sexta-feira, fevereiro 26, 2010

Santa Cruz encerra maratona contra o Sete de Setembro

Brasão está confirmado diante do Sete de Setembro
Brasão está confirmado diante do Sete de Setembro

O Santa Cruz tenta fechar com chave de ouro sua maratona que iniciou no último sábado com a viagem a Salgueiro e já contabiliza duas vitórias: contra o próprio Carcará e contra o América-AM, pela Copa do Brasil. O adversário deste sábado (27) será o Sete de Setembro, no Arruda, a partir das 17


Para esse jogo, o técnico Dado Cavalcanti não terá seu ataque titular. Joelson cumpre suspensão por ter sido expulso contra o Salgueiro e André Leonel sofreu uma entorse no tornozelo direito em Manaus, tão forte que ele chegou ao Recife numa cadeira de rodas.


Um dos substitutos está definido. Será Brasão, que entrou no lugar de Leonel no jogo da quarta-feira. Seu companheiro vai sair do trio Marcelinho, Gaúcho e Souza, com tendência para este último, já que ele e Brasão dividiram o ataque do Fluminense-BA.


Dado, no entanto, deixou a dúvida para momentos antes da partida pois também quer conversar com o departamento médico e físico para saber quais jogadores estão em melhores condições. "Hoje (sexta) fizemos um regenerativo e temos muitos jogadores reclamando de dores musculares. Amanhã (sábado) pela manhã vamos fazer uma nova avaliação. Também vai depender do que vamos observar o adversário", explicou.


Já confirmado, Brasão, que estreou no meio da semana, acredita que ainda tem muito mais a oferecer ao clube. "Não falo em marcar gols, mas ajudar na marcação, me movimentar mais para abrir os espaços. Isso só vem com a sequência. Senti um pouco da falta de ritmo", explicou.


SETE - Mesmo com a má campanha - é o lanterna da competição - o Sete de Setembro promete não se encolher diante do Santa. O técnico Marquinhos Saloá promete uma formação ofensiva, com três atacantes. Leonardo e Thiago Lima estão confirmados. A dúvida fica entre Dinda e Jardel.


Ficha do jogo:


Santa Cruz: Tutti; Gilberto Matuto, Leandro Cardoso, Alysson e Jefferson; Goiano, Leo, Elvis e Jackson; Brasão e Souza. Técnico: Dado Cavalcanti.


Sete de Setembro: Silvio; Nenê, Índio e Bartô; Roma, Nau, Laércio, Thiago Lima e Fabiano; Leonardo e Dinda (Jardel). Técnico: Marquinhos Saloá.


Local: Arruda. Horário: 17h. Árbitro: Nielson Nogueira. Assistentes: Luciano Cruz e Ubirajara Ferraz. Ingressos: R$ 20 (arquibancada) e R$ 10 (estudante).

Tóbi será mantido como terceiro zagueiro do Sport

Tóbi será o zagueiro pelo lado esquerdo
Tóbi será o zagueiro pelo lado esquerdo

Os elogios do técnico Givanildo Oliveira a atuação do Sport na vitória sobre o Brasília, na última quarta-feira (24), pela Copa do Brasil não foram em vão. Mesmo contando com os retornos de Igor e César para a zaga, ele resolveu manter o volante Tóbi na equipe para enfrentar o Araripina, neste domingo (28), no Chapadão do Araripe. Assim, sobrou para Montoya, que vai para o banco.


O ataque também muda, já que Ciro está suspenso - foi expulso contra o Náutico -, Wilson não tem previsão de retorno e Nadson ainda está no departamento médico, o setor será formado por dois jogadores recém-promovidos das divisões de base. Trata-se de Dairo e Juninho Potiguar.


A opção de Givanildo por Juninho e não Éverton Felipe, que já integra o grupo profissional há mais tempo deve-se às características do jogador. Éverton joga mais fixo na área assim como Dairo. Já Juninho atua pelos lados do campo preparando as jogadas.


Sobre a opção por Tóbi, o treinador leonino gostou da atuação dele nos dois jogos em que entrou na zaga, diante de Ypiranga e na última quarta. A cobertura das subidas de Dutra e a facilidade de sair jogando também entraram na decisão. Prova disso foi o gol de empate do Sport no Serejão. O volante/zagueiro foi ao ataque e cruzou na cabeça de Ciro. "Ele sabe sair jogando e vai atuar como terceiro zagueiro", explicou o técnico.


O próprio jogador declarou sentir-se bem à vontade na nova função. "Givanildo já me conhece do São Caetano e vou fazer a mesma função que já fiz contra o Brasília. Vou jogar pelo lado esquerdo e espero corresponder a altura", ressaltou. Tóbi lembrou que também terá a oportunidade de sair para o jogo. "O professor dá essa liberdade de fazermos o desafogo e sair um pouco mais", pontuou.


GOLEIROS - O Sport terá um novo preparador de goleiros na próxima semana. Batista, que trabalhou no Náutico com o técnico Roberto Fernandes teve sua contratação confirmada nesta sexta (26).

Gallo quer mexer o mínimo possível no time do Náutico

Nílson pode jogar na lateral ou no meio de campo contra o Vera Cruz
Nílson pode jogar na lateral ou no meio de campo contra o Vera Cruz

Mexer no time o mínimo possível é a meta do técnico do Náutico, Alexandre Gallo, para o jogo contra o Vera Cruz, neste domingo (28), nos Aflitos. Apesar disso ele será forçado a mexer na lateral direita e no meio de campo, já que Tinga está machucado e o volante Derley cumpre suspensão pelo terceiro amarelo. Apesar de o zagueiro Diego Bispo também cumprir suspensão por ter sido expulso contra o Sport seu substituto está confirmado: Ediglê.


O mais provável é que Eduardo Eré entre na lateral e Nílson apareça na zaga. No entanto, também existe a possibilidade de os dois inverterem as posições. No caso de Nílson, o time teria uma linha de quatro defensores. "Nílson fez essa função no segundo tempo em Ivinhema", observou Gallo.


Sobre a opção de mexer menos possível, o treinador quer um padrão, principalmente ofensivo. "Fizemos um bom trabalho no segundo tempo contra o Ivinhema e isso só conseguimos mexendo o mínimo possível. Mas as pessoas também precisam entender que isso não virá do dia para a noite. Futebol não é mágica", pontuou.


Gallo também teve uma conversa com os jogadores antes do treino e conclamou o time a disputar "11 decisões". "Vamos entrar para ganhar todos os jogos e entrarmos totalmente preparados para as semifinais", ressaltou.


Nesta sexta (26), os timbus trabalharam em dois grupos separados. O primeiro foi composto pelos jogadores que atuaram os 90 minutos contra o Ivinhema. Eles foram para uma academia no bairro de Setúbal para um treino de reforço muscular. O restante seguiu para o Centro de Treinamento Wilson Campos, na Guabiraba.


Gallo comandou o chamado "treino alemão" com os jogadores divididos em três grupos trabalhando em espaços curtos. "É no dia a dia que temos conhecimento melhor dos jogadores. Fizemos esse trabalho para conhecer o grupo que ficou no Recife", explicou.


COPA DO BRASIL - O segundo confronto entre Náutico e Ivinhema, no dia 10 de março teve seu horário alterado pela Confederação Brasileira de Futbol (CBF). Inicialmente a partida estava marcada para às 21h e passou para 21h50.

De olho no ''G4'', Salgueiro contrata Diogo Brito e Breno

Diogo em ação pelo Caxias, um dos clubes que defendeu


Com campanha razoavelmente boa no Campeonato Pernambucano 2010, o Salgueiro sabe que precisa subir de produção a fim de se classificar para as semifinais do Estadual. Com esse objetivo, resolveu investir na contratação de dois jogadores que apareceram há alguns anos como promessas no futebol de Pernambuco e no momento buscam reafirmação.


Estamos falando do zagueiro Breno, revelação do Náutico na Série B em 2006, e do meia Diogo Brito, 22, que também foi formado nas divisões de base do Timbu e se profissionalizou em 2003, aos 16 anos.


Breno, filho de Zé do Carmo, estava no Resende-RJ, e Diogo, que fez parte do grupo do timbu campeão pernambucano de 2004 e do grupo do Sport campeão pernambucano de 2007, que tinha o comando de Alexandre Gallo, estava no futebol húngaro.


Os dois reforços chegaram esta semana ao Carcará. Breno já deverá estrear pelo clube na partida contra o Porto, marcada para o próximo domingo em Caruaru. Diogo Brito ainda aguarda a regularização.


O Salgueiro se encontra na sexta posição no Pernambucano, com 16 pontos ganhos, a um do Santa Cruz, quarto colocado. Se mantiver o bom desempenho jogando em casa e alcançar algumas vitórias fora, poderá sim se classificar.

Tem dado certo

Dado CavalcantiLori SandriO Santa Cruz já disputou 12 partidas oficiais em 2010 (11 pelo Estadual e 1 pela Copa do Brasil.

Foram 7 jogos sob o comando do experiente técnico Lori Sandri, 61 anos, e outras 5 com o jovem Dado Cavalcanti, de 28 anos. Abaixo, o retrospecto de cada um.


Lori Sandri: 3 vitórias, 1 empate e 3 derrotas (47,6% de aproveitamento).


Dado Cavalcanti: 3 vitórias, 1 empate e 1 derrota (66,6% de aproveitamento).


Com o novo treinador, o Tricolor ganhou os últimos 3 jogos, sendo um deles pela Copa do Brasil, algo que não acontecia há muito tempo…


Dado deu um padrão de jogo à equipe, recolocou o Santa no G-4 e ainda deu passo enorme para avançar na Copa do Brasil. Se o título da Copa Pernambuco de 2009 foi colocado em xeque por causa do nível da competição, agora Dado mostra que tem, sim, condições de seguir treinando o Santa. Boa sorte!

Cara conhecida

Site do Sport

O atacante Juninho Potiguar, que completou 20 anos na última segunda-feira, estreou pelo time profissional do Sport diante do Brasília, na Copa do Brasil.


Ele entrou no lugar de Dairo. Você lembra do jogador? Difícil, né…


Pois ele tem uma chance de ouro para entrar como titular no domingo, contra o Araripina, já que 3 atacantes estão fora da partida (Ciro, Wilson e Nádson). No site oficial, o jogador é o único que ainda não tem foto na relação de atletas. No seu lugar, o ” sombra”, como no print screen acima (veja a lista de jogadores AQUI).


Site do Santa CruzNo Santa Cruz a parada é ainda mais grave.


São quatro jogadores sem foto no perfil do elenco profissional do Tricolor: o goleiro Tutti, o lateral-esquerdo Edson Miolo, o volante Dedé e o atacante Brasão. No lugar da foto, a velha cobra-coral num “3×4″ (imagem ao lado).


Veja um exemplo do erro no elenco profissional coral AQUI.


Nos Aflitos, ok. No Náutico, todos os jogadores estão devidamente representados no site oficial (veja AQUI). Porém, é nítida a desproporção em algumas fotos… É bom ter mais cuidado com o programa photoshop, Timbu!

Náutico deve fechar com dois laterais ainda esta semana

Gustavo Nery e Rodrigo Heffner, do Coritiba, estão na lista de interesses do clube

Como o prazo para inscrição de novos atletas para a disputa do Campeonato Pernambucano se encerra na próxima quarta-feira, a diretoria do Náutico acelera a corrida para trazer reforços. De acordo com o presidente do clube, Berillo Júnior, dois laterais devem ser anunciados ainda esta semana.

“Estamos muito perto de acertar com um lateral-direito e com um lateral-esquerdo. São atletas que estão atuando e chegam para jogar, sem precisar de tempo para condicionamento físico. Agora, como são jogadores que estão empregados a negociação é mais difícil”, destacou Berillo Júnior.

O presidente preferiu não revelar os nomes. Entre os jogadores especulados estão o lateral-esquerdo Gustavo Nery (foto 1), que teve passagem pela Seleção Brasileira. Na direita, o nome mais cotado é o de Rodrigo Heffner (foto 2), do Coritiba.

Recuperado, Igor volta contra o Araripina


Única dor de cabeça do técnico é o ataque, pois Wilson, Ciro e Nadson não poderão atuar neste domingo

Os problemas na zaga estão solucionados. A grande dor de cabeça do técnico Givanildo Oliveira continua sendo no ataque. O zagueiro Igor está recuperado do problema muscular e César livre da suspensão. Assim, o treinador terá a defesa que considera titular para a partida contra o Araripina, às 17h deste domingo (28), no Chapadão do Araripe, no Sertão.

“Estou feliz por já estar à disposição. Claro que tenho que trabalhar com bola ainda, mas faltam ainda dois dias para o jogo e estou com toda confiança. Quando trabalhar com bola não vou sentir nada e vou estar pronto para o jogo”, disse Igor.

Mas para definir o ataque é que Givanildo Oliveira vai gastar mais tempo. O treinador não terá Wilson e Nadson, lesionados, e Ciro, suspenso por ter sido expulso no clássico contra o Náutico.

Nadson parece ter lugar garantido. A outra vaga será disputada por Everton Felipe e Juninho Potiguar, os dois formados nas categorias de base do clube. O primeiro é o mais cotado por ter sido aproveitado em alguns jogos, inclusive no último contra o Brasília, pela Copa do Brasil.

Caso a previsão se confirme, Everton Felipe espera aproveitar a chance para tentar se firmar na equipe. “A chance só vem uma vez. Se ela vier contra o Araripina eu vou fazer de tudo para agarrá-la. Faz tempo que aguardo uma oportunidade e se tiver no domingo vou dar o máximo de mim para aproveitar”, disse ao site SportNet.

Uma outra opção de Givanildo é utilizar o meio-campo Juninho Silva mais avançado. Assim, ele atuaria apenas como um atacante de ofício.

Jadilson recupera confiança e é destaque no Vitória

Ele está com seis gols - dois a menos que Joelson, do Santa, que está suspenso e não joga este fim de semana

Depois de quatro cirurgias no joelho, Jadilson é candidato a artilheiro do Campeonato Pernambucano. Ele está com seis gols - dois a menos que Joelson, do Santa, que está suspenso e não joga este fim de semana. Jadilson já foi candidato a ídolo no Sport, e agora, está dando a volta por cima no Vitória.

"Estou sendo mais ousado como eu era antes, estou voltando a minha vontade que eu tinha antes", contou o atacante. "Dentro de campo dá pra virar um Ronaldo, um Robinho e um Romário, né. Tem que ser marrento dentro de campo senão a zagueirada num respeita", explicou.

Hoje, ele sorri e até faz pose. Diferente da época em que começava a se destacar em Pernambuco, jogando pelo Sport. “Eu não tenho mágoa do Sport. Graças a Deus, o Sport foi um pai para mim”, lembrou Jadilson.

Um pai no momento em que o filho mais precisou. Os joelhos de Jadilson guardam as marcas.

Um drama que começou no pernambucano de dois 2006, em uma partida contra o Serrano, quando Jadilson se machucou sozinho. A entrada forte do zagueiro Vagner, ex-Náutico, no joelho direito, também o fez parar. Essas foram duas, das quatro lesões de ligamento de Jadilson.

Depois das quatro cirurgias no joelho, Jadilson praticamente parou de jogar. Só no final do ano passado, no modesto Funorte de minas, é que ele voltou a entrar em campo. Este ano, no Vitória, já com o melhor da condição física, Jadilson voltou a ser artilheiro.

Em sete jogos no pernambucano deste ano, Jadilson marcou seis gols. Entre eles o da Vitória sobre o Santa e um no Sport. Fome de bola, inspirada numa frase que ele aprendeu durante o tempo de dificuldades.

"O guerreiro não está morto, ele está ferido mas ele não está morto. Quando eu estou dentro de campo eu me inspiro nessa frase", falou. A frase o ajudou a esquecer o passado, e a ter força para encarar o futuro. "Vou viver esse momento agora que eu estou vivendo bom e, se Deus quiser, não vou deixar ninguém atrapalhar", garantiu.

Gaúcho deve voltar ao ataque do Santa Cruz

Sem Joelson e André Leonel, atacante deve ganhar a titularidade na partida contra o Sete de Setembro, sábado, no Arruda

Com a lesão de André Leonel e Joelson Suspenso, o atacante Gaúcho deve ganhar mais uma chance no time titular do Santa Cruz na partida contra o Sete de Setembro, às 17h deste sábado (27), no Arruda. Após ficar duas rodadas distante do campo, o jogador afirma que está pronto para reassumir a camisa 9 coral. "Estou bem, estou treinando 100% e, se Dado (Cavalcanti) precisar de mim, estou aqui para ajudar."

Gaucho explicou que os problemas no início da competição atrapalharam o seu desempenho em campo. Foram quatro jogos sem poder estrear. "Passei duas partidas sem jogar por falta de documentação, mas quando estava pronto, torci o tornozelo e fiquei de fora por mais três jogos e, assim, perdi o ritmo de jogo. Nos outros jogos não fui bem, devido às dores no tornozelo. Hoje estou muito melhor, sem dor nenhuma. Estou apto para jogar, se o treinador assim entender", afirma.

O recém-contratado Brasão deve formar a dupla de ataque ao lado de Gaúcho. correm por fora ainda Souza e Val Barreto.

Além dos desfalques, o desgaste da equipe por conta da longa viagem de Manaus é outro fator que preocupa o técnico Dado Cavalcanti. "Essa questão do desgaste vem nos preocupando bastante. O time sofreu com isso em Manaus, enfrentamos uma sequência de viagens nos últimos dias. Vamos procurar recuperar os atletas. A maioria está reclamando do cansaço. Até eu, que não entro em campo, estou sentindo o desgaste das viagens", afirmou.

Um ataque de juniores

Com os desfalques de Wilson, Nadson e Ciro, dupla de frente do Leão será composta por garotos


O Sport tem o melhor ataque do Pernambucano. No primeiro turno, o Leão marcou 22 gos, cinco a mais que o segundo lugar, o Vitória. Deste total, 15 tentos foram marcados pelo trio de atacantes da Ilha do Retiro: Wilson (6), Ciro (6) e Nádson (3). Nas primeiras rodadas, o técnico Givanildo Oliveira testou as três formações possíveis com esses jogadores. Primeiro por opção tática e depois por causa das seguidas lesões. A situação acabou se tornando crítica para a escalação da equipe para a próxima rodada. No domingo, o Rubro-negro vai encarar o Araripina a 700 quilômetros do Recife. Mas os três supostos goleadores do Sport vão continuar na capital pernambucana. Wilson será submetido a uma cirurgia no joelho direito. Nádson segue com uma tendinite e foi vetado pelo departamento médico. Ciro? Esse é o artilheiro do time na temporada (8 gols, somando os dois da Copa do Brasil), mas irá cumprir suspensão automática por causa do cartão vermelho no Clássico dos Clássicos. Pergunta simples: Quem sobrou?


São três opções. Todas com 20 anos de idade, praticamente desconhecidas do torcedor leonino. Assim, o Sport terá um ataque "júnior" na primeira rodada do returno do Pernambucano. Concorrem às duas vagas (caso Givanildo não esteja guardando alguma surpresa), Dairo, Juninho Potiguar e Everton Felipe. Para ser ter uma ideia de como o elenco está enxuto, basta dizer que os dois últimos já formaram a dupla de ataque sub-20 do Sport neste ano. Isso mesmo, em 2010!


Até agora, Everton Felipe só atuou pelo time profissional uma vez, no empate em 2 x 2 com o Sete de Setembro, em Garanhuns. Naquela noite, curiosamente, ele entrou no lugar de Dairo. Confiança não falta ao único dos três que foi revelado na própria base do Sport. A possibilidade de começar como titular já mexe com o jovem. "Faz tempo que estou esperando essa chance, e é o tipo de coisa que só acontece uma vez. Os três aqui têm qualidade, e o ataque do Sport estará bem representado", afirma Everton Felipe, que não marcou golna sua estreia.


O franzino Juninho Potiguar, que começou a ser relacionado no time principal há pouco tempo também está na disputa. Com um perfil um pouco diferente dos outros dois, Jarlesson, ou (mais fácil) Juninho, entra como opção para dar movimentação ao setor ofensivo do Sport. Contratado como uma aposta em novembro do ano passado, o atacante revelado pelo desconhecido Brasilis, de São Paulo, só jogou uma vez pelo Sport, justamente a última partida. "É uma responsabilidade grande substituir Wilson e Ciro, mas é algo que vai ter que acontecer. Quem entrar precisará jogar o máximo", diz o atacante, que completou 20 anos na última segunda-feira.


Completa a lista de "juniores profissionais" o centroavante Dairo, com as mesmas características de área de Everton Felipe e um pouco mais experiente. Tanto que já foi acionado seis vezes pelo time principal neste ano (sendo a última como titular, no mata-mata nacional). Por isso, Dairo é o maior favorito a ficar com uma das vagas. No entanto, pesa o fato de aindanão ter feito um gol sequer. O jejum já o incomoda.


"Está feia a coisa no ataque com o pessoal fora (risos). Mas é uma oportunidade para os mais jovens (considerando Ciro, também de 20 anos, mais experiente). A gente vai precisar de tranquilidade, e isso o grupo já está passando. Eu também quero logo fazer o meu primeiro gol aqui", diz o jogador, que teve uma boa movimentação na última quarta-feira, quando time avançou para a segunda fase da Copa do Brasil. Hoje à tarde, o único coletivo sob o comando de Givanildo. Fim do mistério? A conferir.

Procura-se um atacante

Clube ainda não achou o seu "homem-gol" e aproveitamento dos centroavantes é de apenas 37,5% na atual temporada


Um certo cartaz pode começar a ser fixado dentro da sede do Náutico. Afinal, desde o início da temporada, "procura-se um homem-gol".

As recompensas para o finalizador nato, goleador, "matador" e detentor de denominações afins são as vitrines do Estadual, da Copa do Brasil e da Série B, um possível contrato de longo prazo e o afeto da torcida alvirrubra, saudosa por nomes recentes como Kuki, Gilmar, Acosta (o da primeira passagem, claro), Bruno Mineiro... para não falar do passado traçado por Tará, Bita, Baiano, Bizu, Fernando Carvalheira# e tantos outros. Hoje, os centroavantes Geílson e Rodrigo Dantas detêm maior responsabilidade para cumprir a função. Os atacantes Philip, Bruno Meneghel, Ithamar, Emanuel e Thiaguinho possuem papel mais secundário. Por enquanto, nenhum deles - à exceção de Carlinhos Bala, deslocado para a meia - ainda é digno do apreço e da confiança do público.


Se os gols de Bala forem levados em consideração, os atacantes timbus marcaram apenasseis vezes dentro da atual temporada - ínfimos 37,5% do total. Em caso de apresentação de Bala como meio-campista, a situação do setor ofensivo alvirrubro fica ainda mais crítica. Com um gol para cada, os atuais "artilheiros" do Náutico são Rodrigo Dantas e Ithamar. Pouco. Muito pouco para um clube com 25 artilharias do Campeonato Pernambucano - só atrás do Santa Cruz, hegemônico por 28 ocasiões.


Dois jogadores foram afastados da corrida pela recompensa. O prata-da-casa Fernando acabou retornando às categorias de base. O "carequinha" Élton pediu e teve o contrato rescindido. Dos remanescentes, Ithamar e Bruno Meneghel estão longe do condicionamento físico ideal e mal chegaram a atuar - o primeiro entrou no decorrer dos jogos contra Santa Cruz e Araripina , e o segundo só saiu do banco de reservas para enfrentar o Vitória. Philip, Emanuel e Thiaguinho são jovens apostas. Ainda carecem de muito pavimento para construírem uma carreira sólida. Rodrigo Dantas já saiu vaiado de campo. Geílson, contratado com status de "homem-gol", amarga um ingrato jejum.


O ex-treinador Guilherme Macuglia "quebrou" a cabeça para encontrar a formação ideal no ataque. Sempre reclamou da falta de contenção da bola no setor. Escalou um sem-fim de duplas diferentes. Na primeira partida sob o comando do Náutico, Alexandre Gallo optou por um trio de atacantes - avançou Bala para o lado de Philip e Geílson contra o Ivinhema. Mas o único gol favorável aos alvirrubros foi contra, marcado pelo zagueiro adversário Celinho.


Contra o Vera Cruz, às 17h do próximo domingo, nos Aflitos, em jogo válido pela 12ª rodada do Estadual, os atacantes timbus acionados entram em campo sob olhares de receio da torcida. A missão não serve apenas para iniciar uma ainda distante briga por artilharia, mas sim, fazer o time galgar colocações na tabela e se livrar da ingrata condição de possuir o sexto pior ataque da competição, com 15 gols. Momento oportuno para buscar a recompensa. Vale se apegar ao jargão "antes tarde, do que nunca".

Santa Cruz precisa vencer o cansaço


Jackson sentiu bastante o vai-e-vem dos últimos dias

Viagens ao Sertão e, posteriormente, a Manaus provocaram desgaste físico no time


Antes de pensar no Sete de Setembro, adversário do Santa Cruz no primeiro jogo do returno do Estadual, que será realizado amanhã, às 17h, no Arruda, o Tricolor vai focar as suas atenções para a recuperação dos jogadores. Em dez dias, o Mais Querido terá entrado em campo quatro vezes - três pelo Estadual e uma pela Copa do Brasil, o que pode resultar em um desgaste físico excessivo no elenco. Além dos confrontos complicados, principalmente diante de Salgueiro e América/AM, outro fator que complicou ainda mais a vida da Cobra Coral foi os longos percursos percorridos.

No último final de semana, foram mais de mil quilômetros em um ônibus. Na ida para Salgueiro, no último sábado, os 516 quilômetros custaram quase sete horas de viagem. Na volta, o mesmo tempo. Para o confronto diante do América/AM, a distância e o desgaste foram muito maiores. Para chegar até Manaus, os tricolores foram para Brasília e só depois seguiram para a capital do Amazonas. Na rota de retorno para o Recife, também passaram pelo Distrito Federal, só chegando no final da noite de ontem à Veneza Brasileira. Resultado dessa maratona: o time não treinou ontem e faz uma movimentação hoje à tarde visando o confronto diante dos setembrinos.


“O desgaste é grande. Fomos a Salgueiro, depois viajamos para Manaus. Foi uma viagem longa, o time cansou um pouco. Mas o importante é que conseguimos o resultado. Já temos um jogo sábado e precisamos vencer”, afirmou o meia Jackson, que devido ao desgaste foi substituído no segundo tempo do confronto diante do América/AM. No duelo de amanhã, o pensamento do elenco coral é o de obter a quarta vitória consecutiva, se firmando de vez no G-4.


Diferente dos últimos jogos, quando conseguiu repetir a formação da equipe, contra o Lobo Guará o técnico Dado Cavalcanti não terá esse privilégio. De uma só vez, ele pode ter perdido a dupla titular de ataque. Joelson, artilheiro do Estadual com oito gols, foi expulso na vitória por 2x1 sobre o Salgueiro, no último domingo, e cumprirá suspensão automática. O caso de André Leonel é um pouco mais complicado. O atacante se machucou no triunfo sobre o América/AM e será avaliado pelo departamento médico para saber se poderá encarar o Sete de Setembro. Brasão, que estreou na última quarta-feira com a camisa tricolor, deve ficar com uma vaga, enquanto a outra será disputada por Gaúcho e Souza.

Givanildo Oliveira cheio de problemas

Dever cumprido na primeira fase da Copa do Brasil 2010, conseguindo eliminar o jogo de volta, o Sport volta a focar 100% a manutenção da liderança do Estadual. No topo da tabela, com 23 pontos ganhos, dois a mais que a vice-líder Cabense, o Leão volta a campo domingo, contra o Araripina, fora de casa, cheio de problemas para armar a equipe titular. Desta vez, o setor ofensivo é o grande calo do treinador Givanildo Oliveira, já que não contará com o meia Ricardinho e os atacantes Wilson, Nadson e Ciro, os três primeiros lesionados e o último suspenso. As escolhas do comandante leonino devem ser reveladas hoje à tarde, no último treinamento, na Ilha do Retiro.

O meia Ricardinho continua sentindo dores no joelho esquerdo e, com isso, a opção mais provável é que Givanildo repita a escalação diante do Brasília, e opte pelo meio de campo com os volantes Zé Antônio e Daniel Paulista, colocando apenas o meia Eduardo Ramos no setor de criação.

Porém, a grande “bronca” mora mesmo no ataque. Sem três atletas considerados os melhores que o Sport dispõe no setor - Wilson e Nadson, com lesões no joelho, e Ciro, expulso no clássico contra o Náutico -, o único que tem presença garantida diante do Araripina é o segundo reserva Dairo, que atuou como titular duas vezes com a camisa rubro-negra - uma pelo Estadual e uma pela Copa do Brasil -, e não marcou nenhum gol.

A situação de Givanildo Oliveira complica ainda mais quando a missão é escolher quem será o companheiro de Dairo. Os candidatos à vaga são o recém-promovido ao profissional Éverton Felipe e o ainda juniores Juninho Potiguar, que entrou no decorrer da vitória diante do Brasília e agradou os leoninos. Correndo por fora, o meia Juninho Silva pode atuar no ataque, assim como já fez vestindo a camisa do Santa Cruz.

Em contrapartida, os rubro-negros contarão com os retornos do zagueiro César e, muito provavelmente, Igor . O primeiro não atuou na vitória diante do Brasília, na última quarta-feira, por conta de uma suspensão, e volta ao time contra o Bode do Araripe. Já o capitão leonino sentiu uma lesão no músculo adutor da coxa esquerda no início desta semana e também ficou de fora da estreia na Copa do Brasil. Porém, o jogador se recuperou bem da contusão e tem retorno praticamente garantido, dependendo apenas de como irá se comportar no treinamento de hoje à tarde.


CONTRATAÇÕES

A diretoria do Sport confirma que vem buscando a contratação de mais um zagueiro, um meia e dois atacantes, porém, como ainda não fechou com ninguém, nenhum nome foi revelado.

Náutico deve anunciar dois reforços


“São contratações de emergência”, ressaltou o presidente do Timbu, Berillo Júnior
Gustavo Nery e Rodrigo Heffner são os cotados para suprir a carência nas laterais


Apoiada pelas indicações do técnico Alexandre Gallo, a diretoria do Náutico deve acertar, ainda hoje, a contratação de dois jogadores para preencher o setor mais carente do clube na atualidade: as laterais. Em termos de nomes, o canhoto - e figurinha carimbada - Gustavo Nery e o lateral-direito do Coritiba Rodrigo Heffner estão confirmados na lista dos que interessam ao Timbu. Ambos estariam próximos de um acerto. Porém, o presidente do Alvirrubro, Berillo Júnior, avisou que Nery é o segundo na relação elaborada por Gallo, sem querer comentar quem seria a primeira opção. “Gustavo Nery é um dos nomes que Gallo nos passou, apesar de não ser o primeiro nome. Ainda não há nada fechado, mas estamos negociando. São contratações de emergência, devemos fechar tudo até sábado (amanhã), no máximo”, declarou o mandatário.

Vários fatores provocaram a urgência. Além das poucas opções dentro do grupo, os nomes que fazem parte do elenco estão sofrendo com lesões. “Realmente, existe uma necessidade clara. Dênis e Zé Carlos estão lesionados. Altemar ainda é um jovem. Eduardo Eré é um volante atuando improvisado. Estamos trabalhando com a possibilidade de trazer atletas que possam estar à disposição já na próxima quarta-feira, quando o Náutico enfrenta o Salgueiro pelo Campeonato Pernambucano”, acrescentou Berillo Júnior.


Gustavo Nery, de 32 anos, teve o auge da sua carreira no início da década, quando vestiu a camisa do São Paulo. Depois de uma rápida passagem pela Europa, foi contratado como mais uma grande atração do Corinthians “Galático” formado pela MSI. Desde então, o atleta não demonstrou o mesmo rendimento. Na última temporada, ele vestiu a camisa do Santo André. No ano passado, inclusive, Nery marcou um gol contra o Náutico, mas não salvou o time do ABC paulista da derrota por 2x1 diante do Timbu.


Já Rodrigo Heffner pode enganar por conta das várias mexas grisalhas no cabelo, mas é um atleta de 27 anos. Apesar da idade não ser avançada, o jogador já vestiu a camisa de dez clubes. Os destaques são o Grêmio, onde foi formado, e o Coritiba, onde ele joga atualmente.


Além dos laterais, a diretoria do Náutico pode buscar ainda um atacante, mas é um reforço que não tem o mesmo caráter de urgência. Sobre o meia-atacante Luciano Henrique, Berillo Júnior disse que é preciso analisar a condição física do atleta. O técnico Gallo, admirador do futebol de Luciano, deve ficar responsável por intermediar a negociação.


INGRESSOS

A venda de entradas para o jogo entre Náutico e Vera Cruz, que será realizado domingo, às 17h, começa na manhã de hoje, mais precisamente às 9h. Os ingressos para a partida, válida pela primeira rodada do returno do Campeonato Pernambucano, custam R$ 30 (arquibancada) e R$ 15 (sócio e estudante). A troca dos bilhetes do programa Todos Com a Nota acontece amanhã, entre 8h e 12h.

quinta-feira, fevereiro 25, 2010

Treino do Porto acaba mais cedo e time continua indefinido para encarar o Salgueiro

O treinamento do Porto acabou mais cedo na tarde desta quinta-feira no Ninho do Gavião.

O motivo foram às chuvas que vem caindo forte em Caruaru nos últimos dias.

Mas no treino, tivemos a ausência do meia Naldinho que está sentindo dores musculares, mas o atleta deverá participar do coletivo na tarde desta sexta-feira e não será problema para o confronto contra o Salgueiro no próximo Domingo.

Os jovens volantes Evandro e Renan também estão sentindo dores

Os laterais esquerdos Aírton e Oziel treinaram mais uma vez nesta quinta-feira e deverão atuar no próximo Domingo, o problema é que o técnico Charles Muniz terá que escolher o titular para encarar o Salgueiro.

O provável time do Porto para encarar o Salgueiro no Lacerdão.

Esquema: 3-5-2

Romero; Gonçalves, Rodolfo Aguiar e Anderson; João Carlos, Cosme, Naldinho, Arlindo e Aírton (Oziel); Kiros e Fabian (Rogério).

Atacante Paulão se apresenta e Carlos Henrique chega esta noite para reforçar o Central

Na manhã desta quinta-feira aconteceu a chegada do atacante Paulão. O atleta chega para ser uma das esperanças de gol da Patativa no Pernambucano.


Neste atual Campeonato Estadual, os atacantes centralinos não estão resolvendo a parada. Também pudera o artilheiro da Copa Pernambuco do ano passado foi mandado embora depois que perdeu um pênalti contra o Sport. .


Por conta disto foram contratados dois atacantes na quarta-feira. Afora Paulão que já treinou na manhã desta quinta, o outro reforço é Carlos Henrique que tem chegada prevista no Recife nesta noite, devendo se apresentar amanhã pela manhã, aqui em Caruaru.


Paulão estava no Ríver do Piauí.


Com Paulão e Carlos Henrique, o setor de ataque da Patativa passa a ter sete opções para esta posição. E pelo menos até agora ninguém vem se destacando e resolvendo a carência de gols do time Alvinegro da Capital do Agreste:


Neto Alagoano, Felipe Espada, Gil, Heron e Juninho são as outras opções.

Volante Rodrigo Santos está fora do Pernambucano

O Central ganhou um grande problema para o decorrer do Pernambucano.


O volante Rodrigo Santos está fora do estadual. Está entregue ao Departamento Médico Centralino já que teve problemas no ligamento cruzado do joelho esquerdo e vai ser submetido a uma cirurgia nos próximos dias.


O resultado do exame do atleta saiu e ele terá que passar por uma cirurgia no joelho esquerdo.


Santos vinha sendo um dos jogadores mais importantes do Central no Pernambucano.


A qualquer momento a diretoria pode anunciar um novo volante para suprir a vaga deixada por Rodrigo.


Um nome especulado para a posição é Neto Maranhão, ex-Santa Cruz.

Depois de anunciar o zagueiro Valnei, clube anuncia mais duas contratações

O Atacante Filipe de 23 anos que foi Campeão da Segunda Divisão do Pernambucano de 2009 pelo Vera Cruz e estava atualmente no futebol da Hungria, chega também para reforçar o Galo na temporada.



O Atacante Filipe é o segundo reforço do técnico Pedro Manta na temporada depois que assumiu o Vera Cruz. O Atacante Filipe que saiu da neve da Hungria e volta para o calor do Nordeste Pernambucano.


ALEMÃO.


O Gerente de Futebol, Carlos Neves, do Galo Anunciou mais uma contratação solicitada pelo técnico Pedro Manta Trata-se de Ailton ferreira Ananias, o volante"Alemão" de 22 anos que estava no futebol Paulista jogando a primeira divisão no time do Rio Claro e jogou a segunda divisão do Brasileiro pelo Campinense-PB.

Meia Tássio chega para reforçar o Vitória



Meia Tássio que estava disputando a Copa do Brasil chega para reforçar o Vitória no Pernambucano



Tássio Lopes Ferreira de 27 anos que estava jogando a Copa do Brasil pelo Ivinhema de Mato Grosso do Sul.


Clubes por onde Tássio defendeu:


2003,2004: Santo André
2005: Adap Galo Maringá
2006: Santo André
2007: Veranópolis e Juventude
2008: Paysandu
2009: Nacional-SP
2010: Ivinhema


Títulos como jogador: Campeão da Copa São Paulo Jr. 2003, Campeão da Copa Estado de São Paulo 2003, Campeão da Copa do Brasil 2004 (Santo André)



O mesmo será apresentado à torcida, neste domingo no jogo diante do Central no Carneirão as 17:00.

Ceaf divulga relação dos árbitros sorteados para a 12ª Rodada do PE

SANTA CRUZ X SETE DE SETEMBRO
NIELSON NOGUEIRA DIAS, LUCIANO CRUZ, UBIRAJARA FERRAZ E GILBERTO
FREIRE


ARARIPINA X SPORT
CLÁUDIO MERCANTE, ERICH BANDEIRA, ALBERT JÚNIOR E ANDERSON
FREITAS


NÁUTICO X VERA CRUZ
ANTÔNIO HORA FILHO, JOSSEMMAR DINIZ, PEDRO WANDERLEY E ENÉIAS
LEITE


VITÓRIA X CENTRAL
SEBASTIÃO RUFINO FILHO, MARCELO NEVES, MARCELINO CASTRO E
GIORGIO WILTON


PORTO X SALGUEIRO
GILBERTO CASTRO JÚNIOR, ALDIR PEREIRA, LUCIANO PIMENTEL E ROBSON
CHASTEL


CABENSE X YPIRANGA
ANTÔNIO ANDRÉ, ROBERTO JOSÉ, PAULO STEFFANELLO E RICARDO JORGE

Berillo Júnior confirma interesse em Luciano Henrique e Gustavo Nery

Em entrevista concedida ao repórter André Luís, da Rádio Jornal, o presidente do Náutico, Berillo Júnior, revelou que a diretoria está acertando a contratação de dois laterais.


O dirigente descartou a contratação de Diogo, ex-Sport, que chegou a treinar nos Aflitos.


Segundo o presidente, os dois jogadores a serem contratados estão em atividade e vêm para resolver a carência no setor.


Berillo também negou que o lateral-direito Dênis estaria sendo dispensado pelo Timbu.


Ao Blog do Torcedor, o presidente alvirrubro revelou que o experiente lateral-esquerdo Gustavo Nery está na lista dos possíveis reforços, mas não é a prioridade.


Sobre o meia Luciano Henrique, Berillo falou que Gallo indicou o atleta, mas que é preciso analisar as condições físicas do atleta.


"Teremos uma conversa com Gallo. Ele vai tratar sobre esse assunto".


Confira a entrevista concedida ao repórter André Luís:

A novela continua: Lori continua sem receber o que o Santa lhe deve

Já era quase meia-noite no dia 6 de fevereiro, a sexta-feira após o Clássico das Multidões vencido pelo Sport por 3 a 1, quando o presidente do Santa Cruz, em seu Twitter, anunciou:


"Diretoria do Santa Cruz decidiu afastar Lori Sandri do comando técnico do clube"


O treinador já tinha praticamente definido o time para o jogo contra a Cabense, horas depois veio uma segunda mensagem do mandatário coral:


"O diretor Raimundo Queiroz comunicou, pessoalmente, o afastamento do técnico Lori Sandri. Só depois o fato foi anunciado no Twitter"


Não ficou dúvida que a saída foi determinada pelo clube, como se vê nas postagens do próprio presidente no Twitter.


19 dias se passaram, e o técnico Lori Sandri ainda está no Recife esperando acertar os detalhes econômicos da sua saída. Receber a multa rescisória, cujo valor não foi revelado publicamente, embora, nos bastidores, se diga que é de R$ 100 mil.


Lori ainda não obteve sucesso, e tem dito que o Santa Cruz não está dando atenção à sua causa.


Eis que, nesta quinta-feira, o vice-presidente jurídico do Santa Cruz, Miguel Moura, em entrevista à Rádio Olinda, afirmou que o técnico entregou o cargo e que o clube aceitou. O repórter Lucas Liausu, do Jornal do Commercio, escutou a declaração.


Se tivesse pedido demissão, Lori não teria direito à multa rescisória. Por isso a declaração de Miguel repercutiu depressa, e o treinador foi entrevistado pela Rádio Jornal.


Na entrevista, que você pode escutar logo abaixo, Lori garantiu que não é verdade que pediu demissão e que está sendo desrespeitado pelos dirigentes corais, que não têm lhe atendido. Disse que não era a sua intenção sair do clube, e reafirmou que foi comunicado da demissão por Raimundo Queiroz, conforme anunciou o presidente do clube no Twitter:


Se você não estiver visualizando o link acima, cliqueAQUI.


Em resposta à Lori, também na Rádio Jornal, Miguel Moura, garantiu não ter afirmado à Rádio Olinda de que a saída de Lori foi por um pedido próprio de demissão. Segundo Moura, o treinador entregou o cargo na quinta-feira, mas o clube naquele momento pediu calma, mas no dia seguinte o demitiu.


"Na quinta-feira teve esta conversa, e na sexta-feira à noite o desdobramento e a notícia (da demissão) à Lori. A questão foi essa. Não foi que ele pediu demissão e que a gente aceitou na hora não", disse, à Rádio Jornal, Moura, que é também advogado do Santa Cruz, contrariando o que afirmou à Rádio Olinda.


Escute a entrevista de Miguel Moura à Rádio Jornal:


Se não estiver visualizando o link, clique AQUI.


Sobre a multa rescisória que o treinador tem a receber, Moura eximiu-se de comentar. "A questão da multa é uma questão exclusivamente jurídica, e eu não vou ficar tratando desta questão. Eu, juntamente com o Fred Dias, que é advogado do Santa Cruz, estamos em contato direto com os advogados de Lori resolvendo essa situação", disse.


Enquanto isso, Lori Sandri entende que o clube está lhe deixando de molho. Ele está quase no limite da paciência de resolver a situação em forma de acordo, e já promete acionar o clube na Justiça, caso não seja procurado até amanhã.


O técnico declarou ao Jornal do Commercio na tarde desta quinta-feira que já acionou a advogada e ela está esperando apenas ele dar o OK para entrar com uma ação na Justiça do Trabalho. O prazo para o clube procurá-lo é amanhã.


Lori afirmou, ainda, que deseja apenas receber salários atrasados e a multa rescisória, cujo valor não quis confirmar.

Araripina apresenta novos reforços

Mais da metade de um time totalmente renovado para voltar a vencer. Assim é o novo Araripina Futebol Clube. A renovação começou a partir dos sucessivos resultados negativos que prejudicaram o desempenho da equipe no Campeonato Pernambucano na Série A1. Primeiro mudou o técnico, cinco jogadores foram dispensados e depois da frustrante derrota para o Vitória, o prefeito Lula Sampaio convocou reunião de emergência da diretoria com a secretaria de Esportes para analisar a situação e tomar as medidas que julgassem necessárias.

O prefeito havia acabado de ouvir uma entrevista do técnico Jorge Luiz, onde o mesmo colocara o cargo à disposição. Lula Sampaio abriu a reunião dizendo que o treinador era um homem de bem, um grande profissional e estava honrando seu compromisso e que as derrotas do time não eram culpa do técnico, por isso lhes dava total apoio e autorizou ao diretor de futebol Valmy Bezerra fazer novas contratações para o elenco.

Na tarde desta terça-feira, 23 de fevereiro, chegaram os últimos de nove reforços que já estão no Araripina. Todos já estão treinando e a documentação foi entregue na Federação Pernambucana de Futebol para regularizar a situação e terem condição de jogo já neste domingo contra o Sport.

Já estão fazendo parte do elenco araripinense os seguintes atletas:

Zé Carlos (meia), Mineiro (atacante), Saulo (Zagueiro), Cristovão (atacante), Tiago Tigrão (lateral), Bel (goleiro), Jô (atacante), Barata (meia) e Odilon (meia).

Tô no São Paulo!

Maurren Maggi no São Paulo

Olá a todos,


Não é segredo para ninguém que eu sou são-paulina desde criancinha, né? O São Paulo é meu clube do coração e ainda por cima tem uma bela história com o atletismo. Defendendo o São Paulo, Adhemar Ferreira da Silva foi campeão olímpico e bateu o recorde mundial em duas oportunidades. Para quem não sabe, as duas estrelinhas douradas no uniforme fazem alusão a essas conquistas.


Pois bem, a partir de ontem, passei a ser não só torcedora, mas também atleta do São Paulo! Já estávamos conversando há algum tempo, e agora temos tudo concretizado. A Nestlé entrou junto, para deixar essa parceria mais deliciosa ainda! O São Paulo e a Nestlé organizaram um evento muito legal no Morumbi, para anunciar a parceria, que também envolve um outro aspecto: a Nestlé passa a ser o fornecedor exclusivo de itens alimentícios ao clube.


Desde outubro passado, quando fiquei sem equipe, ouvia meus treinadores dizerem que o que parecia uma coisa ruim poderia se transformar em algo bom. Era o momento de atrair para nossa modalidade novos investidores (como a Nestlé) ou de trazer de volta quem, por qualquer que fosse o motivo, estivesse afastado (como o São Paulo).


Sabe aquela história de que é nas crises que surgem as melhores oportunidades? É justamente o que está acontecendo: o atletismo brasileiro está melhor hoje! Por enquanto, vamos devagar: sou a única atleta da equipe. Mas é uma porta que conseguimos abrir, e vou dar tudo de mim para continuar mostrando que investir no atletismo vale a pena!


Ah, e sobre as “estrelinhas” do Adhemar… quero colocar uma minha também, na camisa do clube do meu coração!


Beijos da Maurren


Clique aqui

Zagueiro Edu Matos deixa a UTI

O zagueiro Edu Matos, do Araripina, deixou a UTI do Pronto Socorro Cardiológico de Pernambuco (Procape), em Santo Amaro e fica, agora, na enfermaria. Ele já respira sem a ajuda de aparelhos. A equipe médica também decidiu pela transferência para diminiur o risco de infecção. O jogador sofreu sete paradas cardiorrespiratórias no dia 27 de janeiro, durante uma partida pelo Campeonato Pernambucano.

Náutico vai sofrer mudanças para o fim de semana

Meia Zé Carlos será reavaliado para saber se pode voltar ao time do Náutico
Meia Zé Carlos será reavaliado para saber se pode voltar ao time do Náutico

O treinador mudou mas a rotina de alterações do Náutico continua a mesma desde o início da temporada. Prova disso é que o novo comandante, Alexandre Gallo já perdeu três jogadores para enfrentar o Vera Cruz, neste domingo (28), nos Aflitos. O volante Derley e o zagueiro Diego Bispo estão suspensos por cartão amarelo e vermelho, respectivamente. Para completar, o volante Tinga, que vinha atuando como lateral-direito, sente dores na virilha.

A definição da equipe passará pelo restante da comissão técnica, que ficou trabalhando com os jogadores não relacionados para a partida diante do Ivinhema, na quarta-feira, pela Copa do Brasil. Indpendente de quem vá escolher, Gallo acredita que mesmo com o pouco tempo para treinar, o timbu será um time mais organizado.

Alguns jogadores que ficaram nos Aflitos recuperando-se de contusão serão reavaliados como Eduardo Eré (volante), Ramirez (volante) e Juliano (meia), além do meia e lateral Zé Carlos.

"Vamos ser um time mais organizado, pois nosso foco está na questão tática, principalmente na hora de atacar", explicou. No jogo que marcou sua estreia, quando os alvirrubros empataram por 1x1 com o Ivinhema-MS, ele gostou mais do segundo tempo, coincidentemente etapa em que o Náutico empatou o jogo.

"Fomos bem no segundo tempo. O Ivinhema tem um time forte fisicamente e bem treinado. Mesmo assim, no segundo tempo conseguimos ter mais posse de bola", apontou.

CONTRATAÇÕES - O presidente alvirrubro, Berillo Júnior, revelou, em entrevista à Rádio Jornal que o clube está em fase final de negociação com um lateral-direito e um esquerdo, ambos empregados e atuando regularmente. "Negociação com jogador empregado é mais dífícil mas acredito que estaremos fechando até sábado", ponderou.

O dirigente também descartou completamente a possibilidade de um desses jogadores ser Diogo, ex-lateral-direito do Sport e que não estava sendo utilizado pelo Corinthians. Outra possibilidade é Gustavo Nery, para o lado esquerdo.

Quebrando um tabu

Santa Cruz campeão pernambucano de 2005Torcedor coral, você lembra da última vitória do Santa Cruz na estreia da Copa do Brasil?

Pense um pouco…


Perdendo nos três últimos anos, essa lembrança deve ter ficado bem vaga mesmo.



O último triunfo tricolor na abertura da Copa do Brasil havia sido no já distante 16 de fevereiro de 2005, quando a Cobra-Coral goleou o Potiguar por 4 x 0, em Mossoró/RN.


Carlinhos Bala (2 vezes), Zada e Marco Antônio marcaram os gols naquela noite.


O ano de 2005 marcou o último título estadual do clube (foto), além do acesso à Série A… Mas pelo menos o tabu na Copa do Brasil foi superado nesta quarta-feira.


Jogando no estádio Vivaldão, o Santa bateu o América, atual campeão amazonense, por 1 x 0, com um gol de Elvis e voltou a sonhar com a classificação para a 2ª fase.


Algo que deveria ser obrigação. Os péssimos resultados nas últimas temporadas acabaram mudando isso. No jogo de volta, no Arruda, o time treinado por Dado jogará para apagar os vexames das últimas três campanhas na Copa do Brasil.

Folga extra

No dia 7 de março, um domingo, o Sport irá a Caruaru para enfrentar o Porto pelo Pernambucano. Uma semana depois, dia 14, no Recife, o Leão jogará contra o Central.


Neste intervalo, um jogo marcado pela Copa do Brasil: Sport x Brasília. Partida de volta da primeira fase do mata-mata nacional.


Na noite desta quarta, o técnico Givanildo Oliveira exigiu uma folga nessa data. Com um calendário desgastante, o comandante temia por mais lesões com essa partida.


E ela não acontecerá. Depois de muito tempo, o Sport terá uma semana livre entre duas rodadas do Estadual. Tempo para treinar, aprimorar a equipe. Tempo para recuperar jogadores. Tempo para descansar.


Tudo isso passaria por uma bom resultado na Boca do Jacaré. Lá, o campeão da Copa do Brasil de 2008 venceu o Brasília por 4 x 2 e eliminou o jogo de volta. Uma partida que poderia ter sido uns 7 x 2, sem exagero.


Os gols de Ciro e Eduardo Ramos (dois de cada um) garantiram um calendário mais ameno na Ilha. Talvez tenham até conseguido diminuir as broncas de Givanildo.

Sport treina visando partida contra Araripina. Wilson, Nádson e Ciro estão vetados

A delegação do Sport chega no início desta tarde do Distrito Federal, onde venceu o Brasília por 4x2 e se classificou por antecipação para a segunda fase da Copa do Brasil. Após conseguir eliminar o jogo de volta da competição nacional, o Leão agora volta a focar o Campeonato Pernambucano. Domingo a equipe volta a entrar em campo para enfrentar o Araripina, às 17h, no Chapadão do Araripe.

Como terá pouco tempo para se preparar para o jogo, o técnico Givanildo Oliveira decidiu não dar folga aos atletas nesta tarde e marcou um treino regenerativo, na Ilha do Retiro. Quem jogos os 90 minutos dará apenas algumas voltas ao redor do gramado. Os demais devem realizar uma movimentação com bola.

O maior problema do treinador rubro-negro para a partida contra o Araripina será montar o sistema ofensivo. Isso porque os atacantes Ciro, suspenso, Nádson e Wilson, machucados, estão fora de combate. Os pratas da casa Dairo e Juninho Potiguar são os mais cotados para assumirem a responsabilidade de marcar os gols rubro-negros.

Enquanto alguns estão vetados para o confronto, outros estão de retorno. Os zagueiros Igor e César estão à disposição do treinador e devem fechar o trio de zaga com Montoya. Outra opção seria a volta dos dois e a saída de Montoya para a permanência de Tobi, que jogou muito bem contra o Brasília fazendo a função de terceiro zagueiro. Dirley também é opção, mas como falhou em alguns lances na estreia na Copa do Brasil, deve ir para o banco de reservas.

Náutico começa preparação para jogo contra o Vera Cruz

Após empatar em 1x1 com o Ivinhema pela estreia da Copa do Brasil, o Náutico começa nesta quinta-feira a preparação para a próxima rodada do Campeonato Pernambucano 2010. Os alvirrubros enfrentam o Vera Cruz neste domingo, às 17h, nos Aflitos.

Para esse confronto, o técnico Alexandre Gallo não vai poder contar com o zagueiro Diego Bispo nem com o volante Derley, suspensos. Apesar de ter sido expulso contra o Ivinhema, o zagueiro Vinícius está a disposição para o confronto estadual, pois ele só deverá cumprir suspensão em competições realizadas na Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Como o Estadual é organizado pela Federação Pernambucana de Futebol (FPF), o atleta está liberado.

Santa fica sem tempo para treinar antes do jogo contra o Sete de Setembro

O Santa Cruz vai enfrentar uma verdadeira maratona antes da partida deste sábado, às 17h, contra o Sete de Setembro, no Arruda. Isso porque a equipe só deve chegar de Manaus por volta das 22h. Na sexta-feira, todos os jogadores serão liberados pela manhã para voltar aos trabalhos à tarde.

Apesar de ter apenas a sexta-feira à tarde para trabalhar com o elenco, o técnico Dado Cavalcanti confirmou que realizará apenas um regenerativo, pois os atletas devem estar muito cansados da puxada partida contra o América de Manaus, quando o Tricolor venceu por 1x0, pela Copa do Brasil, e da viagem, que durará cerca de sete horas.

Para o jogo contra o Sete de Setembro, o Santa Cruz não poderá contar com artilheiro Joélson, que cumpre suspensão por ter sido expulso na última rodada, e André Leonel é dúvida, pois está machucado. Com isso, crescem as chances de Gaúcho e Brasão entrarem de frente.

O Santa Cruz quer manter a boa fase contra o time de Garanhuns. O tricolor vem de três vitórias consecutivas contra Araripina, Salgueiro e América de Manaus.

Ataque vira dor de cabeça para Givanildo Oliveira

Além das ausências de Wilson e Nadson, Sport perde Ciro, suspenso, para jogo contra o Araripina, domingo, no Sertão

Após conseguir a classificação antecipada para a segunda fase da Copa do Brasil, o Sport volta agora o foco novamente para o Campeonato Pernambucano. Após voltar do Distrito Federal, onde derrotou o Brasília por 4 a 2 e eliminou a necessidade da partida de volta, o Leão tem mais uma longa viagem pela frente. No domingo, o elenco segue para Araripina, no Sertão do Estado.

A partida marcada para as 17 no Estádio Chapadão do Araripe, abre os jogos de volta da primeira fase do Pernambucano. Para o jogo, o técnico Givanildo Oliveira continua cheio de desfalques. E o setor que mais preocupa é justamente o ataque. Além de Wilson e Nadson, vetados pelo departamento médico, Ciro também não poderá jogar. Ele está suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

O meia Ricardinho é outro que dificilmente terá condições de atuar. Ele segue no departamento médico para tratar de um problema muscular.

Se o ataque é a dor de cabeça, os retornos de César e Igor para a zaga tranqüilizam o treinador. Os dois não atuaram contra o Brasília. César cumpriu suspensão e Igor foi poupado também por conta de um problema muscular.

Os jogadores se reapresentaram nesta quinta-feira, quando Givanildo Oliveira começa a definir os titulares. O time treina na Ilha do Retiro ainda na sexta-feira e no sábado, antes de embarcar para Araripina.



Gallo promete dar padrão de jogo ao Náutico

Problema foi a principal causa para a demissão do técnico Guilherme Macuglia

Após a estreia no comando do Náutico, o técnico Alexandre Gallo pretende intensificar os treinos táticos para tentar dar um padrão de jogo ao time. O problema é apontado como o mais grave e foi o que provocou a demissão do técnico Guilherme Macuglia. Desde que começou o Campeonato Pernambucano, o Timbu ainda não teve uma partida convincente.

Para o treinador, a mudança de postura deve começar já na partida deste domingo (28) contra o Verá Cruz, nos Aflitos. "Vamos conversar, analisar quem estará a disposição para o próximo jogo e trabalhar muito a parte tática. Quero logo dar uma cara para este time do Náutico”, disse o treinador ao site oficial do Náutico.

Após o empate com o Ivinhema, na estreia da Copa do Brasil, o treinador afirma que o foco total agora é no Campeonato Pernambucano. O Timbu só volta a atuar pela competição nacional no dia 10 de março, na partida de volta nos Aflitos.



Santa perde ataque titular para jogo contra o Sete de Setembro

Além da suspensão de Joelson, lesão deve tirar André Leonel da partida deste sábado, no Arruda

As três vitórias consecutivas amenizaram a crise no Arruda e devolveram a confiança ao elenco do Santa Cruz. Agora, passada a euforia da boa vitória contra o América/AM, na estreia da Copa do Brasil, o Tricolor volta a pensar no Campeonato Pernambucano. O time joga já neste sábado (27) contra o Sete de Setembro, no Arruda.

Manter o ritmo de vitórias será fundamental para que a equipe siga no grupo de classificação para a próxima fase do Pernambucano. “A equipe vem subindo de produção. Está ficando mais confiante aos poucos, conseguimos essas três vitórias e esperamos dar seqüência”, disse o meio-campo Jackson, ao site CoralNet.

Para a partida, o técnico Dado Cavalcanti terá um desfalque de peso. O atacante Joelson, artilheiro da competição, não poderá jogar. Ele tomou o terceiro cartão amarelo e vai cumprir suspensão.

O problema no ataque pode aumentar, pois André Leonel sofreu uma lesão ainda no primeiro tempo contra o América. O jogador será reavaliado, mas como deixou o campo com muitas dores, a previsão é que ele fique fora da partida.

Com isso, Brasão, que estreou justamente ao entrar na vaga de André Leonel, deve ganhar a condição de titular. Dado Cavalcanti começa a definir a equipe já a partir desta quinta-feira.



EDU MATOS - Família está um pouco mais aliviada

Depois do susto com a sequência de sete paradas cardiorrespiratórias, a família do zagueiro Edu Matos pode, enfim, estar um pouco mais aliviada. É fato que as sequelas do incidente ocorrido no dia 27 de janeiro, no estádio Luiz Lacerda, em Caruaru, quando o Ararpina enfrentou o Porto, ainda não foram medidas. Os sinais também não são os ideais. O atleta continua sem falar e sem reconhecer os parentes. Mas, de acordo com informações do irmão do defensor, ele espera apenas a abertura de uma vaga na enfermaria do Pronto Socorro Cardiológico de Pernambuco para deixar a UTI do local, onde está internado há quase um mês.

Para ontem, estava prevista a realização de mais uma tomografia para avaliar o edema cerebral do jogador do Araripina. “Teve um problema no ar-condicionado central e não teve como fazer. A neurocirurgiã também veio e achou que não seria necessário fazer uma nova tomografia. Agora, ele deve passar por uma ressonância”, afirmou o irmão do zagueiro, Carlos Eduardo Matos. “Os médicos ainda não querem falar em sequelas. Eles devem esperar o resultado dessa ressonância para se posicionar”, acrescentou.O irmão de Edu Matos está mais tranquilo junto com a família do atleta.

Com isso, o irmão do jogador aparentou mais confiança. Ele informou que o pai José Carlos Matos, que voltou para Maruím, a 30 quilômetros da capital sergipana, no domingo, deve retornar ao Recife ainda hoje para continuar acompanhando de perto a recuperação do jogador. “A questão agora é a sequela. Ele não corre mais risco de vida. Esperamos que ele não tenha nada, mas o processo é longo”, afirmou Carlos Eduardo.

Com relação às despesas geradas pela internação do jogador, o Araripina tem auxiliado a família. “O clube tem ajudado em tudo. Até agora, não temos do que reclamar”, disse o irmão do defensor, que segue hospedado na casa de apoio da Prefeitura de Araripina, no bairro de Santo Amaro.

Timbu só conseguiu um empate por 1x1

Atuando no estádio Saraivão, em Ivinhema - interior do Mato Grosso do Sul -, o Náutico, que tinha como atrativo a estreia do técnico Alexandre Gallo, não conseguiu se impor como grande clube, contentando-se com um empate por 1x1 com a equipe do Ivinhema, no primeiro confronto da Copa do Brasil, na noite de ontem. No dia 10 de março, as duas equipes fazem a partida de volta, nos Aflitos. Para o Alvirrubro, fica o consolo de ter a vantagem por conta do gol marcado fora de casa, podendo empatar em 0x0 e mesmo assim avançar na competição nacional.

O ritmo do primeiro tempo foi bastante acelerado, com as duas equipes trocando ameaças, principalmente no começo do jogo. Após os dez minutos, o time da casa tomou as rédeas da partida, assustando os alvirrubros em vários momentos. O goleiro Glédson acabou se tornando figura de destaque no duelo, intervindo em vários momentos para salvar o Náutico. A primeira defesa do arqueiro alvirrubro foi aos 11 minutos, em chute de Jardel. Depois as oportunidades do Azulão continuaram a aparecer, aos 14 e aos 16, com o atacante Kanu.

Contando mais uma vez com a consistência do volante Hamilton - muito participativo no jogo -, o Náutico conseguiu revidar em algumas oportunidades. Carlinhos Bala e Hélton Luiz receberam boas assistências do jogador, mas desperdiçaram chutando para fora. Na reta final da primeira etapa, o Alvirrubro tentou segurar as pontas na defesa, na expectativa de levar o empate para o vestiário. Contudo, aos 46 minutos, os planos do Náutico foram por água abaixo. O atacante Vanderlei recebeu na área e abriu o marcador.

Com o Náutico mais forte na parte tática, houve uma redução nas oportunidades de gol no início do segundo tempo. Buscando um jogador mais de área, Gallo sacou o arisco Philip para a entrada de Emanuel. Apesar da modificação, o Timbu precisou da ajuda do adversário para marcar o gol de empate. Aos 13 minutos, o meia Hélton Luiz bateu o escanteio, e o zagueiro Celinho acabou marcando contra. Apesar do empate, o time não cresceu no jogo. A melhor oportunidade de tirar a igualdade do placar foi do Ivinhema, novamente com Vanderlei, mas a zaga alvirrubra salvou sobre a linha, aos 32 minutos.

CRUZAMENTO

Ontem, também aconteceu o confronto entre Corinthians/AL e Vitória, chave de onde vai sair o adversário do Náutico, caso a equipe alvirrubra consiga avançar para a próxima fase. A partida terminou em 3x1 para os alagoanos.

Ivinhema: Carlão; Wesley, Celinho, Junior e Jardel; Rafael Mineiro, Nelsinho, Negretti (Thácio) e Vanderlei; Kanu (Carioca) e Ediney (Dodô). Técnico: Rotta

Náutico: Glédson; Márcio Tinga (Nílson), Ediglê, Vinícius e Altemar (Felipe Pinto); Derley, Hamilton e Hélton Luiz; Carlinhos Bala, Philip (Emanuel) e Geílson. Técnico: Alexandre Gallo

Local: Estádio Saraivão (Ivinhema). Árbitro: Edvaldo Elias da Silva (PR). Assistentes: Marcos Rogério da Silva e Pedro Martinelli Christino (ambos do PR). Gols: Vanderley (aos 46 do 1ºT) e Celinho (contra, aos 13 do 2ºT). Cartões amarelos: Nelsinho e Wesley (Ivinhema); Carlinhos Bala, Derley e Emanuel (Náutico). Cartão Vermelho: Vinícius (Náutico). Público e Renda: não divulgados.

Santa Cruz arranca vitória suada

Foi suado. Jogando fora de casa, o Santa Cruz afastou qualquer fantasma das edições anteriores da Copa do Brasil, derrotou o América/AM, por 1x0, no Vivaldão, em Manaus, e como não conseguiu eliminar o confronto de volta, retornará para o Recife com a vantagem de jogar por um empate no duelo que será realizado no dia 10 de março, no Arruda. O gol do triunfo tricolor foi marcado por Élvis, na etapa final.

A primeira partida entre América/AM e Santa Cruz foi marcada por um jogo bastante pegado, obrigando o árbitro Eduardo Valadão a utilizar os cartões para controlar o confronto. Mais da metade do time pernambucano saiu de campo “amarelado”. A situação do Diabo foi ainda pior. Com dois jogadores expulsos no segundo tempo, os donos da casa foram obrigados a trabalhar dobrado para evitar um placar mais elástico.

Se não fosse a escalação de última hora de Tutti, no lugar de Baggio, o técnico Dado Cavalcanti teria repetido a escalação dos dois últimos jogos. Dentro de campo, o Santa Cruz teve dificuldades para criar oportunidades para abrir o placar. Ainda assim, o Mais Querido conseguiu finalizar. A primeira chance foi de Joelson, que chutou para fora. Aos 13, de frente para o goleiro Alcimar, ele tocou para fora.
Tricolor derrotou o América, de Manaus, por 1x0, e agora joga pelo empate no Arruda

Jogando em casa, o América/AM até tentou pressionar o Tricolor do Arruda, entretanto não oferecia perigo ao goleiro coral. Ainda na primeira etapa, Dado Cavalcanti foi obrigado a realizar uma alteração. Após se chocar com Alcimar, André Leonel não teve condições de retornar para a partida e foi substituído por Brasão.

A bronca de Dado nos vestiários do Vivaldão durante o intervalo do jogo parece ter mexido com os jogadores. A postura da equipe foi outra. Só o meia Élvis teve duas oportunidades para abrir o placar. Na primeira, logo aos sete minutos, o meia tentou encobrir Alcimar, mas a bola acabou saindo pela linha de fundo. Na segunda, ele não vacilou. Aproveitando um cruzamento, Jackson, de cabeça, tocou para Élvis, que completou para o gol.

Em desvantagem no placar, o Diabo perdeu a cabeça, partindo para a violência. Em menos de dez minutos, os donos da casa perderam dois jogadores expulsos. Primeiro foi o meia William que tomou o segundo cartão amarelo. Em seguida, após acertar um carrinho violento, Birica, que havia entrado no segundo tempo, levou o vermelho direto. Em vantagem numérica, o Mais Querido quase amplia aos 25 minutos. Gilberto Matuto cabeceou para fora. Nos acréscimos, Brasão teve a oportunidade de eliminar o confronto de volta, mas chutou para fora.

América/AM: Alcimar; Rai Manaus (Rogerinho), Amaral e Fofão; Marquinhos Belém, Batista (Cleiton Amaral), William, Trindade e Fitti; Cesinha (Birica) e Djalma. Técnico: Sérgio Duarte

Santa Cruz: Tutti; Gilberto Matuto, Leandro Cardoso, Alysson e Jefferson; Goiano, Léo (Marcos Mendes), Jackson (Serginho) e Élvis; Joelson e André Leonel (Brasão). Técnico: Dado Cavalcanti

Local: estádio Vivaldo Lima (Manaus). Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO). Assistentes: Márcio Soares Maciel e Edson Antônio de Souza (ambos de GO). Gols: Élvis (aos 14 do 2°T). Cartões amarelos: Fiti (América/AM); Joelson, Alysson, Jackson, Leandro Cardoso, Léo (Santa Cruz). Cartão vermelho: William e Birica (América/AM). Público e renda: Não divulgados

Ana Karina espera chance de apitar

Árbitra, que vai participar do Mundial Sub-20, não tem oportunidade em Pernambuco

Árbitra oficial da Fifa desde 2008, a pernambucana Ana Karina tem se estabelecido enquanto profissional de arbitragem a cada campeonato que é convocada. Ainda hoje, possivelmente na madrugada, embarca para a Colômbia, onde irá compor o quadro do Campeonato Mundial Sub-20 de Futebol Feminino, marcado para iniciar no próximo dia 3 de março. É uma competição importante, que conta, e muito, para o seu currículo. Do Brasil, somente quatro foram convocadas - a carioca Simone, a cearense Eveline, e Francielle, de Minas Gerais. Porém, a experiência em competições internacionais não garantem à musa da arbitragem pernambucana um espaço no quadro da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e, principalmente, da Federação Pernambucana (FPF).

“Lógico que desejo arbitrar uma partida da primeira divisão aqui em Pernambuco. Isso seria ótimo. Graças a Deus, eu venho correndo atrás. E meu trabalho vem sendo reconhecido a cada dia com o meu esforço. Estou me aperfeiçoando, fazendo cursos, internacionais até. Busco sempre minha melhora. Estou na expectativa, aguardando o meu momento chegar e a oportunidade aparecer com tranquilidade, na hora que tiver que ser”, disse ela, que, até então, além de muitas competições internacionais femininas, já apitou jogos da Copa Pernambuco e da segunda divisão do Estadual.

Com o quadro da arbitragem estadual reduzido, devido aos recentes problemas no Campeonato Pernambucano, o presidente da Comissão Estadual de Arbitragem, Chico Domingos, demonstrou simpatia em ter Ana Karina no quadro dos árbitros profissionais local. Mas, segundo ele, para isso, ela terá que passar no mesmo teste físico pelo qual são submetidos os árbitros masculinos.

A prova de fogo está marcada para os dias 15 e 16 de março, quando chegarão dois juízes internacionais da Fifa para aplicar uma reciclagem e capacitação nos profissionais do Estado. “Ana Karina é de fato árbitra internacional da Fifa. Mas o teste que ela fez foi na categoria feminina. Queremos lançá-la no momento certo, onde ela possa arbitrar e permanecer arbitrando com competência inquestionável. Não vamos jogar ela na jaula dos leões sem termos a certeza absoluta que ela irá dar conta do recado. Isso pode estragar a carreira da menina”, falou. “Se ela passar neste teste, eu mesmo vou até Sérgio Correia - presidente da Comissão Nacional de Arbitragem - declarar que, aí sim, ela está extremamente capacitada a pegar qualquer bomba”, completou.

Sport já está na segunda fase

Vitória por 4x2 em cima do Brasília tirou o jogo de volta do caminho do Leão

Em ritmo de jogo treino, o Sport reencontrou a Copa do Brasil vencendo o Brasília, por 4x2, ontem, e assim garantiu a classificação antecipada para a segunda fase da competição, eliminando o jogo de volta, que estava marcado para o dia 10 de março, na Ilha do Retiro. Com isso, o Leão enfrentará o Paraná, que goleou o Cerâmica/RS, por 6x1, ontem à noite. A primeira partida deste confronto está marcada para o dia 31 de março, na Ilha do Retiro. Enquanto isso, os rubro-negros voltam a campo domingo, pelo Estadual, para enfrentar o Araripina, fora de casa.

E nem mesmo a fraca equipe do Brasília fez que o técnico Givanildo Oliveira abrisse mão do esquema com três zagueiros. O time entrou em campo no 3-5-2, com dois volantes no meio-de-campo, Zé Antônio e Daniel Paulista, tendo apenas o meia Eduardo Ramos no setor de armação das jogadas. E logo com dois minutos de jogo, o Leão quase abriu o placar, com Eduardo Ramos chutando da entrada da área.

Sem organização tática alguma e atuando na base do “vamos que vamos”, o Brasília se limitava a arriscar chutes de longa distância para tentar surpreender os visitantes, como aconteceu aos oito minutos, com Vinícius assustando Magrão. Na única vez que tentou variar as jogadas, Fernando foi na linha de fundo e cruzou na medida para Gauchinho subir sozinho, posar para as fotos e abrir o placar, enquanto a zaga do Sport relembrava a infância e brincava de estátua.

Apesar do gol, a inferioridade técnica do Brasília era visível. E o empate não demorou para chegar. Aos 23 minutos, foi a vez da zaga mandante assistir Ciro subir sozinho e cabecear para deixar tudo igual. Com o Sport mandando no jogo, cinco minutos depois, Eduardo Ramos limpou com facilidade o zagueiro e mandou uma bomba para deixar o Sport na frente do marcador: 2x1. A partir daí, a partida ganhou ritmo de jogo treino, com o Leão abusando de perder ótimas oportunidades de ampliar o marcador ainda no primeiro tempo.

Na etapa final, tudo parecia se encaminhar para um passeio do Sport, com Ciro desperdiçando chance incrível com um minuto de bola rolando. Porém, em mais um cochilo rubro-negro, aos 15 minutos, Fernando cruzou rasteiro, Dirley não conseguiu cortar, e Gauchinho, impedido, escorou para empatar.

O gol serviu para acordar o Sport, que quatro minutos depois não teve muito trabalho para passar à frente do marcador, com Ciro dando belo passe para Eduardo Ramos tocar na saída de Roger e fazer 3x2. Aos 22, o zagueiro Leandro Falcão recuou mal para o goleiro, e Ciro aproveitou o “presentão” do defensor e tocou com tranquilidade para o fundo do gol e decretou o placar final.

Brasília: Roger; Bruno (Júlio César), Luis Henrique, Leonardo Falcão e Magrão; Fágner, Felipe, Vinícius (Abimael) e Fernandinho; Gauchinho e Kabila (Rodrigo Osti). Técnico: Humberto Ramos

Sport: Magrão; Montoya, Dirley e Tóbi; Júlio César, Zé Antônio, Daniel Paulista (Isael), Eduardo Ramos e Dutra (André Luiz); Ciro e Dairo (Juninho Potiguar). Técnico: Givanildo Oliveira

Local: Estádio Elmo Serejo Farias (em Taguatinga). Árbitro: Marcelo Alves dos Santos (MT). Assistentes: Fábio Rodrigo Rubinho e Joadir Leite Pimenta (ambos do MT). Gols: Gauchinho (aos 16 do 1°T e aos 15 do 2°T), Ciro (aos 23 do 1°T e aos 22 do 2°T) e Eduardo Ramos (aos 28 do 1°T e aos 19 do 2°T). Cartões amarelos: Felipe, Fágner e Magrão (Brasília); Montoya (Sport). Público e renda: Não divulgados