou 14 gols, dividindo a primeira colocação com o alvirrubro Kuki.


Porém, Ciro adianta que esse não é o seu objetivo. Pelo menos não o primeiro. "Seria muito bom ser artilheiro, mas isso, para mim, está bem abaixo do time. Eu quero é ser campeão mais uma vez pelo Sport", diz o atacante, que foi bem no Estadual passado, quando anotou 14 gols em 20 partidas. Ainda na Ilha, Wilson também está bem colocado, com cinco gols. Nos Aflitos, Carlinhos Bala segue como a referência na posição. Com quatro gols, o jogador é o principal goleador do Náutico, comendo pelas beiradas. Bala tenta repetir o feito de 2006, quando escreveu o seu nome na história dos goleadores do estado, quando marcou 20 gols pelo Santa.


Clubes com maior número de artilheiros*

28 Santa Cruz

25 Náutico

21 Sport

04 América

03 Torre

02 Tramways

01 Íbis, Itacuruba e Porto

*13 edições entre 1915 e 1932 não têm registros de artilheiros


Briga pela artilharia em 2010

7 gols - Joelson (Santa Cruz)

6 gols - Ciro (Sport)

5 gols - Wilson (Sport) e Alcimar (Vera Cruz)

4 gols - Rosembrick (Ypiranga), Bruno Garcia e Jadílson (Vitória), Carlinhos Bala (Náutico) e Nildo Petrolina (Salgueiro)

3 gols - Jessuí (Araripina), Fágner (Ypiranga), Kyros (Porto), Nádson (Sport), França (Salgueiro) e Gilberto(Vera Cruz)

2 gols - Tiago (Salgueiro); Laércio e Leonardo (Sete de Setembro); Naldinho, Paulista, Rogério e Fabián (Porto); Ricardinho (Sport), Derley e Juliano (Náutico); Péricles e Dunga (Araripina), Everton (Vera Cruz); Rodrigo Santos (Central); Élvis e André Leonel (Santa Cruz), Fabrício Ceará (Ypiranga) e Flávio (Cabense)

1 gol - Anderley, Elton, Guego, Mucarbel, Geraílton e Ely (Central); Jackson (Santa Cruz); Cléber Monteiro, Eduardinho, Suelington e Clóvis (Vitória); Cleiton, Rodolfo e Arlindo (Porto); Evanilson, Márcio, Anderson, Tiago Mexerica, Washington, Eduardo e Clébson (Cabense); Gilson Costa, Henrique e Heider (Salgueiro); Edu Chiquita, Ila, Marcone, Marcelo e Luiz Eduardo (Ypiranga); Marcelo Paraíba, Roni e Fernandes (Araripina); Júlio César, Igor e Eduardo Ramos (Sport); Zé Carlos, Dinda, Ithamar, Nilson e Rodrigo Dantas (Náutico); Rafael Freitas (Sete de Setembro); Rafael Freitas, Ricardo e Negrete (Vera Cruz)

Nenhum comentário: