sábado, agosto 29, 2009

Wanessa Mattos, do Sport, vence o concurso Musa do Brasileirão


Na última votação do dia, morena supera Siara Pacheco, do Corinthians A representante do Sport, Wanessa Mattos, venceu neste sábado o concurso Musa do Brasileirão. Na votação decisiva, a morena de 22 anos derrotou Siara Pacheco, do Corinthians, com 55% da preferência popular. Thalita Wagner, do Santos e Lucilene Ceatano, do Goiás, também participaram da final da disputa, realizada em parceria entre GLOBOESPORTE.COM, Esporte Espetacular e Caldeirão do Huck.


Wanessa Mattos, do Sport, superou três rivais na final e foi coroada a Musa do Brasileirão 2009

O programa começou com as musas desfilando pelo palco em trajes de carnaval. Na primeira eliminação do dia, Lucilene Cateano teve apenas 16% dos votos e deixou a briga pelo título.

As três concorrentes que sobraram disputaram a prova do bambolê virtual. Siara conseguiu a maior pontuação e garantiu vaga na finalíssima. Wanessa e Thalita então foram para a repescagem, e a musa do Peixe teve a maior votação para sair: 53%.

A disputa ficou então entre Siara e Wanessa. Antes do resultado, porém, uma surpresa no palco do Caldeirão. A apresentadora Angélica entrou com uma faixa escrita "Musa do Huck F.C." e parabenizou o marido, Luciano Huck, que faz aniversário no próximo dia 3.

De volta ao concurso, a banda mineira Skank animou a plateia no estúdio do Projac, enquanto as representantes de Corinthians e Sport desfilavam com trajes de gala. Quando chegou a hora decisiva, Luciano Huck abriu o envelope e anunciou o resultado: 55% dos votos para Wanessa, que recebeu a faixa de campeã da vencedora de 2008, Ariane Gonzalez (Palmeiras).

- Queria agradecer o apoio de todos. Afinal, foram vocês que me elegeram. Estou muito feliz! Não sei nem o que falar - disse Wanessa, bastante emocionada.

Jogadoras francesas tiram a roupa para atrair público


A Federação Francesa de Futebol resolveu fazer uma campanha radical para aumentar o número de torcedores nos jogos da seleção feminina.

Para isso, quatro atletas posaram nuas para foto que acompanhou o seguinte slogan: “Temos que estar nuas para nos verem jogar?”.

A intenção é que cresça o interesse das pessoas no futebol feminino, principalmente no Campeonato da Europa, que começa dia 23 de agosto na Finlândia.

Sport pode anunciar a contratação do meia Paulinho a qualquer momento


O Sport pode confirmar a contratação do meia Paulinho a qualquer momento. De acordo com o vice-presidente de futebol do clube Augusto Carreras, uma reunião foi realizada nessa quinta-feira à noite para definir a contratação, mas nada ficou resolvido. Isso porque diferente do Brasil, quando um atleta é contratado com três ou quatro telefonemas, na Terra do Sol Nascente toda uma burocracia, como reuniões e troca de cartões, precisa ser feita.

Está tudo certo entre o Sport e o atleta. O problema está na liberação do jogador. Mesmo assim a expectativa é que a negociação possa ser fechada a qualquer momento.

Sobre o zagueiro Vinícius, do Bahia, Carreras foi enfático: “Esse nome nunca foi sequer citado”, afirmou.


Meia Paulinho também está próximo da Ilha do Retiro
Jogador está no Japão e sua contratação foi mais uma indicação de Péricles Chamusca.
11 Agosto 2009 8 Comentários
Além do volante Zé Antônio, mais um atleta indicado pelo técnico Péricles Chamusca está muito próximo de acertar seu ingresso no Sport Club do Recife. Trata-se do meia Paulinho, que desde 2005 atua no futebol japonês.

Paulo Antonio de Oliveira, ou simplesmente Paulinho, tem 27 anos, é meia-atacante e atualmente defende o Kyoto Purple Sanga FC, do Japão. Natural de Cuiabá/MT, Paulinho iniciou sua carreira no Atlético/MG, quando se destacou a ponto de ser convocado para as Seleções Brasileira Sub-23 e Pré-Olímpica no mesmo em 2004.

Pelo Galo ele fez 71 partidas e marcou 12 gols. Em 2005, sua primeira temporada no futebol nipônico, Paulinho foi o artilheiro da segunda divisão da J. League (Campeonato Japonês) com 22 gols.

Confira a ficha técnica daquele que pode ser o segundo reforço da 'Era Chamusca' no Leão da Ilha:

Nome: Paulo Antonio de Oliveira
Data de nascimento: 16/07/1982 (27 anos)
Naturalidade: Cuiabá/MT
Altura: 1,67m
Peso: 61 Kg
Clubes que defendeu: Atlético/MG, Al-Ahli (Arábia Saudita), Dorados de Culiacan (México) e Kyoto Purple Sanga (Japão)

Redação meuSport.com

Givanildo Oliveira próximo de acertar retorno ao Santa Cruz


Diretoria tricolor confirma contato com o treinador e espera fechar contratação ainda em setembro

A diretoria do Santa Cruz confirmou o interesse em contratar o técnico Givanildo Oliveira para comandar o time no Campeonato Pernambucano do próximo ano. De acordo com os dirigentes, o clube conversou com o treinador, que demonstrou interesse em retornar ao Arruda.

Um dos pontos que conta em favor do Santa é a vontade de Givanildo retornar ao Recife, onde mora. Atualmente, o treinador está no comando do América-MG, onde conseguiu subir com o clube para a Série B do Campeonato Brasileiro.

A intenção do Santa era contratar apenas para o Pernambucano, mas como a resposta de Givanildo Oliveira foi muito positiva, a diretoria coral já pensa em fechar com o técnico ainda no mês de setembro. Givanildo iria acompanhar o desempenho da equipe na Copa Pernambuco para começar a montar o elenco da próxima temporada.

Atualmente, o time é comandado por Dado Cavalcanti, que subiu das categorias de base. O Santa estreia na Copa Pernambuco no dia 13 de setembro contra a Cabense, no Arruda.

Chamusca muda esquema tático e reforça defesa para contra o Atlético-MG


Sport recebe mais um reforço para enfrentar o Atlético Mineiro O Sport vai enfrentar o Atlético Mineiro no próximo domingo (3), fora de casa, pela Série A do Campeonato Brasileiro. O time, que recebeu mais um reforço na última quinta (27), já está praticamente escalado. A ameaça da segunda divisão continua muito perto e o novo meio-campo da Ilha do Retiro chegou ciente das expectativas em torno da sua participação. “Tem duas hipóteses. Se o Sport cair, é um ponto negativo na sua carreira, mas se a gente tirar o Sport dessa situação, é um ponto positivo”, comentou Isael. O meio-campo que veio do Grêmio não foi a única novidade na Ilha.
Serão três zagueiros em campo, Igor, Durval e Juliano; Ciro está de volta à Ilha, mas não treinou, e o novo meio-campo Isael se prepara para sua estreia no time


Chamusca vai confirmar neste sábado o time que vai enfrentar o Atlético-MG. A vitória do último sábado (22) rendeu mais do que três pontos - trouxe mais tranquilidade também. “O espírito e a vontade foi bom. Então, esse espirito e a vontade que a gente teve contra o Vitória a gente tem que levar para o jogo fora, que contra Atlético, jogo difícil”, observa o meia Andrade.


Ciro está de volta, depois de mais uma semana de treinos com a Seleção Brasileira Sub-20. Ele fez um trabalho mais leve e não treinou nem no time titular, nem no reserva.

Arce e Wilson continuam comandando o ataque. A surpresa foi o esquema tático: com a ausência de Fabiano no meio de campo , o técnico Péricles Chamusca reforçou a defesa com três zagueiros, Igor, Durval e Juliano.

Náutico quer bater o Atlético-PR para fugir do rebaixamento


Como não foi negociado com Guingamp, da França, o atacante Gilmar pode aparecer entre os titulares, neste sábado, nos Aflitos


O Náutico tem pela frente mais um desafio para fugir da zona de rebaixamento, que pode vir nesta rodada. Para isso, o Timbu precisa vencer o Atlético-PR, às 18h30 deste sábado (29), nos Aflitos, e torcer por tropeços de Botafogo e Coritiba, ambos com 22 pontos, um a mais que a equipe alvirrubra.

O confronto é marcado pelo equilíbrio. Ao todo, Timbu e Furacão já se enfrentaram 12 vezes em campeonatos brasileiros com cinco vitórias para cada lado e dois empates. Além disso, a situação de ambos na competição é bem diferente de quando se encontraram, no primeiro turno, na Arena da Baixada.

Naquela ocasião, a equipe paranaense estava na 20ª posição, amargando a zona do rebaixamento, enquanto os pernambucanos eram vice-líderes e venceram por 3 a 2.

Neste sábado, a situação é inversa. O Náutico está na zona da degola, em 18º com 21 pontos, e o Atlético-PR está na zona da sul-americana, em 13º com 27.

A partida também marcará o reencontro de Geninho, hoje técnico do Alvirrubro, com seus ex-comandados. O treinador, que ajudou o Atlético-PR a se livrar do rebaixamento no ano passado e foi campeão paranaense neste ano, trabalhou no Furacão até a quinta rodada, pedindo demissão após a derrota para o Atlético-MG na Arena.

Gilmar é dúvida no ataque Alvirrubro

Se a situação do Náutico no campeonato não é nada boa, sem o artilheiro Gilmar pode piorar. O jogador recebeu uma proposta do Guingamp, da França, mas não acertou salários e recusou. No entanto, há uma outra proposta, do futebol holandês, e o clube seria o Groningen.

A diretoria alvirrubra acha melhor não escalá-lo, mas o técnico Geninho pediu que Gilmar concentrasse. Se a negociação não sair até este sábado, o centroavante vai para o jogo. Para completar a dor de cabeça do treinador, Anderson Santana e Anderson Lessa estão machucados.

O zagueiro Cláudio Luiz, pego no exame antidoping quando atuava pelo Brasiliense por uso de isometepteno (substância encontrada em analgésicos), está confirmado ao lado de Márcio.

Para Juliano, cada jogo para o Náutico é uma decisão. “Fizemos um pacto pela vitória. Cada partida que entrarmos em campo é uma decisão. Vamos encarar o Atlético Paranaese e buscar somar três pontos”, disse o meio-campo ao site oficial do Timbu.

Furacão tem a volta de Alex Mineiro

Recuperado de lesão, Alex Mineiro volta ao ataque do Atlético-PR, neste sábado. O jogador entrou por alguns minutos na vitória sobre o São Paulo, na Arena da Baixada, e desta vez poderá começar uma partida inteira e tentar marcar sobre a equipe de Geninho, seu comandante naquele Furacão de 2001, que conquistou o Brasileirão:

“Dentro de campo as coisas são diferentes, cada um vai procurar fazer o seu resultado. Temos condições de fazer um bom jogo e somar mais três pontos na competição. A equipe está vivendo um bom momento, está conseguindo vencer fora de casa e venceu três fora também. É ter tranquilidade e valorizar a posse de bola”, disse o centroavante ao site oficial do clube.

O técnico Antônio lopes também confirmou o jovem Wallyson como parceiro de Alex Mineiro e ele não foge da responsabilidade. “O Alex é um jogador muito experiente. Já jogamos juntos alguns jogos e sei de como ele gosta de receber a bola. E ele conversa muito durante o jogo. Fico muito feliz se tiver a oportunidade de jogar mais uma vez ao seu lado”, ressaltou o atacante.

Paulo Baier e Valencia cumprem suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo e desfalcam o time, assim como zagueiro Rhodolfo, que treinou nesta quinta-feira, recuperado de lesão muscular na coxa direita, porém a comissão técnica decidiu preservá-lo. Assim, Nei mais uma vez será improvisado na zaga.

É para vencer! Com ou sem Gilmar



Artilheiro do Náutico foi relacionado para enfrentar o Atlético Paranaense hoje
A participação de Gilmar ainda é uma incógnita


Em meio à novela mexicana que vive, que tem como mote principal a possível saída do seu maior artilheiro na temporada 2009, com 29 gols, o Náutico encara o Atlético Paranaense, hoje, às 18h30, nos Aflitos, com o único pensamento de sair da zona de rebaixamento. Com 21 pontos ganhos e ocupando a 18ª posição na classificação, o Timbu tem um grande mistério para conseguir vencer o Furacão e depender de outros resultados para deixar a zona de degola: Gilmar, joga ou não joga?

Para conquistar o seu objetivo, o Timbu terá três desfalques, sendo dois atletas suspensos e um lesionado. Em contrapartida, o time ganhou o reforço do zagueiro Cláudio Luiz, absolvido da acusação de doping, na última quarta-feira, pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Ele formará a dupla de zaga titular com Márcio Paulista, até pelo fato de os titulares Asprilla e Vágner estarem cumprindo suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo.


Aliviado, o grandalhão de 1,98 metro afirmou que o episódio do doping não foi o pior momento da sua carreira, mas sim da sua vida, admitindo ter aprendido a lição, aliás, seu segundo aprendizado desde que chegou ao Náutico, já que na sua estreia, contra o Flamengo, ele foi driblar na frente da área e acabou dando o gol de empate aos cariocas, admitindo após o jogo que isso jamais se repetiria. “Olha, driblar na frente da área e usar Neosaldina (analgésico que contém a substância isometepteno, flagrada no exame antidoping de Cláudio Luiz) nunca mais (risos). Foi o pior momento da minha vida, meus amigos e meus pais perguntando se eu tinha me drogado, foi horrível. Ficou como lição, e espero nunca mais passar por uma situação parecida. Não tem idade certa para aprender as coisas, e essas duas lições eu aprendi aqui no Náutico”, declarou Cláudio Luiz.


Sem contar com Anderson Santana, vetado pelo Departamento Médico na última quinta-feira, por conta de uma contratura na coxa, e que vinha sendo utilizado como um terceiro homem no meio-de-campo, Geninho resolveu escalar o setor da maneira mais tradicional possível, com dois volantes e dois meias. Na dupla responsável pela marcação, Nilson e Derley serão os encarregados de proteger a zaga alvirrubra e sair para o jogo quando o time estiver com a posse de bola. Com a missão de municiar o ataque, Juliano e Aílton começam a sua primeira partida atuando lado a lado.


Sem Lessa, que sentiu uma nova lesão na coxa direita e ficará cerca de dez dias longe dos gramados, Geninho deve armar a dupla de ataque com Carlinhos Bala e Acosta, com este último fazendo a sua 50ª partida com a camisa do Náutico. Como treinou separado do grupo esta semana, Gilmar deve ficar como opção no banco de reservas.


Náutico
Glédson; Patrick, Cláudio Luiz, Márcio Paulista e Michel; Nilson, Derley, Juliano e Aílton; Carlinhos Bala e Acosta
Técnico: Geninho

Atlético/PR
Gallato; Nei, Manuel e Chico; Wesley, Fransérgio (Renan), Rafael Miranda, Marcinho e Márcio Azevedo; Wallyson e Alex Mineiro
Técnico: Antônio Lopes

Local: Estádio dos Aflitos
Horário: 18h30
Árbitro: Alicio Pena Júnior (MG)
Assistentes: Márcio Eustáquio e Janette Mara Arcanjo (ambos de MG)
Ingressos: R$ 30 (ingresso) e R$ 15 (meia-entrada)

Furacão vem sem Paulo Baier



No reencontro do Atlético Paranaense com o técnico Geninho, que comandou a equipe até a quinta rodada deste Campeonato Brasileiro e é considerado ídolo na Arena da Baixada, o Furacão planeja continuar em ascensão na disputa da Série A. Com o retorno do “delegado” Antônio Lopes ao time, o Rubro-negro alcançou cinco vitórias nos últimos seis jogos. Dessa maneira, deixou a zona de rebaixamento para o ocupar a 13ª posição com 27 pontos somados. Portanto, trata-se de um rival que pode servir de exemplo para o Náutico e, até mesmo, para o Sport, pernambucanos que lutam para se livrar da degola.


Para seguir a escalada na tabela de classificação, no entanto, o Atlético Paranaense precisará suprir a ausência de peças importantes. Destaque nos últimos jogos, o meia Paulo Baier, com cinco gol marcados neste Brasileiro, está suspenso por ter recebido três cartões amarelos. Pelo mesmo motivo, o volante Valência está de fora. Além desses desfalques, o zagueiro Rhodolfo se recuperou de um estiramento na coxa. Porém, ele continua aprimorando a parte física e aumenta a lista de problemas.


Com a saída de Baier, Lopes optou por recuar Marcinho para o meio. Para a vaga aberta no ataque, o escolhido foi Alex Mineiro, retornando à equipe depois de seis rodadas. Já o substituto de Valência deve ser Fransérgio, mas Renan ainda briga pela posição.

Bastidores coral pegam fogo



Bezerra Coelho vem tendo trabalho para aglutinar todas as lideranças do clube
Ex-presidente Zé Neves não impõe condições para colaborar com o Santa

Movimentações e alianças políticas dentro de um clube são extremamente dinâmicas. No Santa Cruz, bastou surgirem nomes como Romerito Jatobá, Mirinda e Zé Neves, que poderiam ajudar formando uma espécie de colegiado, para que o “cabo de guerra” tivesse início. Integrantes de grupos de tricolores que, no momento, estão trabalhando a favor do clube - seja arrecadando verbas ou ajudando ao presidente Fernando Bezerra Coelho com sugestões -, já se colocaram contra, principalmente, aos nomes de Neves e Jatobá. Poucos são os que se manifestam de forma aberta. Contudo, já está claro que Bezerra Coelho vai precisar de muito jogo de cintura se quiser contar com o apoio direto de algumas dessas forças da política tricolor.


Procurando esclarecer alguns desses pontos, a reportagem da Folha de Pernambuco entrou em contato com Zé Neves. O ex-presidente coral afirmou que teve uma reunião de uma hora com Bezerra Coelho na última segunda-feira e considerou o saldo da conversa bastante proveitosa. Quanto à resistência que existe ao seu nome, Neves acredita que tudo é muito natural. “Isso é normal dentro da política de um clube de futebol. Algumas pessoas não gostam de mim. Assim como eu também não gosto de algumas pessoas. Mas acredito que é o momento dos interesses do Santa Cruz prevalecerem”, declarou.


Neves declarou que ainda não recebeu nenhum convite oficial. “Por enquanto, não existe nada de oficial. Estamos apenas nos movimentando. A conversa com Fernando Bezerra Coelho foi apenas para esclarecer alguns pontos e fazer sugestões. Eu falei basicamente sobre os mesmos assuntos que informei para vocês (da Folha de Pernambuco) na minha entrevista (publicada na edição de 16 de agosto). Na reunião, não foi feito nenhum tipo de convite para que eu participasse da diretoria”.


Perguntado se aceitaria participar da equipe de Bezerra Coelho, Zé Neves foi enfático. “Eu estou me colocando à disposição do Santa Cruz desde a gestão de Edinho. Pelo Santa Cruz, eu topo tudo”, informou. Neves avisou ainda que, apesar de alguns serem contra o seu nome, ele não tem problemas para trabalhar com ninguém. “Algumas pessoas não querem trabalhar comigo, mas eu não tenho restrições para trabalhar com nenhuma pessoa. A única coisa que eu quero é ajudar o Santa nesse momento complicado”.

Rubro-negros apelam para a fé



Presidente do Sport fez uma visita, ontem, ao Arcebispo de Olinda e Recife
No encontro, Sílvio Guimarães entregou uma camisa oficial do Sport de presente a dom Fernando Saburido


Se a fé pode ser capaz de mover montanhas, porque não ajudar o Sport na luta contra o rebaixamento? Preocupado com a situação que o time rubro-negro se encontra na tabela de classificação do Brasileirão, ocupando a penúltima colocação do torneio, com apenas 16 pontos, o presidente leonino Sílvio Guimarães esteve ontem na Arquidiocese de Olinda e Recife, no bairro da Várzea, visitando o novo arcebispo, dom Fernando Saburido. Na ocasião, o dirigente presenteou Saburido, que é torcedor do Leão, com quatro produtos do clube. Duas camisas oficiais (uma dourada, que foi eleita pelo arcebispo a mais bonita, e o primeiro padrão), uma revista e uma toalha.


O Sport não é novidade na vida de dom Fernando Saburido. Descendente de uma família rubro-negra, o arcebispo, quando jovem, acompanhava de perto os jogos do time de coração, chegando a se tornar sócio patrimonial do clube, mas acabou se afastando para se dedicar à vida religiosa. Mesmo assim, Saburido, que se diz um torcedor não fanático, não deixou o Leão de lado. Bispo diocesano de Sobral, interior do Ceará, entre 2005 e 2009, por conta do carinho religioso com a equipe rubro-negra, o time pernambucano era conhecido no município cearense como o “time do bispo”.


Durante o encontro, Sílvio Guimarães convidou dom Fernando para assistir a uma partida do Leão na Ilha do Retiro. Mas por conta da agenda apertada, o arcebispo não pôde confirmar em que jogo estaria nas tribunas de honra. “Você indo, a tendência é a vitória”, brincou o presidente. Mas no dia 7 de setembro, o religioso estará viajando para a Europa, onde se encontrará com o Papa Bento XVI. “Fiquei feliz com essa visita informal, de cortesia do presidente, torço muito para o Sport dar a volta por cima”, disse Saburido.


TIMEO técnico Péricles Chamusca segue com o time indefinido para enfrentar o Atlético/MG, amanhã, no Mineirão. Ontem, no último treino antes da viagem para Belo Horizonte, ele deu prioridade para o treino de bolas paradas, mas, no final da movimentação, fez um rápido coletivo com dez minutos de duração. Nesse treino, ele voltou a utilizar o volante Sandro Goiano na vaga de Fabiano. No dia anterior, ele havia testado a possibilidade de atuar com três zagueiros.


Segundo o treinador, a indefinição entre as duas formações permanece. “Durante a semana, testei todas as situações e opções disponíveis. Continuo analisando o Atlético/MG, e a nossa formação vai depender de como eles vêm”, afirmou o comandante rubro-negro, que descartou iniciar com o meia Juninho, outra opção testada nessa semana. “Isso fica mais para durante o jogo, caso a gente precise mudar as características da partida”, completou.

Atacante do Náutico está regularizado

Depois de alguns meses apenas treinando nos Aflitos, o atacante Ferreira vai poder vestir a camisa alvirrubra.

Afinal, o seu nome, enfim, foi publicado no BID da CBF.

Givanildo confirma que foi procurado pelo Santa Cruz

Aconteceu o que já era esperado.

Depois de sondar alguns treinadores, entre eles Lula Pereira e Luiz Carlos Cruz, a diretoria do Santa Cruz conversou com o técnico Givanildo Oliveira.

A confirmação da conversa foi feita pelo próprio treinador pernambucano, em conversa com o Blog do Torcedor, por telefone.

"Primeiro, quem me ligou foi Tônico Pereira, que conheço há um bom tempo. Depois, tive uma conversa muito boa com o presidente Fernando Bezerra Coelho. Falamos sobre planejamento, mas não tocamos no assunto proposta financeira", explicou o treinador.

Givanildo está comandando o América-MG. Conseguiu garantir o time mineiro na Série B do Campeonato Brasileiro de 2010. Mas ele quer mais. Quer o título.

Para isso, o seu time terá um duelo difícilimo diante do Guaratinguetá, no estádio Independência, em Minas, válida pela semi-final da Série C. No primeiro confronto, vitória do time paulista, por 2x1.

Assim, para garantir a vaga na final, terá que vencer.

Por fazer uma boa campanha à frente do América-MG, outros clubes estão interessados em sua contratação. Givanildo disse que a Ponte Preta entrou em contato.

Mas também há o interesse do América-MG.

"O clube já demonstrou interesse na minha permanência. Até porque meu contrato termina em setembro. Vamos ter uma conversa oficial na próxima segunda-feira. Por enquanto, eu só penso na partida decisiva contra o Guaratinguetá", disse.

sexta-feira, agosto 28, 2009

Gilmar fica nos Aflitos

A negociação do atacante do Náuitico Gilmar com o futebol francês não vai mais acontecer.

A proposta salarial do Guimgamp, clube da segunda divisão da França, não agradou ao empresário do atleta, Fernando Umeoka.

Tentamos falar com Umeoka, via celular, mas o aparelho está desligado.

Logo mais, teremos informações detalhadas sobre o assunto.

O certo é que Gilmar fica no Náutico e deve entrar em campo para encarar o Atlético-PR, nos Aflitos, nesta sábado.

quinta-feira, agosto 27, 2009

Náutico acerta com meio-campo Celsinho

Cotado para defender o Sport, o meio-campo Celsinho chega ao futebol pernambucano. Mas para defender as cores do Náutico. O jogador desembarcou esta madrugada no Recife e deve assinar contrato após os exames médicos realizados nesta quinta-feira (27).

Celsinho se destacou quando defendeu a Portuguesa, em 2006. O jogador ganhou fama por ser parecido com Ronaldinho Gaúcho. O novo reforço alvirrubro estava no Estrela Amadora, de Portugal, mas não vinha jogado por conta de uma lesão.

O meio-campo de 21 anos deixou a Lusa para defender o Lokomotiv, da Rússia. Em seguida, passou pelo Sporting e depois pelo Estrela Amadora, todos de Portugal.

Diretoria do Sport anuncia reforço para o meio-campo

Sem conseguir fechar com Camilo e com Celsinho, a diretoria do Sport aposta num jovem jogador para suprir as necessidades do meio de campo. Isael, de 21 anos, foi anunciado, nesta quinta-feira (27), como novo reforço do Leão.

O jogador de 21 anos foi revelado nas categorias de base do Grêmio e já começa a treinar na Ilha do Retiro esta tarde.

Isael estava na reserva do tricolor gaúcho e chegou a entrar no segundo tempo do jogo contra o Sport, no primeiro turno do Campeonato Brasileiro.

Santa Cruz estreia contra a Cabense na Copa Pernambuco em setembro

O Santa Cruz já sabe o dia em que vai estrear na Copa Pernambuco. A Federação Pernambucana de Futebol (FPF) divulgou, na última quarta-feira (26), a tabela da competição. O time tricolor está no Grupo B e estreia no domingo, dia 13 de setembro, às 15h15, contra a Cabense, no Estádio do Arruda.

Já o segundo jogo será contra o União Bandeirante, em Catende, na Zona da Mata Sul do Estado. No primeiro turno, as equipes jogam entre si em partidas de ida e volta e os dois primeiros se classificam para a segunda fase.

Além da tabela a FPF também divulgou que o Surubim e o Decisão foram excluídos da competição por que seus estádios não foram aprovados. Nas duas vagas entraram o Centro Limoeirense e o Central, respectivamente.

Confira a tabela do Santa Cruz

JOGOS DE IDA
13/09 - Santa Cruz x Cabense
20/09 - SEUB x Santa Cruz
27/09 - Santa Cruz x Vera Cruz

JOGOS DE VOLTA
30/09 - Vera Cruz x Santa Cruz
04/10 - Santa Cruz x SEUB
12/10 - Cabense x Santa Cruz

Marcelo Ramos cotado para defender o Náutico

Com a saída de Gilmar, o técnico Geninho solicitou à diretoria do Náutico a contratação de mais dois atacantes. O primeiro nome que surgiu nos Aflitos foi o de Marcelo Ramos, que atualmente está no Ipatinga-MG.

O jogador foi sugerido pelo coordenador do colegiado alvirrubro, André Campos, e bastante elogiado por Geninho. Para o treinador, o atacante seria muito importante para o Náutico, já que é um goleador nato.


Além de perder Gilmar, Geninho não poderá contar com Anderson Lessa, que voltou a sentir uma contratura na coxa direita e deve ficar fora por aproximadamente 15 dias. Ferreira, que ainda nem estreou, só deve entrar em campo no início de setembro, pois ainda não conseguiu a regularização

Ex-jogador do Santa Cruz pode entrar na vaga de Fabiano no meio de campo

No Sport, um jogador que estava no Santa Cruz pode ser uma alternativa para o jogo contra o Atlético Mineiro. Existe a possibilidade de Juninho entrar na vaga de Fabiano. Na lateral direita, Moacir será o substituto de Élder Granja para a partida que acontece no próximo domingo, contra o Galo, pelo Campeonato Brasileiro. A decisão foi confirmada pelo técnico Péricles Chamusca.

A dúvida para a vaga de Fabiano continua porque Chamusca esperava contar com Zé Antônio, mas o recém contratado não deve ser regularizado a tempo. No coletivo da tarde da última quarta-feira, ele testou duas opções: a primeira foi Sandro Goiano, depois a troca com Juninho.

- Com Juninho, com certeza, é um jogo mais ofensivo, comigo um jogo mais de cadência, de lançamento tentando chegar com os homens de frente - avalia o meio-campo Sandro Goiano.

Pela experiência, Sandro Goiano pode levar vantagem na briga pela vaga, mas Juninho já está feliz só em participar do grupo que viaja para Belo Horizonte. O jogador, que defendeu o Santa Cruz na Série D, foi um dos poucos que se destacaram na equipe tricolor. Ele espera colaborar pra que o Leão não seja rebaixado.

- Agora, voltando ao Sport o pensamento é trabalhar, jogar o mesmo futebol que joguei lá (no Santa Cruz), com alegria, para poder ajudar os companheiros a sair desta situação - garante o meio-campo.

Cláudio Luiz é absolvido pelo STJD e pode jogar contra o Atlético Paranaense

O zagueiro Cláudio Luiz foi absolvido da acusação de doping. O julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) foi nesta quarta-feira (26). Com a decisão, ele está liberado para defender o Náutico na próxima rodada, neste sábado (29), quando a equipe alvirrubra enfrenta o Atlético Paranaense.

Cláudio Luiz foi absolvido por três votos a um. O médico do Brasiliense, Paulo Lobo, também foi absolvido, mas o time do Distrito Federal foi multado em R$ 50 mil e perdeu os pontos obtidos na partida contra a Juventude, na quarta rodada da série B.

O zagueiro Cláudio Luiz estava suspenso preventivamente desde o início deste mês, quando o exame de doping detectou no organismo do jogador a substância proibida isometepteno, que é encontrada em analgésicos.

O exame de doping foi feito quando o jogador ainda defendia o Brasiliense na partida contra o Juventude, pela Série B do Campeonato Brasileiro.A pena mínima para uso de doping é 120 dias, a máxima é de 360.

Sport aguarda a chegada de Fininho, que deve se apresentar ao clube nesta quarta

Confirmado como novo reforço do Sport no último dia 18, o lateral-esquerdo Fininho deve chegar em Recife na noite desta terça-feira. O jogador, que estava no Lokomotiv de Moscou-RUS, deve se apresentar oficialmente ao clube pernambucano nesta quarta-feira.

No Brasil, o atleta de 25 anos teve passagens por Vitória, Figueirense e Corinthians. Caso o Leão permaneça na Série A, o vínculo dele se estende até o final de 2010. Se o clube for rebaixado, o contrato se encerra em dezembro deste ano.

quarta-feira, agosto 26, 2009

Volante Ticão rescinde com o Atlético-PR

Desde 2000 no Atlético-PR, o volante Ticão rescindiu seu contrato nesta terça-feira e não faz mais parte do elenco do Furacão. O jogador chegou a ser emprestado ao Náutico, na última temporada, e não vinha sendo utilizado pelo técnico Antônio Lopes. As informações são do site oficial do clube paranaense.

Adelmo Soares deixa o Central por divergências salariais

O Central saiu do Campeonato Brasileiro e perdeu o técnico. Adelmo Soares deixou o clube de Caruaru na última terça-feira (25), depois de divergências salariais com a diretoria. O treinador estava há oito jogos há frente do time e permaneceu invicto em sete deles.

O técnico comentou a saída do clube. “Não conseguimos entrar em um denominado comum em termos de salário, mas não tem problema, as portas ficam abertas”, disse. “Tenho a agradecer muito a Deus e ao Central, vai ser um grande clube no meu currículo”.

Agora a a Patativa do Agreste tem um novo desafio: a Copa Pernambuco. Dos 27 jogadores que disputaram a Série D do Brasileirão, 13 vão continuar, entre eles o zagueiro Sidney. “Ficou uma lição na Série D, mas o grupo está de parabéns pelo que fez. Ainda vamos dar muitas alegrias para essa torcida, que foi muito importante para nossas conquistas”.

Enquanto o nome de outro treinador não é anunciado, o preparador físico do Central, Artur Leonardo, fica à frente dos trabalhos, afirmou o presidente do clube, Ronaldo Lima.

Celsinho pode ser contratado pelo Náutico

Embora o presidente do Náutico, Maurício Cardoso, não queira confirmar a saída do atacantet Gilmar para o futebol francês, a diretoria alvirrubra está "correndo" para contratar reforços para o setor ofensivo.

E já se comenta nos Aflitos que o meia-atacante Celsinho, que já teve uma boa passagem pela Portuguesa, em 2006, e que estava no futebol português, está sendo contratado.

Mais um dirigente comunica saída do Sport

Como se não bastasse a má fase técnica do Sport no Campeonato Brasileiro, o clube rubro-negro enfrenta sérios problemas administrativos.

E esses problemas se agravam a medida que as horas passam.

Depois de aceitar o pedido de afastamento da presidência do Conselho Deliberativo, feito por Milton Bivar, o presidente Silvio Guimarães será comunicado da saída do vice-presidente de engenharia, Celso Stamford.

Além do vice-presidente, os demais diretores que compõem a vice-presidência também estarão pedindo afastamento do clube.

Celso foi um dirigente que teve forte ligação ao ex-presidente Milton Bivar. Certamente, com a saída de Milton, Celso passou a ter motivação para deixar o clube.

Náutico aceita proposta por Gilmar, que vai para a França

Após muitas especulações, a novela da saída de Gilmar, do Náutico, para o futebol europeu teve um capítulo decisivo na noite desta terça. O clube aceitou a proposta feita pelo Guigamp, da segunda divisão da França, e o jogador partirá para seu novo destino nos próximos dias.

Segundo André Campos, coordenador do colegiado de diretores de futebol do Náutico, o Náutico deve receber nesta quarta-feira os documentos oficializando a proposta e, assim que o dinheiro for depositado na conta, o atacante estará liberado para seguir ao seu novo destino.

"Tivemos uma reunião ontem. O empresário dele (Fernando Umeoka) até ponderou com Gilmar para que ficasse até o final do ano, pois poderia aparecer uma proposta boa do Japão. Mas ele está com a cabeça na Europa. Não adianta segurar o jogador assim. Agora só estamos esperando a formalização e o dinheiro ser depositado. Ainda teremos 10% do passe de Gilmar para o caso de uma transferência no futuro”, confirmou André Campos.

Os valores da transferência ainda não foram revelados. Mas especula-se que girariam em torno de 3 milhões de euros, dos quais o Náutico ficaria com 40% — R$ 3,180 milhões.

O Blog do Torcedor chegou a falar com o procurador do atacante, Fernando Umeoka, às 18h30, e ele pediu para ser contatado mais tarde. Porém não atendeu aos telefonemas até as 22h.

A vontade de Gilmar de ir jogar no futebol europeu fora ressaltada hoje, em entrevistas após o treino do Náutico. Aos 25 anos, com 29 gols na temporada, empatado com Diego Tardelli na lista dos maiores artilheiros do futebol brasileiro em 2009, o atacante entende que a oportunidade deve ser agarrada.

“Tenho esse sonho de jogar na Europa. Até porque também é o caminho mais rápido de chegar à seleção brasileira. O momento (de sair) é bom, para estar lá em uma boa fase. Tenho de pensar em meu futuro, no que é melhor para mim e para a minha família financeiramente”, declarou o artilheiro do Náutico, confirmando que a proposta do time francês era de três anos de contrato. Os salários, segundo apurou a Rádio Jornal, seriam de R$ 100 mil por mês.

Até o pagamento ser feito ao Náutico, o atacante permanece atuando na equipe alvirrubra.

Ainda não se sabe, entretanto, se Gilmar jogará contra o Atlético-PR, no sábado, nos Aflitos, pois a janela de transferências para a Europa encerra-se na próxima segunda-feira, e o clube francês deve querer antecipar essa transferência para evitar imprevistos.

segunda-feira, agosto 24, 2009

Central ganhou, mas não levou

Apesar de sair de campo com a vitória, o Central não teve motivos para comemorar, ontem, no estádio Luiz Lacerda, na capital do Agreste. Mesmo derrotando o Alecrim por 1x0, os alvinegros foram desclassificados do Campeonato Brasileiro da Série D, pois tinham perdido por 2x0 o confronto de ida. O gol do zagueiro Sidney, logo no início do confronto, até deu esperança de que a classificação viria, mas ao esbarrar no goleiro Isaías e na zaga adversária, a Patativa deu adeus ao torneio. Reconhecendo o esforço da equipe, os torcedores centralinos aplaudiram os jogadores após o encerramento da partida. Agora o time de Caruaru dá um tempo nas competições e só volta às atividades no Campeonato Pernambucano.

Sendo obrigado a vencer por três gols de diferença para se classificar para a próxima fase do torneio, algo inédito para a equipe na Série D, o Central, com um esquema mais ousado, entrou em campo com três atacantes, indo para cima do Alecrim. Logo aos dois minutos, o atacante Negretti já desperdiçava a primeira chance de abrir o placar, chutando para fora. Mas apesar de ter colocado mais homens no ataque, foi um zagueiro quem abriu o placar. Aos, 13, o lateral-esquerdo Edson Leite cobrou falta, e Sidney, de cabeça, fez 1x0. Em desvantagem, o time de Natal saiu para o jogo. Após chutar duas vezes para fora, o atacante Maurício Pantera arriscou, e David fez boa defesa.

O esquema tático escolhido pelo técnico Adelmo Soares na partida deixava espaços para o Alecrim. Com três homens no meio-de-campo, os volantes Rodolfo Potiguar e Vágner Rosa e o meia Guego, a Patativa do Agreste não conseguia impedir que os adversários chegasse a sua defesa. Nos minutos finais do primeiro tempo, por pouco o time caruaruense não aumenta. Primeiro Guego chutou, e o goleiro Isaias espalmou para a linha de fundo. Na cobrança de escanteio, Negretti cabeceou e acertou a trave.

No reinicio do jogo, os alvinegros continuaram com o mesmo ímpeto da etapa inicial. Aos três minutos, mais uma vez, Negretti teve a oportunidade de ampliar marcador. Vendo o goleiro adiantado, o atacante tentou encobrir Isaías, mas tocou para fora. Insatisfeito com o desempenho de Negretti, Adelmo Soares achou melhor substitui-lo, colocando o meia Coringa no seu lugar. Sem conseguir parar o Central na bola, o Alecrim abusava das faltas e por isso os jogadores do time foram sendo advertidos, consecutivamente, com o cartão amarelo. Aos 22, Rodolfo Potiguar cobrou uma falta de longe, e Isaías defendeu.

Em seguida, por pouco a Patativa não ampliava. Em jogada individual pela esquerda, o meio-campista Coringa, que tinha os companheiros Dinda, Clodoaldo e Vágner Rosa dentro da área, preferiu arriscar o chute em vez de tocar. A opção terminou sendo equivocada, pois a bola terminou indo para fora. No desespero, o treinador caruaruense tirou o lateral Edson Leite e colocou mais um atacante em campo, Gil. Mas apesar de ter reforçado o setor ofensivo, a modificação foi ineficaz, e os centralinos seguiram desperdiçando as chances. Aos 45, o volante Vágner Rosa chutou, mas zaga tirou em cima da linha. No minuto seguinte, mais uma vez Isaías salvou o Alecrim, evitando o gol que levaria o jogo para os pênaltis.

Central
Davi; Baiano, Sidney, Fernando Belém e Édson Leite (Gil); Rodolfo Potiguar, Vágner Rosa e Guego (Dinda); Clodoaldo, Negretti (Coringa) e Fágner
Técnico: Adelmo Soares

Alecrim
Isaías; Geilson, Pantera e Rafael; Fernandes, Robson (Puxa), Fabiano Silva, Chapinha e Leandro Sena (Léo Papel); Marciano (Wescley) e Maurício Pantera
Técnico: Romildo Santos

Local: Luiz Lacerda (Lacerdão)
Árbitro: Fernando José de Castro Rodrigues (PA)
Assistentes: Humberto Tadeu Alves (PB) e Kilden Tadeu Morais (PB)
Gols: Sidney (aos 13 do 1º T)
Cartões Amarelos: Rafael, Pantera, Chapinha, Fernandes, Isaias (A), Clodoaldo e Sidney (C)
Público: 9.739
Renda: R$ 9.825,00.

Vera Cruz conquista título por antecipação

Muita festa em Vitória de Santo Antão com o título do Vera Cruz. O Galo sagrou-se campeão pernambucano da Série A2 após vencer o Araripina, ontem, pelo placar de 2x1, na estádio Chapadão do Araripe, casa do adversário. O regulamento da competição prevê uma segunda partida entre as equipes, que está marcada para o próximo domingo, às 15h15, no Carneirão. O jogo, porém, servirá apenas para entrega de faixas.

De acordo com o regulamento do torneio, para se tornar campeão, o time de melhor campanha que chegasse às finais precisaria fazer apenas três pontos nos dois duelos, ao passo que o adversário necessitaria marcar quatro, ou seja, uma vitória e um empate, pelo menos. Com o triunfo no primeiro confronto, o Tricolor do Povo conseguiu o seu segundo título pernambucano (em 2006, também saiu como campeão da Segundona estadual) e ratificou o status de melhor equipe da Série A2.

O Vera Cruz fez, até agora, 41 pontos em todo o campeonato. O Araripina conseguiu 30. Os 11 pontos de diferença mostram a superioridade que os comandados do técnico Maurício Simões obtiveram sobre os seus oponentes.

No jogo de volta da final, o clube do Monte das Tabocas poderá perder por qualquer placar que, mesmo assim, ficará com a taça. A partida será meramente festiva, e as duas agremiações poderão comemorar juntas a subida ao grupo de elite do futebol pernambucano.

Wellington Paulista marca três vezes, e Cruzeiro vence o Náutico no Mineirão

Com direito a um gol-relâmpago, o atacante Wellington Paulista marcou três vezes na vitória do Cruzeiro sobre o Náutico por 4 a 2, neste domingo, no Mineirão, em partida válida pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, e frustrou o sonho dos recifenses de deixar a zona de rebaixamento. A partida, que não contou com a presença do atacante cruzeirense Kleber, que tem uma pubalgia e também estaria envolvido em negociações com o Porto, teve a estreia do equatoriano Guérron e foi interrompida duas vezes por conta da queda de energia no estádio.


Com o resultado, a Raposa chegou à 12ª colocação, com 27 pontos. O Timbu segue em 17º, com 21.
Na quinta-feira, o Cruzeiro enfrenta o Botafogo, no Rio de Janeiro, às 21h, em partida válida pela 11ª rodada. O Náutico recebe o Atlético-PR nos Aflitos, às 18h30m.

Primeira etapa repleta de gols

O Cruzeiro saiu na frente com apenas 15 segundos de bola rolando. Gilberto recebeu pela direita, foi à linha de fundo, se livrou do zagueiro e fez o cruzamento para o cabeceio certeiro de Wellington Paulista, que se antecipou a Asprilla e abriu o placar, marcando o gol mais rápido desta edição do Brasileirão. A Raposa esteve perto de ampliar aos cinco minutos. Diego Renan roubou a bola no meio-campo, rolou para Fabrício, que foi à linha de fundo e cruzou para Thiago Ribeiro, mas o atacante chutou em cima do goleiro Gledson.

No contra-ataque, Gilmar invadiu a área pela esquerda e foi derrubado por Gil, aos seis. O árbitro assinalou pênalti e, na cobrança, o próprio atacante mandou no canto esquerdo de Fábio e empatou.

Apesar da igualdade no placar, o time mineiro era visivelmente superior em campo. Aos 12, Gilberto cobrou falta da entrada da área e obrigou o goleiro alvirrubro a fazer boa defesa. O segundo gol cruzeirense veio aos 29, e foi um golaço. De fora da área, Fabrício mandou uma bomba no ângulo direito de Gledson e ampliou.

O Náutico poderia ter empatado na sequência, com Carlinhos Bala. Mas o atacante alvirrubro desperdiçou chance incrível dentro da área, aos 30

Se aproveitando bem dos espaços, a equipe celeste insistia no ataque. Aos 34, Henrique tentou driblar Vagner dentro da área e sofreu o pênalti. Wellington Paulista cobrou alto, no meio do gol, e marcou o terceiro. Thiago Ribeiro ainda desperdiçou a chance de marcar o quarto, aos 43. O atacante recebeu na frente e chutou cruzado da entrada da área, mas a bola saiu à direita da meta recifense.

Luz apagada e queda de ritmo

Quando os jogadores das duas equipes já estavam de volta ao gramado para a segunda etapa, uma queda de energia retardou o reinício do jogo. Foram necessários cerca de 30 minutos para que houvesse iluminação suficiente para o prosseguimento da partida. O técnico Geninho foi o único a mexer em sua equipe no intervalo e pôs o uruguaio Acosta no lugar de Juliano.

Mas se o primeiro tempo foi repleto de gols desde o início, na metade final os lances de ataque foram mais raros.

Aos 13, Jancarlos fez boa jogada individual pela direita e cruzou rasteiro, mas a bola atravessou a área e passou por Thiago Ribeiro, que não conseguiu desviar para o gol. O técnico Adilson Batista já passava orientações para o equatoriano Guerrón quando as luzes do Mineirão voltaram a se apagar, aos 15. A partida foi retomada dez minutos depois, e o atacante equatoriano pôde, enfim, fazer sua estreia pelo Cruzeiro.

Um lance curioso aconteceu aos 38, quando o alvirrubro Anderson Santana deu um lençol em Marquinhos Paraná e emendou com o “drible da foquinha”, que ficou famoso justamente com o ex-cruzeirense Kerlon.

O ritmo da partida caiu vertiginosamente na etapa final, e o estreante Guerrón aproveitou para mostrar serviço. Aos 49, o equatoriano cruzou da direita para Wellington Paulista, de cabeça, marcar mais um. Aos 53, em sua única chance de marcar no segundo tempo, o Náutico descontou, com Carlinhos Bala, que recebeu na área e estufou as redes.

Ficha técnica:

CRUZEIRO 4 x 2 NÁUTICO

Cruzeiro: Fábio, Jancarlos, Gil, Leonardo Silva e Diego Renan; Marquinhos Paraná, Fabrício, Henrique e Gilberto (Soares); Wellington Paulista e Thiago Ribeiro (Guerrón). Técnico: Adilson Batista.
Náutico: Gledson, Vágner Silva, Asprilla e Anderson Santana; Patrick (Sidny), Nílson (Rudnei), Derley, Juliano (Acosta) e Michel; Carlinhos Bala e Gilmar. Técnico: Geninho.

Gols: Wellington Paulista, aos 15 segundos, Gilmar, aos seis, Fabrício, aos 29 e Wellington Paulista aos 36 minutos do primeiro tempo; Wellington Paulista, aos 49, e Carlinhos Bala, aos 53 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Gil, Marquinhos Paraná, Wellington Paulista e Henrique (Cruzeiro); Vágner Silva, Derley, Michel, Nílson e Carlinhos Bala (Náutico).
Estádio: Mineirão.
Data: 23/08/2009.
Árbitro: Pablo dos Santos Alves. Auxiliares: Marcelo Braz Mariano (RJ) e Emerson Augusto de Carvalho (SP).

domingo, agosto 23, 2009

Sport vence a primeira com Péricles Chamusca: 2 a 0 no Vitória

Foram precisos quatro jogos para Péricles Chamusca conseguir sua primeira vitória à frente do Sport. Neste sábado, o Rubro-Negro pernambucano recebeu o Vitória e fez 2 a 0, na Ilha do Retiro, pelo Campeonato Brasileiro. Os gols saíram em jogadas de bola parada, com Andrade e Fabiano balançando a rede. O time baiano reclamou de um pênalti não marcado na etapa final.

A vitória vai fazer com que o Sport, que estava há dez rodadas sem vencer, durma sem a lanterna da competição. Com 16 pontos, a equipe está um à frente do Fluminense, mas a equipe carioca joga neste domingo, contra o Barueri. Já o Vitória permanece em décimo, com 28.

O jogo

O bom começo do Vitória deu uma impressão errada de como se desenrolaria o primeiro tempo do jogo. Logo aos três minutos, Apodi avançou pela direita, chegou à linha de fundo e cruzou rasteiro. Roger pegou de primeira e finalizou com perigo, à esquerda do gol. Seis minutos depois, o Vitória trabalhou na entrada da área do Sport até a bola chegar em Leandro Domingues, que chutou à direita.

Parecia que o Vitória ia dominar o jogo, mas um gol do Sport na primeira oportunidade que teve mudou o panorama. Em falta da intermediária, Andrade chutou forte no canto direito. Gleguer tentou defender como uma manchete de vôlei, e a bola acabou entrando.

A partir daí só o time pernambucano ameaçou na primeira etapa. Com 22 de jogo, Dutra cruzou da esquerda, Arce apareceu livre quase na pequena área e cabeceou fraco, em cima de Gleguer.

O segundo gol também saiu em jogada de bola parada. Da direita, Dutra bateu falta para a área, Fabiano se antecipou à zaga e desviou para a rede.

Segundo tempo mais equilibrado

Com Ramon e Neto Berola nos lugares de Jackson e Adriano, o Vitória voltou do intervalo com mais ímpeto, mas tinha dificuldade para chegar à área do Sport. O time da casa, por sua vez, manteve o ritmo e perdeu grande chance com Luciano Henrique, aos 13. Ele completou cruzamento de Élder Granja por cima do gol.

Aos 23, o lance polêmico do jogo. Ramon deu passe na medida para Neto Berola entrar na área, driblar Magrão e ser tocado nas pernas pelo goleiro pernambucano. O árbitro Gutemberg Fonseca não deu o pênalti.

O ritmo da partida caiu bastante a partir daí. O Vitória, mesmo com posse de bola no campo de ataque, não conseguiu mais ameaçar. E o Sport, mesmo com espaço para o contra-ataque, também não tinha sucesso nas investidas. O resultado ficou mesmo no 2 a 0.

Ficha técnica:

SPORT 2 x 0 VITÓRIA
Sport: Magrão, Élder Granja (Juliano), Igor, Durval e Dutra; Hamilton, Andrade, Fabiano (Sandro Goiano) e Luciano Henrique; Arce (Vandinho) e Wilson. Técnico: Péricles Chamusca.
Vitória: Gleguer, Apodi, Anderson Martins, Wallace e Leandro; Vanderson, Magal, Jackson (Ramon) e Leandro Domingues; Adriano (Neto Berola) e Roger. Técnico: Vagner Mancini.
Gols: Andrade, aos 14 minutos, Fabiano, aos 31 do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Arce, Fabiano, Durval (Sport); Adriano, Magal, Leandro Domingues, Wallace (Vitória).
Estádio: Ilha do Retiro.
Data: 22/08/2009.
Árbitro: Gutemberg de Paula Fonseca (RJ). Auxiliares: Ednilson Corona (SP) e Arnaldo Rodrigues de Souza (CE).

sábado, agosto 22, 2009

À espera da Lei Seca em 2014

O resultado sobre a liberação ou não do consumo de bebidas alcoólicas nos estádios durante a Copa de 2014, no Brasil, é motivo de expectativa entre os fabricantes e importadores de bafômetros no país. Embora a Fifa permita a venda de cervejas, o Ministério Público já manifestou a intenção manter no torneio a Lei Seca que vigora nos estádios nacionais desde o ano passado, por decisão da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

As empresas estão aguardando a decisão das autoridades brasileiras para planejar a sua participação conjunta na TranspoQuip Latin America e na Expo Estádio, que serão realizadas paralelamente em novembro, na cidade de São Paulo.


"Os fornecedores de bafômetro vêem a Copa como uma oportunidade única de incremento de suas vendas, mas ainda estão inseguros quanto á decisão final que prevalecerá; aplicação ou não da Lei Seca nos estádios, assim como a utilização obrigatória dos bafômetros, como a exemplo do que está sendo feito em relação ao controle de acesso e monitoramento por câmeras, itens essenciais para manter a segurança nos estádios", disse Sebas van den Ende, diretor da empresa Real-Alliance que organiza a ExpoEstádio.

Enquanto a decisão não acontece, vários fornecedores do produto de fiscalização não-alcoólica estão optando por confirmar sua participação apenas na TranspoQuip, feira destinada para o setor de infraestrutura de transportes. Já a ExpoEstádio reunirá os principais nomes envolvidos nos preparativos para a Copa de 2014.

"Independentemente da questão dos estádios, outro ponto importante é a necessidade das cidades-sedes de se prepararem para receber a Copa, sendo fundamental que ações para o controle do tráfego e segurança viária sejam intensificadas. Os departamentos de trânsito já estão se preparando para isso, e prometem aplicar severamente a Lei Seca nas vias urbanas. Será uma grande contradição, pois a liberação da Lei Seca nos estádios acarretará em um aumento significativo de motoristas embriagados, e os departamentos de trânsito sofrerão as conseqüências da liberação", concluiu o executivo.

Central vende apenas dois ingressos da partida contra o Alecrim

Isso mesmo!

Dos dois mil ingressos colocados à venda pela diretoria centralina para a partida contra o Alecrim, neste domingo, no Luiz Lacerda, em Caruaru, apenas dois bilhetes foram vendidos.

A informação foi passada pelo próprio presidente do clube, Ronaldo Lima, ao repórter do JC, Lucas Liausu.

"Vendemos apenas dois ou três ingressos. Mas isso é normal", afirmou.

No total, serão 10 mil ingressos colocados à disposição do torcedor da Patativa.

Oito mil bilhetes fazem parte do programa Todos com a Nota. A troca será realizada neste sábado.

Sport contrata dois reforços

Um reforço é para a equipe profissional.

O meia Matheus, que foi destaque do Sergipe nos jogos da Série D, e já foi contratado pelo clube rubro-negro.

A diretoria do clube, inclusive, está procurando o atleta desde o último final de semana. Pois, segundo informações do site oficial do Sergipe, Matheus saiu do clube sem dar satisfação à diretoria.

O outro reforço é para a comunicação do clube.

O jornalista Álvaro Claudino, que já trabalhou no Santa Cruz, vai atuar ao lado de Amaury Velozo na assessoria de imprensa do Leão.

sexta-feira, agosto 21, 2009

Náutico vence nos Aflitos e não deixa o Goiás assumir a liderança do Brasileiro

O Náutico fez um grande favor ao Palmeiras e venceu o Goiás por 2 a 0, nesta quinta-feira, nos Aflitos, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado não livrou o Timbu da zona de rebaixamento, mas impediu que o time esmeraldino tomasse dos paulistas a liderança da competição. Leandro Euzébio, contra, e Anderson Lessa marcaram os gols da partida. O defensor esmeraldino ainda foi expulso nos minutos finais da partida.

Com 21 pontos, a equipe do técnico Geninho agora é a 17ª colocada do Brasileirão. Os goianos, com 35, seguem na terceira colocação da tabela.

Os times voltam a campo no domingo. O Náutico encara o Cruzeiro, no Mineirão, às 18h30m, mesmo horário em que o Goiás recebe o Santos, no Serra Dourada.

Equilíbrio e gol contra

Aos 13 minutos de jogo, após receber passe de Gilmar pela esquerda, Michel chutou de primeira, e a bola quase passou entre as pernas de Harlei, que conseguiu desviar para escanteio. O Goiás ameaçou aos 22. Em cobrança de falta, o zagueiro Rafael Tolói mandou uma bomba de longe e obrigou Gledson a fazer a defesa em dois tempos.

O Timbu respondeu na mesma moeda. Aos 25, Michel cobrou falta com força, e a bola explodiu no travessão do goleiro esmeraldino, que quase desviou para dentro da própria meta, mas conseguiu fazer a defesa. Com a partida equilibrada, aos 33, Júlio César passou para Léo Lima, que pegou de primeira da entrada da área e obrigou Gledson a mostrar reflexo.

Na sequência, Michel acabou recompensado. Após tentar o cruzamento para Gilmar, o lateral viu o zagueiro Leandro Euzébio falhar e marcar um gol contra, aos 34. O segundo do Timbu quase saiu aos 37, em chute forte de Gilmar, de fora da área. Harlei soltou a bola, mas se recuperou a tempo. Os goianos tentaram reagir com chutes de fora da área, mas terminaram a primeira metade da partida em desvantagem.

Pressão goiana não surte efeito

Em busca do empate, o técnico Hélio dos Anjos trocou Fernando por Bruno Meneghel no intervalo. Mas, apesar da disposição dos visitantes, aos 7, Carlinhos Bala fez boa jogada pela esquerda, invadiu a área e passou para Acosta. O segundo gol do Náutico só não saiu porque o atacante chutou muito mal e desperdiçou chance incrível. Em seguida, Gomes tentou surpreender Gledson com um chute colocado de fora da área, mas a bola saiu à esquerda da meta pernambucana. Seguindo o ritmo do primeiro tempo, o Timbu voltou ao ataque aos 10. Gilmar recebeu de Patrick pela direita e chutou forte por cima do gol.

A partida seguiu aberta mas, enquanto o Goiás errava o último passe no ataque, o Náutico pecava nas finalizações. Os donos da casa ainda contaram com uma boa dose de sorte. Aos 19, Ernando recebeu cruzamento na área e, de cabeça, carimbou a trave. Aos 27, Léo Lima cobrou falta, e Gledson espalmou para o travessão. Bruno Meneghel tentou aproveitar o rebote, mas chutou em cima da zaga.

Apesar de toda a pressão goiana, o Náutico pegou os adversários desprevenidos, aos 38. Em contra-ataque puxado por Gilmar pela direita, Leandro Euzébio fez a falta na entrada da área e acabou expulso. Após a cobrança ruim de Michel, os alvirrubros mantiveram a pressão e, aos 42, Anderson Lessa aproveitou o rebote do chute de Sidny e ampliou.

Sem tempo para reagir e vendo a chance de assumir a ponta escapar por entre os dedos, os jogadores do Goiás perderam a cabeça. Aos 44 Gomes interrompeu novo ataque alvirrubro com a mão e também recebeu cartão vermelho. Ao fim da partida, o Timbu comemorou mais um importante passo rumo à permanência na Série A.

Ficha técnica:

NÁUTICO 2 x 0 GOIÁS

Náutico: Gledson, Vágner Silva, Asprilla e Nilson; Patrick (Sidny), Derley, Carlinhos Bala, Aílton (Anderson Lessa) e Michel; Acosta (Márcio) e Gilmar. Técnico: Geninho.
Goiás: Harlei, Rafael Tolói, Leandro Euzébio e Ernando; Vitor (Douglas), Fernando (Bruno Meneghel), Léo Lima, Gomes e Júlio César (Zé Carlos); Felipe Menezes e Felipe. Técnico: Hélio dos Anjos.

Gols: Leandro Euzébio (contra), aos 34 minutos do primeiro tempo; Anderson Lessa, aos 42 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Aílton e Asprilla (Náutico); Fernando, Vitor, Gomes, Leandro Euzébio e Douglas (Goiás).
Cartão vermelho: Leandro Euzébio e Gomes(Goiás).
Estádio: Aflitos. Data: 20/08/2009.
Árbitro: Evandro Rogerio Roman. Auxiliares: Griselildo de Souza Dantas (PB), Gilson Bento Coutinho (PR).

Arce, do Sport, é convocado para a seleção da Bolívia

O atacante boliviano Juan Arce, do Sport, foi convocado para a seleção de seu país para as duas partidas nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, entre os dias 4 e 9 de setembro.

Na seleção da Bolívia, Arce deverá desfalcar o Sport por duas partidas.

A notícia seria boa, se o Leão não precisasse do jogador no momento.

quinta-feira, agosto 20, 2009

Barueri marca no minuto final e derrota o lanterna Sport

Thiago Humberto balançou as redes de Magrão aos 45 minutos do segundo tempo e garantiu a vitória do Barueri por 2 a 1 sobre o Sport, na Arena, nesta quarta-feira, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time da casa abriu o placar na etapa inicial, com Val Baiano, mas acabou sofrendo o gol de Luciano Henrique no segundo tempo. A equipe do técnico Diego Cerri chegou a temer a derrota, quando ficou com um jogador a menos em campo, mas conseguiu o gol heroico no fim.

Com o resultado, o caçula do Brasileirão chegou à sétima colocação, com 31 pontos, enquanto o Leão, que perdeu as últimas seis partidas - três delas sob o comando de Péricles Chamusca - e não vence há dez rodadas, segue na lanterna, com 13.

O Sport volta a campo no sábado, às 18h30m, quando recebe o Vitória, na Ilha do Retiro. No domingo, o Barueri encara o Fluminense, no Rio de Janeiro, às 16h.

Val Baiano abre o placar

Os donos da casa foram superiores, na primeira etapa, e acabaram se beneficiando do nervosismo dos pernambucanos, que abusaram dos erros. Aos 13, o volante Andrade tentou cortar o cruzamento na área rubro-negra, mas se atrapalhou e tocou com o braço na bola. Apesar das reclamações do Barueri, o árbitro mandou o jogo seguir.

Os paulistas quase foram surpreendidos aos 15. Luciano Henrique arriscou de longe e carimbou a trave esquerda do goleiro Márcio. Daí em diante, só deu Barueri.

Aos 23, Magrão salvou o time visitante, em cobrança de falta de Thiago Humberto espalmada para escanteio. Mas, aos 34, Val Baiano não deu chances para o goleiro rubro-negro. Após a falha do zagueiro César, que saiu jogando errado, Flavinho recebeu pela direita e cruzou para o camisa 9, sem marcação, emendar de primeira para as redes e alcançar Adriano, do Flamengo, na artilharia, com dez gols.

Flavinho ainda tentou ampliar em chute de fora da área, aos 45, mas errou a pontaria e mandou pela linha de fundo.

Leão reage, mas tropeça no fim

Para a etapa final, o Sport voltou a campo com uma alteração - Élder Granja na vaga de Moacir. O Barueri manteve a escalação e o ritmo do início do jogo. Aos 5, Thiago Humberto bateu de fora da área e quase surpreendeu Magrão, mas a bola subiu demais e saiu por cima da meta rubro-negra.

Aos oito, quem levou um susto foi Márcio. Andrade chutou com muito efeito e obrigou o camisa 1 do time paulista a mostrar serviço. A bola ainda tocou no travessão antes de sair.

O Barueri quase ampliou em bela jogada de Flavinho, que recebeu cruzamento de Thiago Humberto na ponta da área, aos 18, e emendou de primeira, mas a bola foi para fora.

O Leão acertou o travessão de Márcio mais uma vez, aos 19, no cruzamento fechado de Jonas. Na sequência, Élder Granja, em cobrança de falta, fez o levantamento na área paulista e achou Luciano Henrique livre. Com tranquilidade, o meia dominou e estufou as redes, aos 21.

Aos 33, Élder Granja armou o contra-ataque do Sport, mas foi puxado por Ewerton. O meia do time paulista, que já havia recebido cartão amarelo, acabou expulso de campo. Com um homem a mais, a equipe do técnico Péricles Chamusca aumentou a pressão, mas acabou surpreendida. Aos 45, Otacílio Neto roubou a bola de Andrade e fez o passe para Thiago Humberto tocar no canto e garantir a vitória paulista.

Ficha técnica:

BARUERI 2 x 1 SPORT


Barueri: Márcio, André Luiz, Leandro Castan e Xandão; João Vítor (Marcos Pimentel), Ralf, Ewerton, Thiago Humberto e Márcio Careca; Flavinho (Otacílio Neto) e Val Baiano (Basílio). Técnico: Diego Cerri.

Sport: Magrão, César, Igor e Durval; Jonas, Andrade, Fabiano, Luciano Henrique e Moacir (Élder Granja); Arce (Eduardo) e Lincom. Técnico: P. Chamusca.


Gols: Val Baiano, aos 34 minutos do primeiro tempo. Luciano Henrique, aos 21, e Thiago Humberto, aos 45 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Ewerton, Leandro Castan e Otacílio Neto (Barueri); Durval, Luciano Henrique, Arce, César e Lincom (Sport). Cartão vermelho: Ewerton (Barueri).
Estádio: Arena Barueri.

Data: 19/08/2009.

Árbitro: Antonio Hora Filho. Auxiliares: Marcia Bezerra Lopes Caetano (RO) e Helberth Costa Andrade (MG).

quarta-feira, agosto 19, 2009

Gilmar: ''Estou bastante confiante que possa jogar contra o Goiás''

O Náutico terá a participação de Gilmar no jogo contra o Goiás, que abre o returno do Campeonato Brasileiro da Série A, nesta quinta-feira, nos Aflitos.

Ao menos, é nisso que o próprio atleta acredita.

Recuperando-se de uma lesão na panturrilha direita, o atacante alvirrubro — um dos vice-artilheiros da competição — mostra confiança de que vai atuar na partida.

"A panturrilha é traiçoeira, às vezes você pensa que está bem, mas há o risco de abrir. (Mas) eu estou tranquilo e bastante confiante que possa jogar nesta quinta-feira contra o Goiás", afirmou o atacante, em entrevista à Rádio JC/CBN.

Importante reforço para o Timbu, que teve um desempenho ofensivo abaixo da crítica na última partida, contra o Avaí.

Com relação às especulações de transferência de Gilmar para o exterior, o Náutico informa que ainda não recebeu proposta oficial pelo jogador.

A multa rescisória para times estrangeiros é de R$ 15 milhões, que poderiam ser negociados.

Central contrata Curinga e reintegra Vágner Rosa


A diretoria do Central confirmou na tarde de ontem que o atacante Fábio Silva não vai mais para o clube caruaruense. A decisão foi do próprio Fábio, que ficou receoso com a possibilidade de atuar em apenas uma partida. Em compensação, um jogador foi contratado: o meia Curinga, que já vinha sendo especulado desde o início da semana passada já treinou com o restante do elenco em Caruaru.

“Assinamos um contrato de três meses com ele. Estamos acreditando na classificação e acho que esta será uma peça importante”, disse o presidente do clube Ronaldo Lima.

Apesar de chegar como uma espécie de salvador-da-pátria, a condição de Curinga não é nada boa. Sem clube desde o fim do Estadual, ele assinou contrato com o Salgueiro, mas não foi aproveitado pelo treinador Neco durante a disputa da Série C. “Ele estava aqui somente fazendo a parte física. Fechamos esse acordo para que ele não ficasse parado”, disse Clebel Cordeiro, que é presidente de honra do Carcará.

Segundo o treinador Adelmo Soares, que já teve uma primeira conversa com seu novo reforço durante o treinamento de ontem, Curinga não deve jogar os 90 minutos. “Ele mesmo disse que não tem condições de jogar a partida inteira. Ainda não decidi se começo com ele no banco ou como titular”, explicou Adelmo, que ressaltou as qualidades do meia. “É um jogador veloz e que tem muita habilidade. Outro fundamento bom nele é a bola parada.”

Uma semana decisiva. É assim que Adelmo está encarando estes dias que antecedem o jogo de volta contra o Alecrim-RN. Nas conversas com os jogadores, o assunto tem sido sempre o mesmo. “Estou mostrando para eles que a vontade de trabalhar nesta semana tem que ser maior do que a de vencer no próximo domingo. Uma coisa leva a outra. Não vai ser fácil, mas vamos para cima”, analisou Soares.

O volante Vágner Rosa, que havia sumido depois da vitória centralina sobre o Sergipe, reapareceu e já deve ser titular no próximo domingo. Na derrota por 2x0 diante do Alecrim foi nítida a falta que o jogador fez. “Eu e o grupo conversamos muito com ele e resolvemos dar uma chance. É um jogador muito importante para o time e pode ser titular já no domingo”, disse Adelmo Soares. Vágner deve entrar na vaga de Fernando Pilar, que tomou o terceiro cartão amarelo na partida do último domingo.

Para fugir do rebaixamento, Juventude contrata Bruno Teles

O Juventude apresentou nesta terça-feira seu mais novo reforço, visando qualificar o grupo que precisa reagir no Campeonato Brasileiro da Serie B, já que esta na zona de rebaixamento da competição. Trata-se do lateral-esquerdo Bruno Teles, ex-Grêmio, que estava no Sport.

O treinador Ivo Wortmann, que tem utilizado o atacante Ivo de forma improvisada na ala esquerda da equipe, pensa até em promover a estreia de Bruno no jogo da sexta-feira, contra o Guarani, em Caxias do Sul, mas para isso depende de a diretoria do clube conseguir a condição legal junto à CBF.

Quem tem estreia certa é o atacante Lopes, que é outro reforço recente do Juventude. O jogador foi contratado junto ao Atlético-MG, onde não estava sendo aproveitado. Ele passou por um processo de recondicionamento físico desde sua chegada no mês passado mas já é considerado pronto para ser utilizado.

Bruno Teles, 26 anos, 1m83m e 77kg, esteve cotado inclusive para retornar ao Grêmio, onde foi criado, mas acabou acertando com o Alviverde de Caxias do Sul.

Dutra é punido e desfalca Sport contra o Barueri

Em julgamento no STJD pela expulsão na partida contra o Cruzeiro, o lateral-esquerdo Dutra, do Sport, foi apenado com dois jogos de suspensão, pelo artigo 254 (jogada violenta) do Código Brasileiro de Justiça Esportiva.

Como já cumpriu a automática, ficará de fora apenas do próximo jogo do Leão, nesta quarta-feira, contra o Barueri, na cidade do Barueri.

Este é o quarto desfalque do Sport para o confronto.

Também estão fora Ciro (servindo a seleção), Wilson (por expulsão) e Fumagalli (por contusão).

Para a vaga de Dutra na lateral esquerda, o técnico Péricles Chamusca deve improvisar e escalar o lateral direito Élder Granja. A outra opção é escalar o prata da casa Jackson, especialista da posição.

terça-feira, agosto 18, 2009

Sport está contratando um lateral-esquerdo Fininho

Contando apenas com Dutra na lateral esquerda, o Sport está contratando para a mesma posição o jogador Fininho, do Lokomotiv de Moscou. O atleta, 25 anos, foi revelado pelo Corinthians e já defendeu Vitória, Juventude e Figueirense.

Está praticamente tudo certo. Os valores já foram acordados. Só falta, segundo o assessor de imprensa do Sport, Amaury Veloso, uma última confirmação do empresário do atleta.

Fininho tem 1,80 m, 75 kg, já foi campeão catarinense, em 2006, e campeão da Copa da Rússia, em 2007, e não vem atuando no Lokomotiv nesta temporada.

segunda-feira, agosto 17, 2009

Vera Cruz e Araripina estão na 1º divisão do Pernambucano 2010

O Vera Cruz e o Araripina conquistaram, neste domingo, a classificação para disputar a primeira divisão do Campeonato Pernambucano em 2010. O time de vitória de Santo Antão garantiu a vaga ao vencer o Ferroviário por 2 a 0. Já o Araripina conquistou a vaga ao empatar em 1 a 1 com o Afogadense.

Chamusca preocupado com desfalques para enfrentar o Barueri

O técnico Péricles Chamusca terá problemas para armar o time do Sport no jogo contra o Barueri, quarta-feira (19), em São Paulo. O treinador não terá o volante Hamilton, que continua cumprindo suspensão, e ainda perdeu a dupla titular de ataque.

Wilson fica fora porque foi expulso no jogo contra o São Paulo. Já Ciro se apresenta à
Seleção Brasileira Sub-20 para um novo período de treinamento.

Os desfalques podem não parar por aí. Isto porque o lateral-esquerdo Dutra(foto) será julgado nesta terça-feira (18) e corre o risco de também ficar fora da partida. O jogador será julgado no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pela expulsão no jogo contra o Cruzeiro, dia 27 de julho e pode pegar de dois a seis partidas de gancho.

Gilmar é dúvida para enfrentar o Goiás

O Náutico abre o returno do Campeonato Brasileiro com três desfalques. O lateral-esquerdo Anderson Santana, o volante Rudnei e o meia Juliano estão suspensos e não jogam contra o Goiás, às 21h desta quinta-feira (20), nos Aflitos.

Anderson Santana e Juliano cumprem suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Já Rudnei fica fora pela expulsão na partida contra o Avaí, no último sábado (15).

Gilmar é dúvida. Lessa volta

O atacante Gilmar é dúvida para a partida. O jogador continua tratando da lesão na panturrilha e dificilmente deve ser liberado para o jogo desta quinta-feira. Os médicos alvirrubros não descartam uma melhora, mas acreditam que o mais provável é o retorno do artilheiro Timbu no jogo contra o Cruzeiro, no domingo (23), no Mineirão.

Em compensação, o atacante Anderson Lessa foi liberado pelos médicos e fica à disposição do técnico Geninho para o jogo.

Givanildo Oliveira e Roberto de Jesus cotados para assumir o Santa

A diretoria do Santa Cruz pretende aproveitar o período de recesso para estruturar a comissão técnica que vai comandar o time na disputa da Copa Pernambuco. O torneio começa no dia 13 de setembro e os atletas voltam ao Arruda no dia 24 de agosto.


Entre os nomes especulados estão o de Givanildo Oliveira, que atualmente comanda o América-MG. Além de Roberto de Jesus, que comandou o Central no Pernambucano deste ano e teve passagem pelo Arruda quando era jogador.

Roberto de Jesus, inclusive, chegou a ser especulado para ser o substituto de Sérgio China, quando ele foi demitido. Mas, quem acabou assumindo foi Márcio Bittencourt.

A expectativa é de anunciar ainda esta semana o nome do novo treinador coral.

domingo, agosto 16, 2009

Gol de Hugo nos acréscimos leva o São Paulo de volta ao G-4 do Brasileirão

O São Paulo voltou ao G-4 do Campeonato Brasileiro. Jogando na Ilha do Retiro, no Recife, a equipe comandada por Ricardo Gomes, mesmo sem mostrar o bom futebol das últimas partidas e sem dois zagueiros, expulsos, venceu o Sport por 2 a 1, na Ilha do Retiro. A vitória veio de maneira dramática, com um gol marcado por Hugo, aos 48 do segundo tempo.O time foi beneficiado pela derrota do Atlético-MG para o Corinthians para voltar ao grupo das melhores equipes da competição.

Foi a sexta vitória consecutiva do Tricolor e a sétima nas últimas nove partidas disputadas. Com o resultado, a equipe foi aos 33 pontos na tabela de classificação e assumiu a quarta posição. O time tem o mesmo número de pontos do Internacional, terceiro colocado, mas os gaúchos levam vantagem por terem uma vitória a mais. Já o Sport segue na lanterna do Brasileirão, com apenas 13 pontos conquistados em 19 rodadas.

Os dois times voltarão a campo no meio da semana. Na quarta-feira, o Tricolor receberá a visita do Fluminense no estádio do Morumbi. No mesmo dia, o Sport vai enfrentar o Barueri, na casa do adversário.

Domínio são-paulino

Mesmo com a fraca campanha da equipe no Campeonato Brasileiro, a torcida do Sport fez a sua parte e compareceu em grande número na Ilha do Retiro. E, quando a bola rolou, a equipe comandada por Péricles Chamusca tomou a iniciativa da partida. Com mudanças na equipe e no esquema tático (saiu o 4-4-2 e entrou o 3-5-2), a equipe chegou duas vezes ao gol de Denis nos primeiros dez minutos, ambas com o atacante Wilson.

Mas foi só. A partir do momento em que o São Paulo começou a controlar a posse de bola, o time pernambucano se retraiu em campo. Aos 16, aconteceu a primeira chegada do Tricolor com Hernanes, que recebeu de Washington e bateu rasteiro, para firme defesa de Magrão. No minuto seguinte, Borges recebeu de Washington e, na entrada da área, girou e bateu de pé esquerdo. A bola desviou em Durval e foi para a linha de fundo.

A esta altura da partida, só um time jogava. O São Paulo tinha liberdade para tocar a bola no meio-campo e também usava muito as laterais, principalmente a esquerda, onde a dupla Jorge Wagner e Junior Cesar se destacava. Aos 20, o gol só não saiu porque Magrão fez bela defesa em chute da entrada da área de Hernanes, após passe açucarado de Borges.

Mas, quatro minutos depois, não teve jeito, e o Tricolor abriu o marcador. Junior Cesar puxou contra-ataque pela esquerda, avançou pelo meio e tocou para Hernanes na direita. O camisa 10 fez belo lançamento para Borges que, de cabeça, ajeitou para Washington que, cara a cara com Magrão na pequena área, bateu de pé direito, no canto esquerdo da meta pernambucana. Foi o sétimo gol do camisa 9 são-paulino no Brasileirão e o 24º na temporada.

Com a vantagem adversária no marcador, a torcida do Sport definitivamente perdeu a paciência. E o time, dentro de campo, não acertou mais nada. O lateral-direito Moacir mostrava iniciativa no apoio, mas tropeçava nas próprias pernas. No ataque, o garoto Ciro, sozinho, não conseguia passar pela forte marcação adversária. E o São Paulo, tranquilamente, tocava a bola e, quando ia ao ataque, era mais perigoso.

Aos 31, no último lance de perigo da partida, Adrián González, que fazia a sua estreia pelo Tricolor, roubou a bola de Durval dentro da área mas, na acabou adiantando a bola e permitiu o corte salvador de Magrão. No final do primeiro tempo, a torcida do Sport vaiou demais os seus jogadores.

Domínio pernambucano

Insatisfeito com o desempenho de sua equipe, o técnico Péricles Chamusca fez duas alterações no intervalo. Ele sacou os inoperantes Juliano e Fumagalli e colocou Fabiano e Luciano Henrique. O time melhorou sensivelmente e rapidamente equilibrou a partida. Do outro lado, o São Paulo recomeçou a partida de maneira mais defensiva, buscando um contra-ataque para tentar definir a partida.

A torcida sentiu o crescimento da equipe e passou a cantar nas arquibancadas. Nos primeiros dez minutos, o time chegou por duas vezes com perigo, em jogadas pela ponta esquerda, mas falhou no último toque, permitindo o corte da zaga são-paulina. Aos 13, Andrade chutou de fora da área e Denis defendeu em dois tempos.

Percebendo a melhora rival, Ricardo Gomes resolveu mexer no São Paulo, sacando Adrián González e colocando Zé Luis no seu lugar. Isso para melhorar a marcação na lateral-direita, já que Dutra começou a dar trabalho no apoio pela lateral. Aos 16, ele arriscou de fora da área e Denis espalmou pela linha de fundo.

Nova mudança

Ricardo Gomes, preocupado com a queda da equipe, resolveu mexer novamente no time e no esquema tático. Ele tirou Borges e colocou Hugo. Com isso, o time saiu do 3-5-2 e passou para o 3-6-1, somente com Washington isolado no ataque. A ideia era voltar a equilibrar as coisas no meio-campo, já que a bola não saía dos pés dos jogadores do Sport.

Aos 25, as coisas se complicaram ainda mais para o Tricolor, já que Miranda, que tinha cartão amarelo, fez falta em Wilson e foi bem expulso pelo juiz Sandro Meira Ricci. Péricles Chamusca, então, partiu para o tudo ou nada, colocando o atacante Lincom na vaga do zagueiro Igor. E o São Paulo, a esta altura da partida, se defendia como podia. O time já não tinha a mesma organização em campo.

Aos 30, o Sport, por muito pouco, não empatou a partida. Moacir cruzou da direita, Denis falhou, Wilson cabeceou, e Zé Luis, quase na linha, conseguiu afastar o perigo, para desespero do torcedor pernambucano.

Emoção no final

Nos últimos dez minutos, o jogo, que estava morno, ganhou em dramaticidade. Aos 35, o São Paulo teve a chance para matar a partida com Washington, que recebeu cruzamento de Hernanes e, de primeira, bateu de pé direito e acertou a trave direita de Magrão. Logo depois, foi a vez do Sport ficar com dez homens, já que Wilson simulou um pênalti e foi bem expulso pela arbitragem.

Três minutos depois, o São Paulo voltou a ficar com um homem a menos. Renato Silva fez falta em Ciro, e, como já tinha cartão amarelo, recebeu o vermelho de maneira correta. E, com dois zagueiros a menos, ficou muito complicado segurar a vantagem. Aos 39, após cobrança de escanteio da direita de Luciano Henrique, César cabeceou para o meio da área, e Fabiano, sozinho, tocou no canto esquerdo de Denis. Festa na Ilha do Retiro.
O jogo parecia decidido. Mas o São Paulo, na base da superação, teve um último gás e, quando o jogo já estava nos descontos, conseguiu o que ninguém esperava. Junior Cesar fez bela jogada, escapou pelo meio, foi para a direita, passou por Moacir e fez um cruzamento primoroso para Hugo que, de cabeça, tocou no canto direito de Magrão. Vitória garantida e volta ao G-4. E no fim, a torcida comemorou e gritou "o campeão voltou, o campeão voltou".

Ficha técnica:

SPORT 1 x 2 SÃO PAULO
Sport: Magrão; César, Igor (Lincom) e Durval; Moacir, Andrade, Juliano (Fabiano), Fumagalli (Luciano Henrique) e Dutra; Ciro e Wilson. Técnico: Péricles Chamusca.
São Paulo: Denis; Renato Silva, André Dias e Miranda; Adrián González (Zé Luis), Hernanes, Richarlyson, Jorge Wagner e Junior Cesar; Borges (Hugo) e Washington (Wellington). Técnico: Ricardo Gomes.

Gols: Washington, aos 24min do 1º tempo. Fabiano, aos 39min e Hugo, aos 48min do 2º tempo.
Cartões amarelos: Adrián González (São Paulo).
Cartão vermelho: Wilson (Sport) e Renato Silva e Miranda (São Paulo)
Estádio: Ilha do Retiro.
Data: 16/08/2009.
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF). Auxiliares: Enio Ferreira de Carvalho (DF) e João Antônio Sousa Paulo Neto (DF)

Gol de Marquinhos nos minutos finais garante a vitória do Avaí sobre o Náutico

Um golaço de Marquinhos aumentou em uma vitória a série invicta do Avaí no Campeonato Brasileiro. O time catarinense derrotou o Náutico por 2 a 1, na noite deste sábado, na Ressacada, pela 19ª rodada, e chegou ao seu sétimo triunfo na sequência de nove jogos sem derrotas. Eltinho abriu o placar para os donos da casa, na primeira etapa, e o zagueiro Émerson fez contra, no segundo tempo, empatando a partida. Mas quando tudo já parecia definido, o camisa 10 alviceleste pôs a equipe do técnico Silas em vantagem novamente, botando fim às esperanças alvirrubras de deixar a zona de rebaixamento.

Com o resultado, os catarinenses somam 30 pontos, e chegam à quinta colocação do Brasileirão, enquanto os recifenses seguem com 18, na 17ª colocação.

As equipes voltam a campo na quinta-feira. O Avaí duela com o Atlético-MG, no Mineirão, enquanto o Náutico recebe o Goiás, nos Aflitos.

Eltinho põe o Avaí em vantagem

O Avaí abriu o placar aos 24 minutos de jogo. Após falta sofrida por Muriqui na entrada da área alvirrubra, Marquinhos e Léo Gago se posicionaram para a cobrança. Mas foi Eltinho quem surpreendeu e bateu, com categoria, acertando o ângulo esquerdo do goleiro Gledson.

Embalados, os donos da casa partiram para cima, na tentativa de ampliar a vantagem. Aos 31, em novo chute de Eltinho, o camisa 1 do Timbu fez defesa segura. Com os visitantes sentindo a pressão e cometendo muitos erros, o alviceleste William também começou a dar trabalho. Aos 39, o atacante mandou uma bomba da ponta da área e obrigou Gledson a mostrar serviço novamente.

Apesar da vantagem e da superioridade em campo, o técnico avaiano, Silas, alertou para os contra-ataques dos recifenses e cobrou atenção de sua equipe.

Empate e gol nos minutos finais

Com apenas um minuto da segunda etapa, Marquinhos deu belo passe para Muriqui, que, dentro da área, chutou em cima de Gledson e desperdiçou a chance de marcar. Os catarinenses seguiram no ataque e, aos cinco, reclamaram de um toque de mão do zagueiro Asprilla dentro da área do Náutico, mas a arbitragem nada assinalou.

Aos oito, no entanto, em um lampejo do ataque recifense, o Timbu sofreu uma falta à direita da área alviceleste. No levantamento de Rudnei, Émerson tentou desviar e marcou contra, empatando a partida.

O zagueiro avaiano tentou compensar e, aos 12, após passe de Muriqui, mandou uma bomba no travessão de Gledson. Os alvirrubros levaram outro susto semelhante aos 16, em chute de Marquinhos, que carimbou a trave esquerda do camisa 1 do Timbu. Aos 17, o Náutico acabou ficando com um jogador a menos, com a expulsão de Rudnei, que cometeu falta em Eltinho e recebeu o cartão vermelho.

Aos 28, Eltinho foi responsável pela terceira bola na trave da partida, em chute cruzado de fora da área. Mas, se o segundo gol parecia próximo, foi difícil para a torcida catarinense acreditar na chance perdida por Muriqui aos 30 minutos. Desajeitado, o atacante recebeu, na pequena área, e mandou a bola pela linha de fundo.

A vitória do Avaí veio aos 44, em lançamento de Léo Gago na medida para Marquinhos, de primeira, marcar um golaço e correr para comemorar junto à torcida alviceleste. Ao fim da partida, muita reclamação dos jogadores alvirrubros, que veem o time acabar o primeiro turno na degola.

Ficha técnica:

AVAÍ 2 x 1 NÁUTICO
Avaí: Eduardo Martini, Rafael, Émerson (Fabinho Capixaba) e Augusto; Luís Ricardo (Roberto), Marcus Winícius, Léo Gago, Marquinhos e Eltinho; Muriqui e William (Anderson). Técnico: Silas.




Náutico: Gledson, Patrick (Sidny), Nílson, Asprilla e Michel (Kuki); Rudnei, Derley, Anderson Santana e Juliano; Carlinhos Bala e Márcio Barros (Márcio). Técnico: Geninho.



Gols: Eltinho, aos 24 minutos do primeiro tempo; Émerson (contra), aos oito, e Marquinhos, aos 44 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Émerson, Marcus Winícius, Roberto e Anderson (Avaí); Nílson, Rudnei, Derley, Anderson Santana (Náutico).


Cartão vermelho: Rudnei (Náutico).
Estádio: Ressacada.


Data: 15/08/2009.


Árbitro: Wilton Pereira Sampaio.


Auxiliares: Cesar Augusto de Oliveira Vaz (DF) e Marrubson Melo Freitas (DF).

sábado, agosto 15, 2009

Sem chances no Figueirense, Kássio deve retornar a Ilha

O jovem meia-atacante Kássio tem os direitos federativos presos ao Sport até o dia 01 de agosto de 2010. Mas o atleta está emprestado ao Figueirense até o próximo dia 31 de agosto.

Mas como não está sendo aproveitado pelo técnico do clube catarinense Roberto Fernandes na Série B, Kássio deve se desvincular do Figueira na próxima semana e retornar para Ilha do Retiro.