quarta-feira, setembro 30, 2009

Chamusca é absolvido e vai comandar o Sport contra o Grêmio

Por unanimidade, o STJD decidiu absolver o treinador pela expulsão no jogo contra o Atlético-PR

Por maioria dos votos, o técnico Péricles Chamusca foi absolvido no julgamento realizado nesta quarta-feira (30) no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O treinador foi julgado pela expulsão na partida contra o Atlético-PR. Com o resultado, Chamusca está livre para comandar a equipe na partida contra o Grêmio, domingo, no Estádio Olímpico.

Chamusca foi expulso ao reclamar com árbitro Paulo César Oliveira de um pênalti não marcado no lateral Fininho. Além da queixa, o árbitro relatou na súmula que o treinador ultrapassou os limites da área técnica e “protestou deliberadamente” com gestos.

A Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decidiu denunciar o técnico rubro-negro no artigo 188 do CBJD, que prevê “manifestar-se de forma desrespeitosa, ou ofensiva, contra membros do Conselho Nacional de Esporte (CNE); dos poderes das entidades desportivas ou da Justiça Desportiva, e contra árbitro ou auxiliar em razão de suas atribuições, ou ameaçá-los.”

Em caso de punição, o treinador poderia ter pego pegar de 30 a 120 dias de suspensão.

Santa busca classificação antecipada contra o Vera Cruz

Além de garantir a vaga para a segunda fase da Copa PE, Tricolor defende invencibilidade do técnico Dado Cavalcanti

Além de defender a liderança do grupo B e de buscar a classificação antecipada, o Santa Cruz entra em campo às 20h desta quarta-feira contra o Vera Cruz com um terceiro objetivo. Manter a invencibilidade do técnico Dado Cavalcanti no comando do elenco. Desce que assumiu o comando do time, o treinador ainda não foi derrotado.

Na Copa Pernambuco foram duas vitórias e um empate. O jogo desta noite é válido pela quarta rodada da competição. Como o Tricolor lidera com 7 pontos, uma vitória no Estádio Carneirão assegura a classificação para a próxima fase. Chegando aos 10 pontos, o Tricolor só poderá ser alcançado pelo vice-líder Cabense, que soma quatro pontos e também joga nesta quarta-feira contra o SEUB.

"É claro que é motivo de orgulho. Mas, ao mesmo tempo, se torna uma responsabilidade a mais manter essa invencibilidade. Estou apenas começando meu trabalho aqui e sei que o que vai importar é o julgamento final. Tenho plena consciência que eu e todo grupo estamos sendo analisados e espero que isso seja feito sem pressa", disse o treinador ao site CoralNet.

Para o jogo desta noite, o técnico relacionou 18 jogadores, entre eles o jovem atacante Neto, de 17 anos.

Confira a lista completa:

Goleiros: Fernando Henrique e Jaílson
Zagueiros: Alex Xavier, Franque e Antônio
Laterais: Gilberto Matuto e Jefferson
Volantes: Anderson, Léo e Memo
Meias: Miller, Elvis, Thiago Henrique e Nattan
Atacantes: Gaúcho, Thomas Anderson, Roger e Neto

Jetep legitima mudanças no regulamento do Estadual

O Juizado do Torcedor de Pernambuco (Jetep) assegurou legitimidade na possível mudança de regulamento da Série A1 do Campeonato Pernambucano para a edição 2010, prevista para ser concretizada na reunião do Conselho Arbitral do dia 6 de outubro. A nova proposta – com pontos corridos e mata-matas nas semifinais e finais – foi acertada entre a Federação Pernambucana de Futebol (FPF) e 11 dos 12 clubes que disputarão a competição – a exceção é o Sport.

O Estatuto do Torcedor diz, no seu artigo 5º, que só pode haver alterações em um regulamento mediante “apresentação de novo calendário anual de eventos oficiais para o ano subsequente, desde que aprovado pelo Conselho Nacional do Esporte”, ou “após dois anos de vigência do mesmo regulamento”.

Apesar de o Campeonato Pernambucano de 2009 ter tido uma fórmula diferente da de 2008, o juiz Aílton Alfredo afirmou que a mudança do regulamento do ano passado se tratou de uma ação judicial à parte. Por isso, conta-se como se um mesmo modelo de disputa tivesse sido usado em dois anos.

“Essa mudança (para 2010) não precisa da aprovação do Jetep. José Joaquim (vice-presidente técnico da FPF) me consultou sobre o assunto e falei que a decisão tem de partir da Federação com os clubes. Em 2009 foi uma questão judicial, então se considera que passaram os dois anos necessários para a mudança do regulamento”, afirmou.

Na nova fórmula proposta, as equipes se enfrentam em jogos de ida e volta e os quatro melhores colocados se classificam para as semifinais (o 1º pega o 4º, enquanto o 2º se confronta com o 3º, em duas partidas). Os vencedores dos duelos se encaram na final da competição. O modelo segue os moldes do Campeonato Paulista e era defendido por Santa Cruz e Náutico para que fosse utilizado já neste ano.

Em 2008, a esdrúxula fórmula com quadrangulares e hexagonais foi bastante criticada, e a FPF assumiu o erro, propondo a mudança para o ano seguinte. Em uma manobra para poder passar por cima do Estatuto do Torcedor, a Federação teve o apoio do Jetep, que garantiu o novo regulamento, caso houvesse unanimidade na nova fórmula (a volta do sistema de turno e returno). Como Santa Cruz e Náutico não a aceitaram, foi alegado que a unanimidade era necessária apenas para a mudança de fórmula, e não para o novo modelo em si, sendo aprovada a proposta da FPF.

Vice jurídico do Sport não vê brecha para regulamento do Estadual mudar

Chamusca será julgado nesta quarta
Chamusca será julgado nesta quarta

A proposta de mudança do regulamento do Campeonato Pernambucano para o próximo ano feita pela Federação Pernambucana de Futebol e, principalmente, pelo Santa Cruz é vista pelo departamento jurídico do Sport como inviável e que ainda corre o risco de inviabilizar o início da competição.


A explicação é do vice-presidente jurídico do Leão, Eduardo Carvalho. Para ele, nem a hipótese de um acordo unânime entre os clubes que disputarão a Série A1 no próximo ano viabilizaria a mudança sob a ótica jurídica. "Os clubes não têm autonomia, pois o Estatuto do Torcedor foi criado para defender o torcedor e não o clube", enfatizou.


Assim, continua, corre-se o risco de que algum torcedor que se sinta lesado entre na Justiça e o campeonato demore um pouco mais a começar. "O departamento jurídico do Sport entende que não há nenhum ambiente jurídico para isso e só vai dar margem para tumultuar a competição. Tenho certeza de que esta não é a intenção da FPF", pontuou.


Carvalho também comentou sobre o julgamento do técnico Pérciles Chamusca, pela terceira comissão disciplinar. Ele está incurso no artigo 188 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD): manifestar-se de forma desrespeitosa. A punição prevista é suspensão de 30 a 180 dias. "Pela conduta de Chamusca acreditamos que ele será absolvido. Além disso, é réu primário", comentou.


Quanto ao time, os jogadores folgaram nesta terça-feira (29), retornando ao trabalho em dois expedientes na quarta. Houve até uma polêmica sobre o time ter um dia inteiro sem trabalho em meio à batalha pela permanência na Série A. O zagueiro Igor explicou que tudo faz parte de um planejamento e pode ser feito dessa maneira porque o time só tem atuado uma vez na semana.


"Nos dias seguintes aos jogos fazemos um regenerativo e, quem precisa, faz reforço muscular. Depois do descanso teremos dois expedientes na quarta e quinta. E o trabalho vem fazendo efeito, pois o preparo físico da equipe está melhor. Estamos terminando os jogos mais inteiros", ressaltou.

Dirigente espanhol critica Rio e diz que cidade é a pior candidata

O vice-presidente do Comitê Olímpico Espanhol e presidente da Federação Espanhola de Atletismo, José María Odriozola, afirmou hoje que a candidatura do Rio de Janeiro para os Jogos Olímpicos de 2016 é a "pior", enquanto Madri e Tóquio são as melhores.

"Para mim, o Rio é a pior candidatura. Falando francamente", disse hoje Odriozola no aeroporto de Barajas, em Madri, antes de embarcar em um dos dois aviões que esta manhã viajarão até Copenhague, cidade onde o COI (Comitê Olímpico Internacional) escolherá na próxima sexta-feira a sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

O vice-presidente do Comitê Olímpico Espanhol disse que a sensação de que a candidatura do Rio de Janeiro vai a Copenhague como favorita é produto do "marketing", de "sentimentos" e de "usar muito que vão ser os primeiros Jogos na América do Sul".


"A esta altura, o COI não se arrisca a levar os Jogos a um lugar onde não se tenha total confiança de que seja possível fazer bem, e os Jogos são cada vez mais difíceis", disse.


Odriozola disse que o Rio tem carências "em questões econômicas, de segurança e infraestruturas", enquanto Madri e Tóquio "são as melhores do ponto de vista do valor das candidaturas".


A quarta candidata, Chicago, contará com o apoio do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em Copenhague. Odriozola disse que o "efeito Obama" não será "importante".


"Só vai estar ali algumas horas justo para dar o 'speech' [discurso]", afirmou, acrescentando que "pode influenciar em um ou dois votos, que poderiam ser chaves nas duas finais, mas não na primeira rodada".


Madri pede desculpas ao Rio após duras críticas


Depois das duras críticas feitas pelo vice-presidente do Comitê Olimpico Espanhol, José María Odriozola, à candidatura da cidade do Rio de Janeiro aos Jogos Olímpicos de 2016, as autoridades do comitê espanhol pediram desculpas, nesta quarta-feira, em Copenhague.


"Queremos pedir desculpas ao Rio pelos comentários. Tentamos fazer um jogo limpo durante toda a candidatura. Todas as cidades são muito boas e podem vencer a eleição", disse Mercedes Coghen, presidente da candidatura de Madri.


Também presente no evento de promoção da candidatura de Madri, Odriozola preferiu enfatizar suas opiniões ditas antes do embarque para a Dinamarca.


"Disseram-me que foi feito um protesto, eu não sabia de nada. O Rio está no seu direito, mas acho um exagero. Primeiro, porque é minha opinião e não sou tão importante. Segundo porque, se me perguntar o que eu sei das candidaturas, direi que nada", disse.


"É uma candidatura que está aqui na final (Rio 2016), então deve ter seus pontos fortes. Mas quando penso em um rival, sempre vou falar dos pontos fracos", completou.


Perguntado sobre os pontos fracos da candidatura brasileira, o cartola recuou. "É um assunto muito demorado para tratar agora. Eu destaco o bom de Madri e o mau das outras. Mas penso que todas têm as mesmas condições", finalizou.


Odriozola afirmou nesta quarta-feira, antes do embarque para capital dinamarquesa, que a candidatura do Rio de Janeiro é a "pior", enquanto Madri e Tóquio são as "melhores".


"Para mim, o Rio é a pior candidatura. Falando francamente", disse Odriozola, no aeroporto de Barajas, em Madri, antes de embarcar em um dos dois aviões que viajou rumo a Copenhague, cidade onde o Comitê Olímpico Internacional (COI) escolherá nesta sexta a sede dos Jogos Olímpicos de 2016.


O vice-presidente do Comitê Olímpico Espanhol disse que a sensação de que a candidatura do Rio de Janeiro vai a Copenhague como favorita é produto do "marketing", de "sentimentos" e de "usar muito que vão ser os primeiros Jogos na América do Sul".

Fifa vai formalizar proibição da paradinha no pênalti

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, condenou nesta terça-feira a paradinha nas cobranças de pênalti e disse que a entidade vai formalizar a proibição da "jogada" num encontro da International Board (conselho vinculado à Fifa), entre o final de outubro e o início de novembro. "Isso é uma maneira de roubar, uma deslealdade", declarou Blatter

De acordo com o dirigente, o jogador que se utilizar da paradinha num pênalti deve ser punido com cartão amarelo. Em caso de reincidência, teria de ser expulso. "Esse negócio de fingir que vai chutar é uma infração, não é algo justo.

Ele comparou a paradinha com os lances em que o atleta simula ter sofrido pênalti. "Então precisa sim de punição.

Blatter participou de reunião do Comitê Executivo da Fifa, no Rio. O cartão vermelho à paradinha não foi debatido com os delegados da Fifa que passaram três dias na cidade. Mas "já é uma decisão tomada", segundo Blatter. Ele, porém, fez uma ressalva. "Não é o presidente que define isso ou aquilo da regra do jogo. É a International Board, então vamos esperar mais alguns dias.

O dirigente, sempre sorridente e solícito, sentou-se ao lado do presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Ricardo Teixeira, e fez até um comentário bem humorado sobre a polêmica. "Tem que parar com a paradinha. Ela não é correta.

Rio com a força da galera

Para os blogueiros, o Rio de Janeiro é mesmo a cidade favorita para ganhar a disputa pelos Jogos Olímpicos de 2016. A decisão do COI sairá nesta sexta-feira, em Copenhague. O carnaval está rolando solto na Dinamarca. Pelé, Obama, Lula… 8-O

Qual é a cidade mais cotada para ganhar a disputa para receber os Jogos Olímpicos de 2016?

* Rio de Janeiro (49%, 49 votos)
* Chicago (Estados Unidos) (21%, 21 votos)
* Madri (Espanha) (16%, 16 votos)
* Tóquio (Japão) (13%, 13 votos)

Total de votos: 99

Reveja abaixo o vídeo sobre a candidatura do Rio para os Jogos.


Clássico de CTs

A CBF anunciou a construção de um centro de treinamento na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, visando a Copa do Mundo de 2014 (projeto acima). Até lá, a Seleção deverá contar com um CT digno de um time pentacampeão mundial.

Até hoje, o país sempre teve à disposição a Granja Comary, que é quase sinônimo de Seleção Brasileira e quase sempre o primeiro palco da preparação para uma Copa do Mundo. Agora, a velha Granja será o refúgio apenas das seleções de base.

No novo terreno, que terá 100 mil metros quadrados de área construída, serão erguidos 3 campos, a nova sede da CBF e o Museu do Futebol. Ação que unificará a história, a administração e o futebol na prática do Brasil.

O Brasil repete, mas com o bônus de um museu, o que a Asociación de Fútbol Argentino (AFA) já havia feito há muito tempo. Em Ezeiza, onde fica o Aeroporto Internacional de Buenos Aires, a 30km da capital, a entidade construiu o Complejo Habitacional Deportivo de Ezeiza (abaixo, via Google Maps).

Com 48 hectares, o CT dos hermanos tem 9 campos, sendo 7 oficiais e mais 1 para o Beach Soccer. O local, inaugurado em 1989, conta com 3 prédios para as seleções principal e de base (que passou a treinar lá em 2001) e ainda para o apoio logístico. Conta com consultório médico, academias, salas de conferência e até um cinema!

Saiba mais sobre o CT “deles” AQUI.

Conselheiros do Sport prometem entrar na Justiça contra possível mudança no regulamento do Estadual

Eles pretendem entrar com ação no Ministério Público, pois entendem que haveria irregularidade na possível mudança do regulamento de 2009 para 2010 do Estadual, que já havia sido mudado de 2008 para 2009.

A proposta de mudança no regulamento do Campeonato Pernambucano 2010, com uma fórmula nova, semelhante à do Campeonato Paulista, foi recebida sob forte desaprovação por um grupo de conselheiros do Sport.

Eles pretendem entrar com ação no Ministério Público, pois entendem que haveria irregularidade na possível mudança do regulamento de 2009 para 2010 do Estadual, que já havia sido mudado de 2008 para 2009.

"O Ministério Público precisa se definir se é favorável à Federação (Pernambucana de Futebol) ou à população", afirmou Franklin Pessoa, conselheiro rubro-negro.

O conselheiro ainda criticou e prometeu processar o juiz Aílton Alfredo, do Juizado Especial Civil e Criminal do Torcedor, pelas declarações que deu ao Jornal do Commercio nesta quarta-feira. Nelas, Aílton Alfredo afirma que a mudança no regulamento é legítima.

"Vamos também levar ao Conselho Nacional de Justiça a arbitrariedade do juiz (Aílton Aflredo) que está legitimando a mudança do regulamento. Nós vamos até as últimas consequências", disse.

O conselheiro deu a entender que o juiz Aílton Alfredo estaria beneficiando a Federação Pernambucana de Futebol, pela amizade que tem com o presidente da instituição, Carlos Alberto Oliveira. "Esse mesmo juiz viajou com Carlos Alberto Oliveira para a Inglaterra, tomaram vinho e tudo", disparou.

Segundo ele, haverá uma reunião os conselheiros ainda nesta semana, para amarrar as ações do grupo. "Na sexta-feira, a gente dá início a todos os trâmites", disse Franklin. "Até agora tem oito conselheiros, mas a cada hora surge mais gente querendo entrar no movimento", disse.

Ontem, o advogado do clube Eduardo Carvalho já havia se colocado contra a mudança, pois ela não respeitaria o prazo mínimo de dois anos para se fazer quaisquer alterações em um regulamento de competição, previsto pelo Estatuto do Torcedor.

Meia Acosta está sendo devolvido ao Corinthians

Completamente fora de ritmo de jogo (para não dizer mal condicionado fisicamente), o jogador pouco produziu em campo.

A segunda passagem do uruguaio Beto Acosta pelo Náutico, deveras frustrante, chegou ao fim.

Ao sair do jogo contra o Grêmio, sentindo muitas dores, o atacante havia sofrido uma fissura na tíbia da perna esquerda, no mesmo local onde ele tinha sido operado no segundo semestre de 2008.

Agora, o jogador de 32 anos está sendo devolvido para o Corinthians, onde passará pelo tratamento de recuperação.

"Não é que ele esteja sendodispensado. Simplesmente não podia mais jogar em 2009, e por isso retorna ao Corinthians", disse Ricardo Valois, um dos diretores de futebol do Náutico.

O salário do jogador passará a ser pago integralmente pelo Corinthians. Antes a remuneração era dividida.

Foram poucas as partidas do jogador pelo Timbu.

Completamente fora de ritmo de jogo (para não dizer mal condicionado fisicamente), o jogador pouco produziu em campo.

Arce divide a torcida

Sport // Atacante foi convocado para o jogo entre a Bolívia e o Brasil

Itália e Argentina fizeram a semifinal da Copa do Mundo de 1990. A partida foi na cidade de Nápoles, que tinha um rei vestindo a camisa do time da cidade: o Nápoli. Esse rei era Maradona, que na véspera da partida chegou a pedir para os napolitanos torcerem por ele. Muitos realmente ficaram divididos. Alguns torceram realmente pelo ídolo argentino, que acabou levando a melhor e vencendo à Itália na cobrança das penalidades - no tempo normal o jogo terminou 1 x 1 - e fazendo a final com a Alemanha.

Guardando as devidas proporções, claro, boa parte dos torcedores do Sport estão com o coração dividido. É que o atacante Juan Arce foi convocado esta na última segunda-feira para defender a seleção da Bolívia, seu país de origem, nos dois últimos jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010. Enfrentará o Brasil, em La Paz, no próximo dia 11. Nos fóruns do Sport na internet vários torcedores já manifestaram o seu apoio ao boliviano dizendo que torcerão por ele contra o Brasil.

Em conversa com o Diario, Juan Arce, mostrou toda a sua felicidade primeiro com a convocação e, segundo, com o apoio dos leoninos. "Isso é uma prova que os torcedores do Sport estão reconhecendo o trabalho que estou realizando no clube. Fico muito feliz. Estou bem aqui, pois o clube apostou em mim. É dificil você ver uma equipe na zona de rebaixamento colocar 30 ou 35 mil torcedores em campo", afirmou, exagerando bastante, a quantidade de rubro-negros nos jogos do Leão. Contra o Santo André, no último domingo, o público total foi pouco mais de 17 mil.

A convocação de Arce para defender a Bolívia vai tirá-lo da partida contra o Goiás, no feriado 12 de outubro, no Serra Dourada. O jogador também não enfrenta o Grêmio, domingo, porque está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. A diretoria rubro-negra estuda ainda a possibilidade de convencer o atleta a pedir dispensa e não se apresentar à sua seleção. O atacante vem sendo titular absoluto do Sport no Campeonato Brasileiro. "Ainda não conversei com a diretoria do clube. O fato é que a Bolívia nãotem mais chances na Eliminatória e isso pode pesar. Fico feliz em voltar a defender meu país, mas triste por não poder ajudar o Sport", confessou Arce.

Julgamento - O técnico rubro-negro, Péricles Chamusca, está na pauta hoje do STJD. O treinador será julgado pela expulsão diante do Atlético-PR e pode pegar pena de 120 a 180 dias. Se for punido não poderá comandar o Sport mais neste Brasileiro. O elenco leonino se reapresenta hoje, na Ilha do Retiro, para iniciar os trabalhos visando o jogo com o Grêmio.

Náutico no ataque contra o São Paulo

Nos Aflitos // Geninho aposta em Bala e Mineiro para faturar três pontos no jogo de hoje

Com uma formação mais ofensiva e uma dupla de ataque formada pelos velocistas Carlinhos Bala e Bruno Mineiro, o Náutico quer reeditar os melhores dias do tempo em que Gilmar ainda fazia parte do grupo e vencer o São Paulo, hoje, às 21h50, nos Aflitos. Os três pontos diante do Tricolor - que está cinco pontos atrás do líder Palmeiras e ainda sonha com o título - serão fundamentais para que o Timbu, que perdeu para o Coritiba, na rodada passada, se afaste um pouquinho da zona de rebaixamento da competição, em jogo isolado válido pela 27ª rodada.

Atualmente na 16º colocação, com 26 pontos, o Alvirrubro, que bateu o time paulista no Recife nos Brasileirões de 2007 e 2008 e não vence há quatro rodadas, está com apenas um a mais que Botafogo e Santo André e três a mais que o penúltimo colocado Sport.

Porém, não é só no ataque que a equipe sofreu alteração como a entrada de Bruno Mineiro em lugar de Tuta. No meio-campo, Geninho optou por colocar apenas o volante Derley (Nilson acabou barrado) e Ailton e Irênio serão os responsáveis pela ligação com o ataque. "Com dois meias, a intenção é fazer com que a bola chegue com mais qualidade em nossos atacantes", disse Geninho, explicando porque voltou a optar por um ataque mais velocista. "Na nossa última vitória contra o Atlético-PR (jogo da despedida de Gilmar que foi para o Guingamp, da França) jogamos desta forma. Com a chegada de jogadores rápidos como Bruno Mineiro e Elton poderemos voltar a jogar assim e é isso que vamos colocar em prática. Além disso, acho que Tuta ainda não está no pique ideal".

Mas as mudanças não pararam por aí. Nas laterais, Patrick e Michel voltam a ganhar a condição de titulares. O primeiro vai ocupar a lacuna aberta pela ida de Aílton para a meia. Já o segundo mandou Anderson Santana, que teve uma atuação fraca na partida com o Coritiba, de volta para a reserva. "É muito bom que a gente tenha um jogador de qualidade brigando pela posição para que não haja acomodação. Realmente não fiz um bom jogo na partida com o Atlético Mineiro, perdi a posição, mas felizmente estou de volta e pronto para dar o melhor pelo Náutico", frisou Michel, afirmando que o grupo vai voltar a ter a velha pegada que fez o Timbu bater adversários como Corinthians e Goiás. "Quando saímos da zona de rebaixamento a pegada caiu um pouco e conversamos para retomá-la".

Ainda na defesa, o zagueiro Vagner foi mantido entre os titulares, desta vez em lugar de Asprilla, suspenso pelo terceiro amarelo. Já o zagueiro Cláudio Luiz, que cumpriu suspensão pelo terceiro amarelo e foi substituído por Vagner na rodada passada, volta a ser titular. Márcio completa o trio de zagueiros.

Náutico

Glédson; Vagner, Cláudio Luiz e Márcio; Patrick, Derley, Ailton, Irênio e Michel; Carlinhos Bala e Bruno Mineiro.
Técnico: Geninho

São Paulo

Bosco;Renato Silva, André Dias e Miranda; Jean, Richarlyson, Hernanes, Jorge Wagner e Junior Cesar; Hugo (Marlos) e Borges.
Técnico: Ricardo Gomes

Sediar os Jogos Olímpicos seria como ganhar outra Copa, diz Pelé

Pelé, maior jogador da história do futebol, afirmou nesta quarta-feira em Copenhague, onde é um dos principais nomes de defesa da candidatura do Rio de Janeiro a sede dos Jogos Olímpicos de 2016, que a vitória brasileira seria como ganhar uma quarta Copa do Mundo.

"O Rio ser eleito como sede pelos membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) na votação de sexta-feira seria como ganhar uma quarta Copa do Mundo", afirmou Edson Arantes do Nascimento, campeão do mundo em 1958, 1962 e 1970.

"Sempre dei tudo pelo Brasil. Meu sonho sempre foi ganhar uma medalha de ouro olímpica, mas é algo que o Brasil não tem no futebol. Tive a sorte de ganhar muitos torneios e fazer mais de 1.000 gols, de ganhar a Copa do Mundo três vezes, mas não os Juegos Olímpicos", lamentou o rei Pelé.

"Como jogador profissional, infelizmente não podia jogar. Cada vez que o Brasil ia aos Jogos Olímpicos, pensava ‘como gostaria de estar lá‘".

"Quem sabe? Talvez possa jogar no Rio", brincou.

Pelé, 68 anos, insistiu que é o momento da América do Sul receber pela primeira vez os Jogos Olímpicos e que o Rio, com a experiência dos Jogos Pan-Americanos de 2007 e as infraestruturas que serão construídas para a Copa de 2014 no Brasil, tem todas as chances de vencer.

"Respeitamos todas as candidatas, mas a América do Sul nunca recebeu os Jogos Olímpicos e eu acredito que é seu grande momento. Além disso, economicamente o Brasil está em um momento muito bom e tem todo o apoio do presidente Lula", declarou, poucas horas do desembarque do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Copenhague.

O Rio, que compete com Chicago, Madri e Tóquio, é considerado favorito ao lado da cidade americana, que terá o apoio na sexta-feira na capital dinamarquesa do presidente Barack Obama, cuja esposa, Michelle, chegou nesta quarta-feira a Copenhague.

"A América do Norte já recebeu os Jogos Olímpicos muitas vezes, a América do Sul nunca. Este é o grande momento de levar os Jogos para a América do Sul, para o Rio", completou, que repetiu que o Rio vence por "2 a 1" porque Chicago tem Obama, mas a candidatura brasileira tem Lula e ele.

Rio contra-ataca com Pelé e outros astros do esporte

Pelé foi a grande estrela nesta quarta-feira em Copenhague, quando a candidatura do Rio de Janeiro a organizar os Jogos Olímpicos de 2016 defendeu, dois dias antes da votação, a oportunidade histórica de celebração da primeira Olimpíada na América do Sul.

O rei Pelé, melhor jogador da história do futebol e três vezes campeão do mundo, estava ao lado de grandes nomes do esporte brasileiro, como o nadador César Cielo, campeão mundial dos 50 e 100 metros e olímpico dos 50, que se mostrou emocionado com a chance de disputar os Jogos Olímpicos em seu país.

"Acredito que as pessoas lembram de mim em Pequim chorando no pódio", disse Cielo, que em 2008 também foi medalhista de bronze nos 100 metros.

"Os Jogos Olímpicos mudaram minha vida e tenho certeza de que seria algo incrível para o Brasil e para a América do Sul. Seria um sonho ganhar os Jogos Olímpicos em meu país", completou o atleta de 22 anos, primeiro medalhista de ouro olímpico da natação brasileira.

Mas o Rio terá que vencer na votação dos membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) as candidaturas de Madri, Tóqui e Chicago, que nos últimos dias cresceu nas pesquisas com o anúncio de que o presidente americano, Barack Obama, estará em Copenhague na sexta-feira.

"Respeitamos todas as candidatas, mas a América do Sul nunca recebeu os Jogos Olímpicos e eu acredito que é seu grande momento. Além disso, economicamente o Brasil está em um momento muito bom e tem todo o apoio do presidente Lula", declarou Pelé.

Ainda nesta quarta-feira deve desembarcar na Dinamarca o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que fez da candidatura do Rio uma prioridade, fazendo campanha em todo o mundo.

"A América do Norte já recebeu os Jogos Olímpicos muitas vezes, a América do Sul nunca. Este é o grande momento de levar os Jogos para a América do Sul, para o Rio", completou o rei do futebol, que repetiu que o Rio vence por "2 a 1" porque Chicago tem Obama, mas a candidatura brasileira tem Lula e ele.

O Rio defende a credibilidade de sua candidatura, com base no que considera o sucesso dos Jogos Pan-Americanos de 2007 e nas infraestruturas que serão construídas para a Copa do Mundo de 2014 no Brasil, mas enfrenta as dúvidas provocadas pelo alto índice de violência na cidade.

"O Rio tem uma grande experiência organizando grandes eventos, como o reveillon ou o carnaval, que sempre acontecem sem incidentes relevantes", afirmou Leonardo Gryner, diretor de marketing e comunicação da candidatura brasileira.

"Não teremos problemas para garantir a segurança" acrescentou.

Gryner também destacou a importância do legado socioeconômico e para o meio ambiente que as Olimpíadas deixariam para a cidade e todo o Brasil.

"Uma de nossas principais premissas é o desenvolvimento econômico, social e para o meio ambiente. Os Jogos deixarão um grande legado e ajudarão os mais desfavorecidos", prometeu.

Escolha do Rio como sede das Olimpíadas será autoafirmação para brasileiros

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva está confiante na escolha do Rio de Janeiro para sediar os Jogos Olímpicos de 2016. Em seu programa semanal de rádio, Café com o Presidente, ele disse que o Brasil tem chance de ganhar a disputa, por causa da sua nova posição econômica e porque a América do Sul nunca foi sede das Olimpíadas. As outras cidades candidatas são Madri, Tóquio e Chicago.

A escolha do Rio de Janeiro, na opinião do presidente, trará mais autoestima para os brasileiros. “Para os outros países será apenas mais uma Olimpíadas. Para o Brasil, será a autoafirmação de um povo, será a autoestima de um povo à flor da pele”, destacou Lula.

Ele disse que já enviou cartas a todos presidentes de países que têm delegados no Comitê Olímpico Internacional (COI), em busca de apoio. Esta semana, Lula vai a Copenhague, na Dinamarca, onde será divulgado o nome da cidade vencedora.

FIFA quer mudar idade dos convocados para os Jogos Olímpicos

No que depender da FIFA, as seleções participantes dos Jogos Olímpicos só poderão convocar atletas que tenham até 21 anos para disputar o título do futebol. A maior entidade do futebol internacional está tentando convencer o Comitê Olímpico Internacional (COI) de que a mudança serviria para evitar reclamações dos clubes que não querem liberar os atletas porque a competição não é promovida pela FIFA. Atualmente, a idade limite é de 23 anos mais três atletas de qualquer faixa etária.

Outro motivo seria mesmo o financeiro. Como as Olimpíadas não dão lucro para a FIFA, a entidade não estaria interessada em promover o evento. Para tentar resolver o problema, o presidente da FIFA, Joseph Blatter prometeu montar uma força-tarefa que vai tentar convencer o COI da ideia.

Dado Cavalcanti tem o melhor aproveitamento dos últimos técnicos corais

Após a turbulência dos últimos anos, quando nenhum treinador conseguiu se firmar frente ao elenco, a direção do Santa Cruz parece ter encontrado uma solução caseira para resolver o problema. O treinador Dado Cavalcanti está há dez jogos comandando o time no banco de reservas e ainda não sabe o que é perder. Foram oito vitórias e dois empates, um aproveitamento de 86,6%.

Esta é a primeira vez que Dado Cavalcanti treina o time principal do Santa Cruz. Porém ele já é conhecido no Arruda, pois já comandou o time de juniores do Tricolor, onde também fez um bom trabalho. Foi durante seu trabalho que nomes como Thomas Anderson e Muller surgiram.

Apesar de todo esse trabalho, Dado não vai permanecer muito tempo no cargo. O presidente Fernando Bezerra Coelho quer que ele seja o auxiliar técnico fixo, semelhante ao que Leivinha fazia no Sport. Assim todas as vezes que um treinador deixar o clube ele assume o elenco com todo o conhecimento adquirido no dia a dia.

Sport vai tentar a liberação de Hamilton e Juan Arce dos jogos da Eliminatória

Após confirmada as convocações do volante Hamilton pela Seleção do Togo (o jogador é naturalizado togolês) e do atacante Juan Arce pela Seleção Boliviana, a direção do Sport decidiu que vai brigar para os dois serem liberados para permanecer no clube disputando a Série A do Campeonato Brasileiro.

O objetivo dos rubro-negros é fazer com que eles defendam a equipe nas partidas contra o Santos, no dia 7 de outubro, e o Goiás, no dia 12 do mesmo mês. As duas partidas são muito importantes na briga do clube contra o rebaixamento. Os jogos das Eliminatórias estão marcados para os dias 10 e 14.

O pedido do Sport pode não ser atendido pelas confederações dos dois países, pois como as partidas acontecerão em datas oficiais da FIFA, os clubes são obrigados a liberarem os jogadores. Mesmo assim o clube rubro-negro vai tentar a liberação pela conversa.

Torcida do tricolor paulista garante ingressos para jogo do Náutico

A torcida tricolor paulista promete lotar o Estádio dos Aflitos esta noite para acompanhar a partida entre Náutico e São Paulo, marcada para as 21h50. Na bilheteria interna do clube, aberta às 8h, os ingressos de estudantes para a torcida visitante estão esgotados e já foram vendidas 300 entradas para a arquibancada.

Já os torcedores do alvirrubro pernambucano ainda não se mobilizaram para garantir a presença na partida. Até o momento foram vendidos 200 ingressos para arquibancada e 17 para estudantes.

Partida - Com uma formação mais ofensiva e uma dupla de ataque formada pelos velocistas Carlinhos Bala e Bruno Mineiro, o Náutico quer reeditar os melhores dias do tempo em que Gilmar ainda fazia parte do grupo e vencer o São Paulo, hoje, às 21h50, nos Aflitos. Os três pontos diante do Tricolor - que está cinco pontos atrás do líder Palmeiras e ainda sonha com o título - serão fundamentais para que o Timbu, que perdeu para o Coritiba, na rodada passada, se afaste um pouquinho da zona de rebaixamento da competição, em jogo isolado válido pela 27ª rodada.

Atualmente na 16º colocação, com 26 pontos, o Alvirrubro, que bateu o time paulista no Recife nos Brasileirões de 2007 e 2008 e não vence há quatro rodadas, está com apenas um a mais que Botafogo e Santo André e três a mais que o penúltimo colocado Sport.

Porém, não é só no ataque que a equipe sofreu alteração como a entrada de Bruno Mineiro em lugar de Tuta. No meio-campo, Geninho optou por colocar apenas o volante Derley (Nilson acabou barrado) e Ailton e Irênio serão os responsáveis pela ligação com o ataque. "Com dois meias, a intenção é fazer com que a bola chegue com mais qualidade em nossos atacantes", disse Geninho, explicando porque voltou a optar por um ataque mais velocista. "Na nossa última vitória contra o Atlético-PR (jogo da despedida de Gilmar que foi para o Guingamp, da França) jogamos desta forma. Com a chegada de jogadores rápidos como Bruno Mineiro e Elton poderemos voltar a jogar assim e é isso que vamos colocar em prática. Além disso, acho que Tuta ainda não está no pique ideal".

Mas as mudanças não pararam por aí. Nas laterais, Patrick e Michel voltam a ganhar a condição de titulares. O primeiro vai ocupar a lacuna aberta pela ida de Aílton para a meia. Já o segundo mandou Anderson Santana, que teve uma atuação fraca na partida com o Coritiba, de volta para a reserva. "É muito bom que a gente tenha um jogador de qualidade brigando pela posição para que não haja acomodação. Realmente não fiz um bom jogo na partida com o Atlético Mineiro, perdi a posição, mas felizmente estou de volta e pronto para dar o melhor pelo Náutico", frisou Michel, afirmando que o grupo vai voltar a ter a velha pegada que fez o Timbu bater adversários como Corinthians e Goiás. "Quando saímos da zona de rebaixamento a pegada caiu um pouco e conversamos para retomá-la".

Ainda na defesa, o zagueiro Vagner foi mantido entre os titulares, desta vez em lugar de Asprilla, suspenso pelo terceiro amarelo. Já o zagueiro Cláudio Luiz, que cumpriu suspensão pelo terceiro amarelo e foi substituído por Vagner na rodada passada, volta a ser titular. Márcio completa o trio de zagueiros.

Náutico

Glédson; Vagner, Cláudio Luiz e Márcio; Patrick, Derley, Ailton, Irênio e Michel; Carlinhos Bala e Bruno Mineiro.
Técnico: Geninho

São Paulo

Bosco;Renato Silva, André Dias e Miranda; Jean, Richarlyson, Hernanes, Jorge Wagner e Junior Cesar; Hugo (Marlos) e Borges.
Técnico: Ricardo Gomes

Náutico com desafio de parar o São Paulo para fugir da degola

Para o Timbu, a vitória esta noite nos Aflitos é que garante a equipe longe da zona de rebaixamento sem depender de outros resultados

Precisando da vitória para se manter afastado da zona de rebaixamento, o Náutico terá pela frente o desafio de vencer o embalado time do São Paulo, às 21h50 desta quarta-feira nos Aflitos. A partida desta noite é encarada como uma decisão de opostos. O Timbu não pode nem pensar em derrota, resultado que pode empurrar a equipe de volta à zona da degola. O Tricolor paulista também, se quiser seguir na cola do Palmeiras, líder do Brasileirão.

O Náutico tem 26 pontos e está na 16ª posição, a primeira fora da zona de rebaixamento. Se perder pode ser ultrapassado por Santo André, Botafogo e Sport, e ficar entre os quatro últimos. Para piorar, o Timbu vem de quatro jogos sem vencer. No último, perdeu para o Coritiba por 2 a 0.

O São Paulo está com 45 pontos, cinco a menos que o Palmeiras, e caiu para a terceira colocação na última rodada, após o empate por 1 a 1 com o Corinthians, no domingo passado.

NÁUTICO VAI PARA O ATAQUE
Para tentar bater o São Paulo, o técnico Geninho modificou a equipe para torná-la mais ofensiva. O treinador desistiu de escalar os três atacantes Tuta, Bruno Mineiro e Carlinhos Bala. Mas a formação que entrará em campo também é ousada, com Ailton e Irênio fazendo a armação e apenas Derley como homem de contenção no meio-campo.

No ataque, Carlinhos Bala ganha um outro companheiro. Bruno Mineiro terá sua primeira chance como titular após chegar aos Aflitos na semana passada. O jogador fez sua estreia ao entrar no segundo tempo contra o Coritiba.

O setor defensivo também terá três mudanças. O zagueiro Cláudio Luiz volta ao time no lugar de Asprilla, que recebeu o terceiro amarelo contra o Coritiba. Patrick e Michel voltam às laterais. Assim, Nilson e Anderson Santana perdem o posto de titulares.

Como as duas equipes precisam da vitória, o zagueiro Vagner, que segue entre os titulares, acredita que o São Paulo também vai partir para cima do Náutico, abrindo a possibilidade de contra-ataques.

“Eles vão ter que se abrir um pouco mais. Se querem o resultado positivo, não tem como ficar lá atrás e isso favorece para gente ter o contra-ataque. É a hora de pontuar e nada como jogar em casa com a ajuda do torcedor para conseguir essa vitória – disse.

SÃO PAULO COM TRÊS DESFALQUES
O técnico são-paulino, Ricardo Gomes, tem três desfalques para escalar o time para esta partida. Rogério Ceni está em recuperação de um edema na coxa esquerda. Dagoberto, que recebeu o terceiro amarelo, e Washington, que foi expulso, ambos no clássico contra o Corinthians, também não jogam.

Com isso, Bosco será mantido no gol, e Hugo tem mais chances de ficar com a vaga de Dagoberto, com Marlos correndo por fora. A boa notícia para o treinador é que Richarlyson está recuperado das dores no joelho esquerdo. Ele não foi a campo nesta terça por prevenção, mas está confirmado.

Apesar da disparidade na tabela, Ricardo Gomes prevê um jogo muito complicado para o visitante. “A briga na parte de baixo da tabela é duríssima e a diferença de pontos entre os times não é enorme. O Náutico tem um jogo em casa de extrema importância, e por isso esperamos muita dificuldade, mas não vamos mudar nossa maneira de jogar, vamos tentar os três pontos e para isso observamos o adversário. Vimos como ele se comporta em casa, como se reforçou, entre outros detalhes”, explicou o treinador.

Keila e Jessé se apresentarão hoje

Keila Costa e Jessé Farias de Lima, atletas de elite de Pernambuco, vão virar sargentos temporários das Forças Armadas do País. Eles não terão responsabilidades administrativas, tampouco irão dar ordens em soldados ou recrutas. O recordista brasileiro do salto em altura e a medalhista de prata por duas vezes nos últimos Jogos Pan-Americanos (Rio-2007) se apresentarão, hoje, no quartel do bairro da Urca, no Rio de Janeiro, para integrar a equipe do Exército Brasileiro, que está formando um plantel com competidores do mais alto nível técnico para disputar, daqui a dois anos, a quinta edição dos Jogos Mundiais Militares, que acontecerão na Cidade Maravilhosa.

Os atletas, que defendem as cores da Rede Atletismo, de Bragança Paulista, interior de São Paulo, não devem encontrar problemas para conciliar o tempo que vão dedicar à equipe paulista e às Forças Armadas, já que o calendário do Exército não é muito comprido e não vai exigir, a priori, que eles participem de muitas competições durante esta temporada. Depois de se apresentarem, os dois pernambucanos só terão que voltar ao quartel carioca no mês de novembro, quando começa a fase preparatória para o Mundial.

Jessé já se encontra no Rio de Janeiro, onde passa férias com a namorada. Keila esteve até ontem no Recife curtindo o período de folga ao lado da sua família, mas, hoje, embarca para a capital fluminense. Segundo ela, a sua convocação para o escrete militar foi um orgulho. “Quando me chamaram, não pensei duas vezes. Defender o Brasil é sempre muito bom”, afirmou.

Antes de Keila e Jessé, os também esportistas de Pernambuco Larissa Lellys, Yane Marques (do pentatlo moderno), Cecília Frej (tiro esportivo), Paula Baracho, Paulo Henrique Pontes e Gustavo Guimarães Fortuna (da natação) já haviam se integrado ao Exército do Brasil para competir pela instituição.

Chamusca corre risco de suspensão

Se a cada rodada o técnico Péricles Chamusca vem quebrando a cabeça para definir os 11 jogadores que começam as partidas por causa de suspensões, agora quem pode ficar de fora é ele próprio. O comandante rubro-negro, que foi expulso pelo árbitro Paulo César de Oliveira na derrota por 1x0 para Atlético/PR, foi denunciado com base no artigo 188 (manifestar-se de forma desrespeitosa contra árbitro ou auxiliar em razão de suas atribuições, ou ameaçá-los) do CBJD e será julgado hoje à noite, podendo pegar entre 30 e 180 dias de suspensão. Caso seja punido com a pena máxima, Chamusca não comandaria mais o Sport no banco de reservas neste Brasileirão.

Ele foi expulso ainda na primeira etapa da partida, ao questionar Paulo César de Oliveira em um suposto pênalti cometido sobre o lateral-esquerdo Fininho. O árbitro relatou na súmula que excluiu o técnico “por ter ultrapassado os limites da área técnica e protestado deliberadamente, levantando os braços e desferindo soco no ar”. Oliveira ainda escreveu que foi informado pelo quatro árbitro Marcos Daniel de Camargo que Chamusca proferiu palavrões.


“Na forma que está relatado na súmula, o juiz sequer viu a reclamação do Chamusca, não há fatos para caracterizar punição. Ele diz que foi alertado pelo quarto árbitro da reclamação do treinador. Nós vamos tentar desqualificar a denúncia, que no meu ponto de vista, não cabe suspensão”, disse o advogado do Sport Taciano Domingues.


Convocações


O técnico Péricles Chamusca poderá ter dois desfalques na próxima semana por causa das Eliminatórias para a Copa do Mundo da África do Sul em 2010. E não se trata de nenhum atleta chamado para integrar o elenco da Seleção Brasileira. O volante Hamilton, naturalizado togolês, e o atacante Arce foram convocados para defender Togo e Bolívia, respectivamente. A informação foi confirmada pelo vice-presidente de futebol rubro-negro Augusto Carreras, que disse ter recebido uma documentação da CBF solicitando a liberação dos dois. Caso se apresentem, os dois jogadores poderão desfalcar o Sport nos confrontos diante do Santos e do Goiás. Os dirigentes leoninos, entretanto, tentarão adiar ao máximo a apresentação dos atletas.

Equipes voltam a se enfrentar


Vera Cruz e Santa Cruz jogam hoje, no Carneirão, em Vitória de Santo Antão

A goleada de 5x0 aplicada no último domingo, contra o Vera Cruz, no Arruda, serviu para mostrar que o empate sem gols diante do União Bandeirantes foi apenas um acidente de percurso, causado, principalmente, pelo campo de jogo em Catende. Hoje, às 20h, o Santa Cruz enfrenta o time de Vitória de Santo Antão pela segunda vez consecutiva, agora no Carneirão, casa do adversário. O Mais Querido tem mais uma oportunidade para demonstrar que sobra tecnicamente com relação aos adversários do grupo B da Copa Pernambuco, o qual lidera com sete pontos conquistados, além de sete gols marcados e nenhum sofrido.

Obviamente, a equipe coral não espera encontrar nenhum tapete no Carneirão. Porém, também não acredita que vai ter pela frente algo tão traumatizante quanto o gramado do Estádio Luiz XIII, em Catende. “Sabemos que vamos encontrar um campo menor, com um gramado que não tem tanta qualidade quanto o do Arruda, mas não é como o estádio de Catende”, afirmou o treinador interino do clube, Dado Cavalcanti. “Vamos ter condições de colocar a bola no chão e colocar em prática o nosso futebol”, completou.

Quem está rindo à toa, louco para entrar em campo, é o atacante Gaúcho. Motivado após a estreia arrasadora, quando marcou quatro dos cinco gols corais na partida, o jogador acredita que vai ser difícil repetir a dose, mas vai lutar para ter mais um bom desempenho com a camisa coral. “Não é fácil fazer quatro gols em um único jogo. Com certeza eu quero balançar as redes, e novamente ter um bom desempenho, mas sem afobação. O importante é ajudar o time a conquistar uma nova vitória”, disse.

VERA CRUZ

A equipe do técnico Caio Simões busca a revanche na noite de hoje. Para o treinador, o fator casa pode ser fundamental para modificar o panorama do confronto. “Estamos jogando em casa, portanto nós temos que correr mais, a superação é muito importante nesse momento”, declarou. Além da mudança na postura dos atletas, Simões também pode mexer em algumas peças, e até mesmo no esquema tático. “Podemos manter o 3-6-1 que foi utilizado no Arruda ou partir para o 3-5-2, com mais um atacante. Temos também uma dúvida no ataque, pois o Douglas levou uma cotovelada e, se sentir dores, pode dar lugar ao Dal”, explicou.

Vera Cruz

Léo; Vitor, Éverton e Pio; Juninho, Rodrigo, Diego (Washington), Kaká (Junior Silva), Misael e Douglas; Douglas (Dal)

Técnico: Caio Simões

Santa Cruz

Fernando Henrique; Gilberto Matuto, Franque, Alex Xavier e Jefferson; Anderson, Léo, Miller e Elvis; Thomas Anderson e Gaúcho

Técnico: Dado Cavalcanti

Local: Carneirão (Vitória de Santo Antão)

Horário: 20h

Árbitro: Antônio André

Assistentes: Não divulgados (Liga Local)

Lula vai apostar em um discurso emocionante

Entre outras coisas, ele vai ressaltar um Brasil moderno

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva fechou ontem, antes de embarcar para Copenhague, na Dinamarca, o discurso que fará na defesa da candidatura do Rio para sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Na apresentação de cerca de cinco minutos, prevista para acontecer antes da eleição de sexta-feira, ele fará um apelo emocional e, ao mesmo tempo, ressaltará um Brasil “moderno”, que saiu da crise financeira antes de outras nações importantes e está pronto para realizar pela primeira vez o evento na América do Sul.

No dia da eleição, cada cidade terá 1 hora e 10 minutos para fazer uma apresentação final da candidatura. O Rio será a terceira da lista, depois de Chicago e Tóquio, mas antes de Madri. A participação brasileira está prevista para começar às 7h05 (de Brasília), sendo que Lula será responsável pelo discurso de encerramento. Antes disso, porém, o presidente terá, já a partir de hoje, uma série de encontros com membros do COI para pedir votos no pleito.

Assessores do governo brasileiro minimizaram os possíveis impactos da decisão do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, de comparecer a Copenhague para defender a candidatura de Chicago. Na tarde de ontem, o porta-voz da Presidência, Marcelo Baumbach, observou que Lula está há “dois anos” engajado na defesa do Rio.

Marcelo Baumbach lembrou que, no ano passado, o presidente brasileiro esteve na abertura da Olimpíada de Pequim, visitou o canteiro de obras do parque olímpico dos Jogos de Londres-2012 e acompanhou a comissão técnica do COI na visita ao Rio. “O Brasil e a cidade do Rio estão prontos para receber os Jogos de 2016”, disse o porta-voz. “O País vive excelente momento econômico e representa a América do Sul, com seus quase 400 milhões de habitantes e seu desejo de realizar pela primeira vez os Jogos”.

Um auxiliar de Lula contou que o presidente aproveitou suas viagens ao exterior para pedir votos a integrantes do COI. Em visita a Roma, no ano passado, ele conversou com três dos quatro italianos que participam do colégio eleitoral da entidade. Na comitiva do presidente Lula estão os ministros Orlando Silva (Esporte), Tarso Genro (Justiça), Franklin Martins (Comunicação Social) e Luiz Barreto (Turismo), além do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles. Hoje, já em Copenhague, Lula participará de jantar com o governador do Rio, Sérgio Cabral, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, e membros do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). Amanhã, ele também estará no almoço oferecido pela rainha da Dinamarca, Margareth II, a dirigentes esportivos e políticos.

Paulo Coelho

Em uma tática para conseguir votos na eleição de sexta-feira, a comitiva brasileira promove hoje um jantar do escritor Paulo Coelho com as esposas dos membros do Comitê Olímpico Internacional (COI). O encontro, mantido em total sigilo, ocorrerá em um elegante restaurante de Copenhague. Enquanto isso, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, e o ex-presidente da Fifa, João Havelange, já receberam ontem, do outro lado da cidade dinamarquesa, alguns dos mais poderosos eleitores no pleito da sede da Olimpíada de 2016.

A pacata cidade dinamarquesa se transformou ontem em um grande campo de lobby. Paulo Coelho ficará encarregado de mostrar às esposas dos membros do COI uma dimensão nova do Rio e do Brasil. Mas a busca por votos envolveu todos os tipos de estratégias. Chicago, por exemplo, organizou sessões de jazz para alguns dos eleitores. Enquanto Madri e Tóquio, as outras duas candidatas, também adotaram suas táticas para conseguir a vitória na eleição de sexta-feira. “Esse é o campo de jogo. Adoro essa adrenalina”, disse o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, ao falar sobre o lobby feito pelas quatro candidatas nos dias que antecedem a eleição. “Temos um dos planos mais completos de uma cidade na fase de candidatura da história”, completou o dirigente, empolgado com a chance de vitória.

Candidatas estão em clima de guerra

Na reta final de campanha para a eleição da sede da Olimpíada de 2016, as candidatas abandonam a diplomacia e abrem guerra. Dentro desse clima, o Rio se queixou ao Comitê Olímpico Internacional (COI) sobre as declarações do prefeito de Chicago, Richard Daley, que disse que a cidade brasileira não teria como sediar os Jogos. Os norte-americanos, por sua vez, já ameaçaram partir para o contra-ataque.

Na sexta-feira, o COI escolherá a sede dos Jogos Olímpicos de 2016, na eleição que está sendo considerada a mais acirrada da história. Chicago, Rio, Tóquio e Madri estão no páreo. E, pelas regras da entidade, uma cidade está proibida de criticar a outra publicamente, podendo falar apenas de sua própria candidatura. Mas os brasileiros acusaram os norte-americanos de terem passado dos limites.

O problema teria sido uma entrevista dada pelo prefeito de Chicago ao jornal norte-americano “Chicago Tribune” no dia 22 de setembro. Para Richard Daley, a Copa do Mundo no Brasil, em 2014, afetaria as chances do Rio na disputa da sede olímpica de 2016 e seria positiva para Chicago. Na ocasião, ele colocou em dúvida a capacidade da cidade brasileira de realizar os dois eventos em tão curto espaço de tempo.

O presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, evitou o quanto pôde dar esclarecimentos da queixa apresentada contra Chicago. Para ele, caberia ao Comitê de Ética do COI dar uma resposta sobre o assunto. “São eles que precisam dizer algo”, afirmou o dirigente. Mas Leonardo Gryner, diretor de marketing da candidatura brasileira, confirmou a realização do protesto.

O porta-voz do COI, Mark Adams, revelou que um processo formal sobre o caso não foi iniciado e deu indicações que a entidade não levaria o tema adiante para evitar contaminar a eleição. Mesmo assim, ele pediu calma aos envolvidos. “Em momentos como esse, cidades são muito emotivas em relação às suas candidaturas. Mas lembramos a todos que, com dois dias para a votação, simplesmente pedimos a todos que se limitem em seus comentários que possam ser críticos”, apelou.

“Eu não disse nada disso”, rebateu Richard Daley, ontem, durante entrevista coletiva em Copenhague, quando foi perguntado sobre as críticas que teria feito ao Rio. O chefe do comitê de candidatura de Chicago, Pat Ryan, chegou a ameaçar um contra-ataque, dizendo ter motivos para abrir um processo contra a campanha brasileira. “Mas optamos por não seguir esse caminho”, disse.

Organizadores cometem gafe com Pelé

O evento seria para promover a paz e a integração de estrangeiros na cada vez mais intolerante Europa. E o convidado de honra era Pelé. Mas, por um erro da organização, a trilha sonora foi o grito de torcidas organizadas brasileiras promovendo a violência.

Ontem, Pelé foi prestigiar um jogo de futebol de rua nos arredores de Copenhague. O local é financiado pela Unesco e reúne garotos africanos e árabes que vivem na Dinamarca. O ex-jogador brasileiro tirou fotos, foi aplaudido e se emocionou. Mas quando a partida começou, os alto-falantes da quadra começaram a tocar uma música brasileira. Sem conhecer a letra, os organizadores dinamarqueses escolheram uma canção baseada no grito de guerra da torcida organizada do São Paulo: “Sou Independente, eu sou. Vou dar porrada, eu vou. E nem a PM vai me segurar”.

Ao terminar a partida, Pelé falou com mais de cem jornalistas que foram ouvi-lo no evento e garantiu que o Brasil tem condições políticas e econômicas para organizar a Olimpíada de 2016 - ele está em Copenhague como membro da comitiva do Rio para a eleição do Comitê Olímpico Internacional (COI) na sexta-feira.

Assim como tinha feito no dia anterior, Pelé minimizou a importância da presença do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, na eleição em Copenhague. “A gente não compete com Obama. Nós competimos contra Madri, Tóquio e Chicago”, enfatizou o ex-jogador.

Náutico encara primeira “pedreira”

Timbu inicia hoje, contra o São Paulo, uma série de três confrontos complicados

Recheado de mudanças e de cobranças, o Náutico tem uma missão duríssima hoje, às 21h50, no estádio dos Aflitos, contra o São Paulo. Na verdade, essa será a primeira de uma série de três “pedreiras” que a equipe terá pela frente. Depois do Tricolor, o Timbu enfrenta Internacional e Palmeiras - todos times que brigam pela ponta da tabela. Por outro lado, o Alvirrubro briga contra o rebaixamento e precisa dos pontos para se manter na elite. Atualmente, o clube da Rosa e Silva, há quatro jogos sem vencer, está à beira da zona de queda, com 26 pontos, um a menos que o 17° colocado, o Santo André.

Bastante insatisfeito com o desempenho da equipe na derrota para o Coritiba, no último domingo, quando deixou o campo declarando que estava “decepcionado com o time”, o treinador Geninho confirmou a equipe titular após o coletivo de ontem à tarde e resolveu promover quatro alterações. A primeira delas é por força maior, já que o zagueiro Asprilla tomou o terceiro cartão amarelo contra o Coxa e cumpre suspensão automática, cedendo lugar para Cláudio Luiz, que retorna após cumprir suspensão.

A segunda e mais significativa alteração será no ataque. Após uma estreia apagada, o veterano Tuta ficará como opção no banco de reservas. No seu lugar, o atacante Bruno Mineiro será o encarregado de preencher o lugar deixado pelo artilheiro Gilmar. Mineiro foi acionado no segundo tempo contra o Coritiba e agradou, dando maior velocidade ao ataque e ainda criando a melhor oportunidade de gol dos pernambucanos no jogo. “O Tuta ainda precisa ganhar mais ritmo, apesar de estar bem fisicamente. Já o Bruno vinha jogando no América/MG, e optei por ter um ataque mais veloz contra o São Paulo, que tem um excelente sistema defensivo. Na minha opinião, não dará muito resultado colocar um centroavante mais fixo na área desde o início do jogo”, explicou Geninho.

Ainda buscando entrosamento com os companheiros, o novo parceiro de Carlinhos Bala no ataque era só felicidade com a chance de fazer sua estreia como titular diante da torcida alvirrubra. “A movimentação de hoje (ontem) foi muito boa. Aos poucos vou conhecendo como cada um gosta de jogar, mas tenho certeza de que, já neste jogo contra o São Paulo, iremos conseguir nossa reabilitação”, comentou Bruno Mineiro.

As outras duas alterações são nas alas. Na direita, Patrick está de volta (o meia Aílton fez a função no jogo passado). Já na esquerda, Michel retoma a vaga, após a fraca atuação de Anderson Santana diante dos paranaenses. Em relação ao argentino Mariano Torres, que vem treinando muito bem e já arranca elogios dos torcedores, Geninho foi cauteloso. “Ele chegou e já mostrou que é um jogador de qualidade. Vou levá-lo como opção no banco de reservas e, claro, que tem a possibilidade dele estrear”, revelou.

Matemática de Geninho é simples

Como sempre acontece com a proximidade da reta final do Brasileirão, os “matemáticos” de plantão e suas calculadoras começam a entrar em ação para os mesmos fatores, porém, para produtos finais diferentes. E com o Náutico não é diferente. Não se mostrando muito confortável em falar sobre metas estipuladas, o técnico Geninho preferiu se prender ao cálculo simples feito para este jogo contra o São Paulo. “Eu só digo que precisamos dos três pontos para seguirmos o planejamento traçado, que é se manter fora da zona de rebaixamento. Fora isso, não gosto muito de ficar projetando cálculos”, comentou o comandante alvirrubro.

Para o treinador, ao contrário do que a maioria dos especialistas está comentando, de que apenas cinco equipes lutam contra as quatro vagas do rebaixamento, Geninho acredita que, na verdade, ainda são sete times brigando contra a degola. “Para mim são sete times. Todos os nossos concorrentes ainda terão que enfrentar essas pedreiras que vamos pegar, ou seja, uma hora todo mundo vai ter que matar ‘cachorro grande’. Por isso, temos a chance de começar a fazer isso contra o São Paulo.”

Tricolor ainda pensa no título

SÃO PAULO (Folhapress) - O São Paulo enfrenta o Náutico, hoje, com um único objetivo: recuperar-se de seus tropeços nas duas últimas partidas, contra Santo André e Corinthians, e manter-se na briga pelo título brasileiro. E, pouco mais de três meses após fazer sua estreia no clube, contra o mesmo Náutico, o técnico Ricardo Gomes volta a enfrentar o time pernambucano.

Os empates contra Santo André e Corinthians afastaram o São Paulo, com 45 pontos, do líder Palmeiras. Com os dois tropeços, o Tricolor viu outros adversários se aproximarem na tabela. Internacional e Atlético/MG estão somente um ponto atrás. “Estamos embolados com mais três ou quatro times. Por isso, nosso resultado vai ser mais importante para esses adversários do que para o Palmeiras, único que abriu uma folga”, declarou Ricardo Gomes.

Para a partida de hoje, o técnico terá que lidar com vários desfalques. O goleiro Rogério, que se recupera de um edema na coxa esquerda, será novamente substituído por Bosco. Dagoberto, titular no ataque, e Washington, seu substituto imediato, cumprirão suspensão. O volante Richarlyson, com dores no joelho esquerdo, também preocupa.

Náutico

Glédson; Vágner, Cláudio Luiz e Márcio; Patrick, Derley, Aílton, Irênio e Michel; Carlinhos Bala e Bruno Mineiro

Técnico: Geninho


São Paulo

Bosco; Renato Silva, André Dias e Miranda; Jean, Richarlyson, Hernanes, Jorge Wagner e Junior Cesar; Borges e Hugo (Marlos)

Técnico: Ricardo Gomes

Local: Estádio dos Aflitos

Horário: 21h50

Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento/AL

Assistentes: Hilton Moutinho Rodrigues (Fifa/RJ) e Otávio Corrêa Neto (AL)

Ingressos: R$ 30 (inteira) e R4 15 (meia-entrada)

terça-feira, setembro 29, 2009

ELES ESTARÃO NA COBERTURA DA FESTA

Está chegando a hora

DIA 3 DE OUTUBRO NO CLUBE YPIRANHA
Reservas de mesas: 9229-4478

As empresas de comunicação abaixo, confirmaram cobertura ao evento de festa de lançamento do livro YPIRANGA, MEMÓRIAS DE UMA PAIXÃO EM AZUL E BRANCO, que acontecerá no dia 3 de outubro clube Ypiranga. Aguardamos mais confirmações na festa que entrará para a história.













FESTA DO LANÇAMENTO DO LIVRO


A rede Farol confirmou presença na cobertura da festa de lançamento do livro Ypiranga: memórias de Uma Paixão em Azul e Branco, de Marcondes Moreno, no dia 3 de outubro àsa 21hjs na área social da piscina do clube.

VAMOS LÁ TORCIDA ALVIRRUBRA!

R$ 130,00 (Ida e Volta)

O NÁUTICO PRECISA DE VOCÊ! NÃO PERCA A OPORTUNIDADE DE PARTICIPAR DA MAIOR INVASÃO ALVIRRUBRA A SALVADOR-BA!

CARAVANA ALVIRRUBRA DA MAIOR COMUNIDADE ALVIRRUBRA DO BRASIL

SALVADOR-BA - CNC X VITÓRIA

BUS 01 [50 LUGARES]AR - WC - SOM - 02 Motoristas

Vitória X Náutico + Tour em Salvador-BA

Estádio Barradão
Dom, 18/10/2009 16:00 Hs

Local da Saída: Clube Náutico Capibaribe
Sáida: Sab, 17/10/2009 20:00
Retorno: Após o Jogo

BUS 02 [46 LUGARES]AR - WC - SOM - 02 Motoristas

Vitória X Náutico + Tour em Salvador-BA

Estádio Barradão
Dom, 18/10/2009 16:00 Hs

Local da Saída: Clube Náutico Capibaribe
Sáida: Sab, 17/10/2009 20:00
Retorno: Após o Jogo

Como Reservar sua Vaga?

Mande um E-mail para e-mail: caravanaalvirrubra@hotmail.com , Contendo as seguintes informações

NOME COMPLETO:
E-mail:
Telefone:
cel:

Maiores Informações:

81 9124-5379 81 9124-5379
81 8723-4120 81 8723-4120

IZAIAS JÚNIOR

Perfil no orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Profile.asp x?rl=mp&uid=2609098263623951839
Tópico na comunidade: http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs.aspx?cmm=57353&tid=5373596509337268156

OBS:
1- Para mais de uma reserva mandar informações de cada reserva.
2- O Valor será de R$ 130,00 (ida e volta)
3- A reserva só será confirmada após o pagamento que deverá ser feito até o dia 12/10/2009.
4- Toda e qualquer reserva deverá ser feita pelo e-mail.

Sem mais Aguardo as Reservas que vão encerrar no dia 05/10/2009 (SE SOBRAREM VAGAS)

Vamos invadir Salvador e Mostrar nossa força para todo o Brasil!

CNC Até o fim!

Sport treina com ânimo renovado para enfrentar o Grêmio

Depois da vitória contra o Santo André no último domingo, time se diz aliviado e confiante na conquista dos três pontos que podem tirar o Leão da zona de rebaixamento

O Sport está de ânimo renovado depois da vitória contra o Santo André no último domingo (27). A equipe agora quer levantar a cabeça e encarar o próximo desafio: o Grêmio, no próximo domingo (4), em Porto Alegre.

O meio-campo Luciano Henrique resume a sensação na Ilha do Retiro. “Me sinto aliviado”. O placar de 2 a 1 em cima do Santo André não apenas aliviou os jogadores rubro-negros, como trouxe mais alegria. "Renovar os ânimos e ter a semana inteira para trabalhar com alegria, para pensar no Grêmio", comentou o lateral Moacir.

Enfrentar o Tricolor gaúcho não será fácil, ainda mais porque o Sport não venceu fora de casa neste Brasileirão. Mas Luciano Henrique diz que prefere jogos duros como o que está por vir. “Eu gosto desses jogos decisivos, sempre que o Sport precisou em jogos decisivos meu futebol cresceu, espero crescer cada vez mais e ajudar", comentou o meio-campo.

O Leão tem uma motivação a mais para a partida, já que os três pontos em caso de vitória podem tirar o Sport da zona do rebaixamento. Para isso, a equipe rubro-negra além de vencer terá que torcer contra o Náutico, Santo André e Botafogo, que estão logo acima na tabela. "Não tem jogo fácil não, eles vão vir abertos e a gente tem que matar as chances que tiver", diz o atacante Vandinho.

Náutico com três atacantes diante do São Paulo

Geninho deve armar a equipe com Bruno Mineiro, Tuta e Carlinhos Bala atuando como um ala pela direita

Sem vencer a quatro jogos e precisando do resultado para se manter fora da zona de rebaixamento, o Náutico deve partir para cima do São Paulo com três atacantes. A partida será às 21h50 desta quarta-feira nos Aflitos. O técnico Geninho deve escalar o time com Tuta, Bruno Mineiro e Carlinhos Bala.

Com a formação, Bala faria o papel de ala, enquanto Tuta e Bruno Mineiro jogariam mais adiantados. O esquema foi usado na partida contra o Coritiba, mas ao invés de um atacante, o treinador escalou Ailton, que não esteve bem e acabou substituído. Uma outra possibilidade é o retorno de Patrick, lateral de origem.

Uma outra mudança é na zaga. Cláudio Luiz, que volta de suspensão, será o substituto de Asprilla, punido com o terceiro cartão amarelo. O restante da equipe deve ser a mesma que atuou no domingo: Glédson, Vagner, Cláudio Luiz e Márcio; Carlinhos Bala, Nilson, Derley, Irênio e Anderson Santana; Bruno Mineiro e Tuta.

REGULARIZADO
O meio-campo argentino Mariano Torres teve o nome publicado no Boletim Informativo Diário da CBF e fica à disposição de Geninho para a partida. A regularização do jogador deveria ter saído na sexta-feira, mas acabou sendo adiada por conta de um problema técnico no sistema da CBF.

Santa definido para jogo contra o Vera Cruz

Dado Cavalcanti fará apenas uma mudança na equipe por conta da lesão de Gonçalves

O Santa Cruz está praticamente definido para enfrentar o Vera Cruz, às 20h desta quarta-feira no Estádio Carneirão, em Vitória de Santo Antão, zona da mata do Estado. A partida é válida pela quarta rodada da Copa Pernambuco.

Para a partida, a única baixa que o técnico Dado Cavalcanti terá é na zaga. Gonçalves foi vetado pelo departamento médico após a constatação de uma lesão na coxa. Franque será o substituto.

Está será a única modificação na equipe que vem atuando. "Quero manter o time e só vou mexer na zaga por ordem médica. O Franque entrou bem no último jogo e devo manter ele”, disse ao site CoralNet.

O Santa lidera o grupo B com 7 pontos, três a mais que a Cabense, segundo colocado. O Vera Cruz, próximo adversário, tem 3 pontos, enquanto o lanterna SEUB tem 2 pontos.

PERNAMBUCANO 2010 - Definida a fórmula de disputa do campeonato

O campeonato começa no dia 13 de Janeiro e termina no dia 04 de Maio.

O vice-presidente da federação Pernambucana de futebol, José Joaquim, em entrevista ao repórter, Edvaldo Magalhães da Rádio Liberdade de Caruaru disse que a fórmula do campeonato Pernambucano de 2010 está definida.

Será de pontos corridos, com os quatro primeiros colocados de cada turno se classificando para as semifinais, isso quer dizer que cada turno terá sua decisão.

O campeonato começa no dia 13 de Janeiro e termina no dia 04 de Maio.

Agora, menos de um ano depois da alteração, a FPF confirma a proposta de alteração. Algo que estaria ferindo o Estatuto do Torcedor.

As explicações da FPF sobre o Pernambucano 2010

Quem não lembra da confusão que foi a mudança do regulamento do Campeonato Pernambucano de 2009?

Na verdade, tudo começou no ano passado, quando a FPF fez um regulamento em que as equipes eram divididas em grupos e que desvalorizou os clássicos.

Como a competição foi um fiasco, a FPF resolveu fazer a mudança. E, para isso, precisou fazer uma consulta ao Juizado do Torcedor, que orientou: a mudança só poderia ser feita se houvesse unanimidade entre os participantes.

E assim foi feita.

Agora, menos de um ano depois da alteração, a FPF confirma a proposta de alteração. Algo que estaria ferindo o Estatuto do Torcedor.

O vice-presidente técnico da FPF, José Joaquim, no entanto, garante que não haverá problemas.

"Não vou fazer algo e deixar lastros. Consultamos o Juizado do Torcedor para isso. A mudança deste ano foi um caso à parte, que precisou ser decidido na Justiça. Portanto, estamos nos baseando no fato que o último regulamento foi o de 2008 e, portanto, poderemos fazer a mudança", disse o dirigente.

Por outro lado, o juiz do Juizado do Torcedor, Aílton Alfredo, declarou, em entrevista ao Blog do Torcedor, que não sabia dessa possível alteração. "Passei 15 dias na Europa e cheguei no domingo. Não fui comunicado. Não houve uma consulta formal e nem informal. Vamos aguardar".

Fonte: Giro dos Esportes

CENTRAL - Time praticamente definido para encarar o Carpinense nesta quarta em Carpina pela Copa PE

O atacante Gil que marcou dois gols contra o próprio Carpinense no último Domingo no Lacerdão ganhou a preferência do técnico Reginaldo Sousa e será titular.

Foi realizado na manhã desta terça-feira no Lacerdão o coletivo que praticamente definiu a equipe do Central Sport Club que enfrenta o Carpinense nesta quarta-feira pela 4º rodada da Copa Pernambuco.

O jogo está marcado para as 20h no estádio Paulo Petribu em Carpina, na zona da mata Pernambucana.

O atacante Gil que marcou dois gols contra o próprio Carpinense no último Domingo no Lacerdão ganhou a preferência do técnico Reginaldo Sousa e será titular.

No meio de campo, Pablo Miranda deve herdar a vaga do prata da casa, Fernando Pires.

Com isso, o time que deverá entrar em campo nesta quarta-feira em Carpina será:

Elias; Ely, Sidney, Paiva e Edson Leite; Elton, Pablo Miranda, Ione e Claudinho; Peixinho e Gil.

No decorrer do coletivo, o técnico Reginaldo Sousa colocou o lateral prata de casa, Joel, no lugar de Edson Leite, e jovem valor treinou bem, mas Edson Leite deverá continuar como titular.

Agora a tarde aconteceu o tradicional recreativo, seguido de um treino tático com cruzamentos para a área, melhorando o posicionamento da defesa e o aproveitamento do ataque, conforme fotos.

A viagem para a cidade de Carpina acontecerá amanhã na parte da tarde em ônibus especial da Rodoviária Caruaruense.

Federação Pernambucana divulga árbitro que vai dirigir o jogo de amanhã a noite em Carpina.

JOGO: CARPINENSE X CENTRAL
DIA: 30.09.2009 (QUARTA-FEIRA) HORÁRIO: 20h CATEGORIA: Amador
ESTÁDIO: Paulo Petribu Cidade: Carpina
ÁRBITRO: Giorgio Wilton
ASSISTENTE N.º 1: Liga Local
ASSISTENTE N.º 2: Liga Local