sexta-feira, julho 31, 2009

Santa contrata lateral-direito


O lateral-direito Geovane, que estava no Guaratinguetá, é o novo reforço

A diretoria do Santa Cruz confirmou nesta sexta-feira a contratação de mais um lateral-direito. Geovane, 24, que estava no Guaratinguetá, é o novo reforço.


Geovane tem 1,66m de altura e 61 kg. Segundo o diretor Newton Borba o atleta já faz parte do elenco, só falta assinar o contrato.

Náutico perde um mando de campo e é multado em R$ 10 mil

A punição veio em decorrência à garrafada em radialista baiano Art. 213

O Náutico foi punido com a perda de 1 (um) mando de campo e multa de R$ 10 mil, em julgamento na quarta comissão disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), na tarde desta sexta-feira, por infração ao Art. 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) — "deixar de tomar providências capazes de prevenir desordens em sua praça de desporto" —, na partida contra o Vitória, pela Série A. O lance que gerou a punição foi a garrafada que o radialista baiano Wilson Luiz levou na cabeça após a partida.

Assim, o Náutico terá de jogar uma partida num raio de 100 km de distância do Recife. O Estádio Luiz Lacerda, de Caruaru, é op.

A defesa do Náutico, feita pelo vice-presidente jurídico do clube, o advogado Ivan Rocha, argumentou que: a) O arremesso não aconteceu durante o jogo, mas 40 minutos após a partida; b) O torcedor pegou a garrafa de vidro em um bar fora do estádio, após a partida, e voltou para arremessar a garrafa; c) O Náutico não vende garrafas de bebidas nos Aflitos; d) O infrator fugiu no dia da partida, mas uma semana depois foi o infrator foi preso após denúncia de outro torcedor do Náutico, ou seja, todas as medidas cabíveis foram tomadas.

A defesa sensibilizou o auditor-relator, Washington Oliveira, mas não os auditores Paulo Bracks, Rodrigo Fux e o presidente em exercício da quarta comissão, Rodrigo Teixeira. Por 3 (três) votos a 1 (um), os auditores entenderam que o Náutico não tomou as medidas corretas para prevenir a violência e que a repressão deveria ter sido imediata — o infrator só foi preso uma semana depois.

Lincoln é o novo atacante

O Sport segue reforçando o seu elenco para o restante do Campeonato Brasileiro da Série A e para as demais competições que disputará no futuro. E em primeira mão, em entrevista a SportNet, o diretor de futebol Fred Borda anunciou oficialmente a contratação do centroavante Lincoln, que foi artilheiro da Série A-2 do Campeonato Paulista com 20 gols.


Lincoln, de 25 anos, vem para Ilha do Retiro através de uma parceira entre o Sport e o Rio Branco. Ele assinará contrato com o Leão por três anos e passará a ter 50% de seus direitos federativos ligados ao clube pernambucano.


Confira a ficha do atleta:


Nome: Orlando Francisco Pires Júnior
Local de nascimento: Camapuã (MS)
Data de nascimento: 17/02/1984
Altura: desconhecida
Peso: desconhecido
Clubes: Araçatuba (SP), Sertãozinho (SP), Portuguesa Santista (SP), Westerlo (BEL), Crac (GO) e Rio Branco (SP).


Atacantes


Com a contratação de Lincoln, o Sport passou a contar com sete jogadores para o setor de ataque. Os demais atacantes são: Wilson, Ciro, Vandinho, Arce, Guto e Eduardo, sendo que este último também joga como meia.

Péricles Chamusca é o novo técnico do Sport

Após a saída de Emerson Leão, o Sport encontrou um substituto para o cargo de treinador da equipe nesta sexta-feira. Trata-se do técnico Péricles Chamusca, que assume o time de Pernambuco após grande passagem pelo futebol japonês e será o responsável por melhorar a campanha da equipe durante o Campeonato Brasileiro.


Com 43 anos, Chamusca se destacou no cenário nacional ao comandar o Santo André na conquista da Copa do Brasil de 2004, quando o Ramalhão derrotou na final o Flamengo, em pleno Maracanã. Depois da passagem pelo ABC paulista, o treinador dirigiu o Vitória, Brasiliense, Botafogo e Oita Trinita, do Japão, onde recentemente rescindiu seu contrato.


Chamusca chega para ser o terceiro técnico do Sport na temporada. O Leão da Ilha do Retiro iniciou o ano com Nelsinho Batista no comando, mas a eliminação na Copa Libertadores para o Palmeiras e o desgaste com o elenco fez a direção demiti-lo no início deste Brasileirão.


Depois de Nelsinho, Emerson Leão assumiu o Sport com o objetivo de levar a equipe de volta às primeiras colocações no Campeonato Brasileiro. Entretanto, os maus resultados fizeram a alta cúpula do clube optar pela troca no comando.


CURRÍCULO

Péricles Chamusca treinou o Santa Cruz em 1996, 2003 e 2004. Em 98, foi vice-campeão pernambucano pelo Porto de Caruaru. Foi vice-campeão da Copa do Brasil pelo Brasiliense, em 2002, e comandou a equipe do Santo André na maior parte da campanha que terminou com o título da Copa do Brasil de 2004. No Oita Trinita, conquistou o título da Copa da Liga Japonesa em 2008. Foi também campeão baiano em 1995 e 2000 pelo Vitória e campeão alagoano em 1999 pelo CSA.

Bittencourt define ataque do Santa Cruz

O técnico Márcio Bittencourt ainda não confirmou o time titular do Santa Cruz para o confronto diante do Central, mas o ataque já está definido. Reinaldo e Juninho serão os titulares.


“Na minha concepção são os dois melhores jogadores. Mas se tivéssemos um outro jogador rápido, que fizesse o pivô lá na frente, poderíamos trazer o Juninho mais para trás, acho que o nosso time ficaria mais rápido, ia chegar com mais facilidade”, analisou o técnico Márcio Bittencourt, em entrevista ao site oficial do clube, Coralnet.

Novos reforços próximos de serem regularizados

O volante Renan e o meia-atacante Eduardo devem ter os seus nomes publicados no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF nesta sexta-feira (31). Se isso acontecer, os atletas poderão enfrentar o Palmeiras no sábado (01) na Ilha do Retiro.


Já os atacantes Wilson e Juan Arce só deverão ficar regularizados na próxima semana. O boliviano, por sinal, só poderá atuar pelo Sport após o dia 03 de agosto, dia em que a janela de transferências internacionais será aberta.


É bom ressaltar que no momento da chegada de Arce ao Sport, informações da Ilha do Retiro davam conta de que se o atleta estivesse regularizado, poderia enfrentar o Palmeiras, o que não pode acontecer (só a partir de 03 de agosto).

Náutico multa Gladstone por expulsão

A má atuação do Náutico diante Santos, nos Aflitos, deixou os dirigentes do clube preocupados.


Por isso, realizaram uma reunião para tomar algumas diretrizes para o futuro. Os alvirrubros precisam encontrar uma forma de mudar a postura da equipe dentro de campo.


A primeira medida foi tomada.


Por ter sido expulso contra o Santos, o zagueiro Gladstone teve seu salário reduzido em 30%.



Comenta-se nos Aflitos que os dirigentes não estão satisfeitos com o desempenho de alguns atletas. Por isso, há sinal de que, em breve, o elenco sofrerá alguma reformulação.


Mas, para isso, é preciso avaliar como a equipe vai se comportar com a entrada dos reforços recém-contratados.


O lateral Patrick e o zagueiro Cláudio Luís estão regularizados e já ficam à disposição do técnico Geninho para a partida contra o Flamengo.

Ciro vai depor sobre agressão na próxima semana

O delegado da GPCA, Jorge Ferreira, revelou que o atacante do Sport Ciro será ouvido na próxima semana para contar sua versão sobre a possível agressão a um adolescente, na noite da quarta-feira, no Shopping Center Recife.


Ferreira ouviu, na tarde desta quinta-feira, a versão do menor que confirmou a agressão. "Ele disse que viu Ciro saindo do shopping. Quando ele estava saindo, viu um tumulto em torno de Ciro, no qual muitos garotos estavam xingando o atleta. Segundo ele, o atacante teria o denunciado como causador do tumulto aos seguranças do estabelecimento. Foi quando ocorreu a agressão".


Jorge Ferreira contou que enviará, nesta sexta-feira, um ofício ao Sport Club do Recife, convocando Ciro a depor na GPCA. "Deveremos agendar esse depoimento para a próxima semana", contou.

quinta-feira, julho 30, 2009

Santa com apenas uma dúvida para enfrentar o Central

O time do Santa Cruz está praticamente definido para enfrentar o Central, às 16h deste domingo, no Estádio Luiz Lacerda, em Caruaru. A única dúvida do técnico Márcio Bittencourt é no meio-campo. Leandro Gobatto e Neto Maranhão disputam a posição.

O restante do time está escalado, com três zagueiros e com Juninho voltando a atuar no ataque ao lado de Reinaldo. Marcelinho fica como opção no banco de reservas.

De acordo com Bittencourt, a ausência de atacantes de mobilidade o fez deslocar novamente Juninho para o ataque. "Oo ataque me preocupa mais, pois temos poucos atletas e talvez tenha que improvisar o Juninho na frente. Ele é muito bom.

Rápido e sabe segurar a bola, por isso preferia utilizar ele no meio, flutuando entre nossos dois volantes, mas preciso de alguém para jogar ao lado de Reinaldo", disse ao site CoralNet.

Assim, o time que deve entrar em campo será formado por: Gustavo; Leandro Camilo, Alex Xavier, Gonçalves; Tamandaré, Alexandre Oliveira, Anderson, Neto Maranhão (Gobatto) e Marquinhos; Juninho e Reinaldo.

A definição oficial do time só deve sair no coletivo marcado para a tarde desta sexta-feira (31). Nesta quinta-feira, o time treinou até as 11h da manhã e foi dispensado da movimentação marcada para a tarde.

Dutra de fora por dois jogos

Por conta da expulsão na partida desta quarta-feira (29) contra o Cruzeiro no Mineirão, o lateral-esquerdo Dutra não vai poder encarar o Palmeiras no próximo sábado (01) na Ilha do Retiro.


O lateral-esquerdo também não vai poder jogar contra o Fluminense no dia 06 de agosto no Maracanã, pois também tomou o terceiro cartão amarelo contra a Raposa.


A volta de Dutra ao time do Sport só deve acontecer no dia 10 de agosto, na partida contra o Internacional, no estádio Beira-Rio em Porto Alegre.

Gustavo volta ao gol do Santa contra o Central

Após desfalcar o time em dois jogos por conta de uma lesão muscular, o goleiro Gustavo volta ao time titular do Santa Cruz no jogo contra o Central, às 16h deste domingo, em Caruaru. O arqueiro coral treinou normalmente e está confirmado pelo técnico Márcio Bittencourt.

De acordo com o próprio Gustavo, a lesão está completamente curada, mas ele pretende se preservar um pouco nos treinos. “Estou num processo de readaptação, é preciso não forçar muito, para não cansar a musculatura”, explica ao site CoralNet.

A partida é decisiva para a permanência do Santa Cruz na competição. O time precisa vencer os dois próximos jogos para assegurar passagem à fase de mata-mata da Série D do Campeonato Brasileiro. Para Gustavo, a partida será encarada realmente como uma decisão para as duas equipes. “É um jogo de vida ou morte para a gente, vai garantir nosso salário, nossa auto-estima, mas vai ser para o Central também”, destaca.

Após o Central, o Santa terá pela frente no domingo (09), o CSA, no Arruda. O Tricolor ocupa a terceira colocação do Grupo 4 com quatro pontos. O Sergipe lidera com 7 e o Central vem logo em seguida com 6 pontos. O CSA é o lanterna da chave com 3 pontos.

Mancini pede muito e está descartado

Diretamente de Belo Horizonte, o diretor de futebol do Sport, Augusto Carreras, acabou de confirmar a SportNet que Vagner Mancini não será o novo técnico do Sport. Ele contou que o treinador está descartado porque o salário pedido por ele é muito alto, fora da realidade financeira do Leão.


Além disso, Carreras revelou que Guilherme Beltrão, vice presidente de futebol do Sport, conversou com os dirigentes do Flamengo (clube que também tinha interesse em Mancici), e todos eles chegaram a conclusão de que o procurador do técnico estava fazendo um leilão entre os clubes. Por isso Mancini não vai treinar nenhuma das duas agremiações.


E como Vagner Mancini não vem mais, o Sport vai continuar em busca de um novo comandante técnico. E a bola da vez na Ilha do Retiro passa a ser Sérgio Guedes, que deixou o Santo André na última segunda-feira (27). Tudo indica que ele vai ser o novo treinador Rubro-negro.

Kléber marca no fim e garante vitória do Cruzeiro sobre o Sport

O Cruzeiro se recuperou do mau retrospecto recente no Mineirão, mas foi sofrido. Venceu o Sport por 1 a 0 nesta quarta-feira com um gol de Kléber aos 45 minutos do segundo tempo. O time, que vinha de três derrotas no estádio (para Corinthians, Estudiantes e Atlético-MG), pulou para a 14ª colocação do Brasileiro, com 17 pontos.


Os donos da casa estiveram com um jogador a menos em boa parte do confronto, já que Diego Renan recebeu o cartão vermelho aos 32 minutos da etapa inicial. Foi a sétima expulsão do time em 14 rodadas.


O Sport, que teve o interino Levi Gomes no comando, após a demissão de Emerson Leão, completou cinco partidas sem vitória. Segue na zona de rebaixamento, com 13 pontos, em 17º lugar.


Na próxima rodada, Cruzeiro e Sport voltam a encontrar adversários da última Libertadores. Os mineiros, que comemoraram no Olímpico a vaga para a decisão continental, voltam ao estádio para encarar o Grêmio, às 19h30m de domingo. No dia anterior, às 18h30m, o Sport recebe o algoz Palmeiras na Ilha do Retiro, palco da eliminação nas oitavas-de-final.


Sport acerta marcação e segura o Cruzeiro


As duas equipes começaram o jogo no Mineirão com surpresas na escalação. Adilson Batista pôs o garoto Diego Renan (19 anos) na lateral esquerda, deixando Gerson Magrão no meio, com uma função que ele não fazia havia mais de três meses. E Levi Gomes adotou uma formação mais ofensiva, trocando Sandro Goiano por Luciano Henrique.

As duas apostas se mostraram arriscadas. O Cruzeiro pareceu capenga, forçando as jogadas apenas pela direita. E teve o próprio Diego Renan expulso, após levar dois cartões amarelos num intervalo de três minutos - aos 29, por fazer falta boba no meio-campo, e aos 32, ao derrubar Luciano Henrique.


Já o Sport demorou a acertar a sua marcação e passou por alguns apuros até os 20 minutos, tanto é que Levi Gomes chegou a mandar o volante Sandro Goiano para o aquecimento. Antes disso, Gerson Magrão acertou o travessão, e Thiago Ribeiro obrigou Magrão a espalmar um chute para escanteio.


Depois, o Sport conseguiu controlar as jogadas ofensivas dos donos da casa - à base, é verdade, de muitas faltas. Somente Kléber recebeu sete nos 45 minutos iniciais. E cinco jogadores rubro-negros receberam o cartão amarelo.


O preço da solidez defensiva, no entanto, foi a falta de ousadia no ataque. O Sport só exigiu alguma ação de Fábio em chutes de fora da área, e mesmo assim sem perigo. Abusava de passes longos, quase sempre encontrando os homens de frente em impedimento: foram seis no primeiro tempo. Mesmo com um jogador a mais, o time manteve sua postura, sem se expor a contra-ataques.


Segundo tempo tem mais chances de gol


O intervalo fez bem à partida, que ficou mais aberta no segundo tempo. Em 16 minutos, seis boas chances foram criadas (quatro com os donos da casa e duas com os visitantes). Thiago Ribeiro teve duas em seus pés, mas concluiu mal, levando parte da torcida a vaiá-lo. Kléber teve outras duas, mas parou em boas defesas de Magrão.


E o Sport enfim obrigou Fábio a trabalhar, como numa cabeçada de César após cobrança de escanteio. Preocupado com a falta de marcação no meio-campo, Levi Gomes trocou Andrade por Sandro Goiano. Adilson também reforçou a marcação, substituindo Gerson Magrão por Elicarlos. Além disso, tirou Thiago Ribeiro, que foi obrigado a escutar mais vaias, e pôs Wellington Paulista.


Aos poucos, o Cruzeiro foi sentindo o desgaste físico por atuar com um jogador a menos. Mas teve excelente chance para abrir o placar aos 26 minutos, quando Fabrício recebeu passe de Wellington Paulista e, da marca do pênalti, chutou para fora. O Sport também esteve próximo do gol: aos 29, Vandinho cabeceou no travessão.


Nos minutos finais, a torcida no Mineirão foi se mostrando mais impaciente, sobretudo porque via os pernambucanos com posse de bola no campo de ataque. Mas comemorou no finzinho, quando Kléber acertou a rede do goleiro Magrão, mesmo escorregando no momento do chute, marcando seu sexto gol no campeonato. Logo antes, Dutra recebera o cartão vermelho.


Ficha técnica:


CRUZEIRO 1 x 0 SPORT
Fábio, Jonathan (Bernardo), Fabinho, Thiago Heleno e Diego Renan; Henrique, Fabrício, Marquinhos Paraná e Gerson Magrão (Elicarlos); Thiago Ribeiro (Wellington Paulista) e Kléber. Magrão, Igor (Juliano), César e Durval; Élder Granja, Hamilton, Andrade (Sandro Goiano), Luciano Henrique e Dutra; Fabiano (Guto) e Vandinho.
Técnico: Adilson Batista. Técnico: Levi Gomes.
Gol: Kléber, aos 45 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Diego Renan, Fabinho (Cruzeiro); Luciano Henrique, Andrade, Igor, César, Dutra, Durval (Sport). Cartão vermelho: Diego Renan (Cruzeiro) e Dutra (Sport).
Estádio: Mineirão. Data: 29/07/2009. Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ). Auxiliares: Hilton Moutinho (RJ) e Marco Aurelio dos Santos Pessanha (RJ).

quarta-feira, julho 29, 2009

Nos Aflitos, Santos pressiona e vence o Náutico com gol nos acréscimos

Com uma cabeçada salvadora aos 47 minutos do segundo tempo, de Rodrigo Souto, o Santos garantiu a vitória por 2 a 1 sobre o Náutico, nesta quarta-feira à noite, no Estádio dos Aflitos. O time visitante passou todo o segundo tempo com um jogador a mais, mas mesmo assim teve trabalho para conseguir o resultado. E só o fez graças a Neymar, que entrou e, novamente, decidiu, com um gol e uma assistência. O Timbu ocupa a lanterna da competição, com 11 pontos. Já o Santos, com 20, está momentaneamente em nono.


O time alvirrubro volta a campo domingo, às 16h, para enfrentar o Flamengo, no Rio. Já o Alvinegro Praiano só volta a campo no dia 5, contra o Coritiba, no Couto Pereira. A equipe não joga no fim de semana porque o jogo contra o Internacional, que seria domingo, na Vila Belmiro, foi adiado para o dia 26.


Peixe domina primeiro tempo, mas não consegue marcar

O Santos dominou toda a primeira etapa. Trocando passes no meio, o Peixe envolveu o Timbu e começou a criar chances de gol desde os primeiros segundos de jogo. No entanto, não conseguiu vazar o goleiro Gledson, que salvou a equipe da casa com defesas muito importantes, no chute de Fabão, aos 5, em uma bola desviada de pé esquerdo por Paulo Henrique, aos 6, e após a tabela entre Madson e Kléber Pereira. O artilheiro tentou tirar a bola do goleiro, que acabou salvando com a perna, aos 25.


O Náutico errava passes demais nas saídas de bola e acabava encurralado. O time da casa tentou chegar em bolas esticadas, mas a defesa santista, salvo uma furada digna de várzea de Fabão, não passou sustos. O Peixe, porém, foi perdendo o ímpeto. O gramado, muito alto e pesado, desgastou demais a equipe que buscou mais o jogo.


As coisas começaram a ficar melhores para o Santos quando o zagueiro Gladstone, aos 45 minutos, cometeu em Pará, fora do lance de jogo e, como já tinha o amarelo, acabou expulso.


Jogo melhora na etapa final e Peixe garante vitória no fim


Com um jogador a mais, o Santos voltou do intervalo com Felipe Azevedo, um meia mais avançado, no lugar de Paulo Henrique, apagado na primeira etapa. Em seguida, Neymar entrou no lugar de Robson. O Peixe passou a pressionar muito o Timbu, mas seguia errando o alvo. Aos 18, Kléber Pereira livrou-se do zagueiro e, na entrada da pequena área, chutou de bico e mandou por cima.


A chance perdida por seu artilheiro não desanimou o Peixe. O time seguia se lançando ao ataque - e até dando algum espaço para o Náutico contra-atacar, mas sem muito sucesso. Aos 22, o Alvinegro Praiano acabou premiado pela pressão. Madson entrou pela esquerda e cruzou à meia altura para Neymar mergulhar e fazer de cabeça.


Com a desvantagem no placar, o técnico Geninho resolveu ir para o tudo ou nada. Tirou o volante Dudu Araxá e colocou o atacante Acosta. Ignorando os berros do técnico Vanderlei Luxemburgo, que da beira do campo pedia para o time tocar a bola e deixar o tiem passar, o Peixe passo a perder demais a bola no meio-de-campo, dando chances para o Náutico chegar. E o Timbu chegou de vez aos 32. Gilmar foi lançado na área. A zaga santista parou pedindo impedimento, mas Pará dava condição. O atacante dominou e acabou derrubado por Felipe. Pênalti que o próprio Felipe bateu com estilo e empatou.


O ritmo do jogo se tornou alucinante. Os times, escancarados, passaram a se atacar perigosamente. Aos 35, Kléber Pereira perdeu outra grande chance. Neymar cruzou em sua cabeça. Dentro da pequena área, o camisa 9 conseguiu errar o alvo.


A pressão santista tornou-se ainda mais intensa. A bola para a área do Náutico por todos os lados, mas a zaga pernambucana conseguia levar a melhor sobre os atacantes alvinegros. Até que, aos 47, em cobrança de escanteio de Neymar, Rodrigo Souto disputou com Asprilla e garantiu a suada vitória.


Ficha técnica:


NÁUTICO 1 x 2 SANTOS
Gledson, Vágner Silva, Nilson e Gladstone; Galiardo, Johnny (Dudu Araxá/Acosta), Derley, Aílton (Asprilla) e Anderson Santana; Carlinhos Bala e Gilmar. Felipe, Pará, Eli Sabiá, Fabão e Léo (Luizinho); Rodrigo Souto, Germano, Róbson (Neymar) e Paulo Henrique Ganso (Felipe Azevedo); Madson e Kléber Pereira.
Técnico: Geninho. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.
Gols: Neymar, 27, Gilmar, aos 32, e Rodrigo Souto, aos 47 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Gladstone, Carlinhos Bala, Derley (Náutico), Germano, Rodrigo Souto, Felipe Azevedo, Luizinho (Santos) . Cartão vermelho: Gladstone.
Estádio: Aflitos, no Recife. Data: 29/07/2008. Árbitro: Jailson Macedo Freitas (Fifa/BA). Auxiliares: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) Belmiro da Silva (BA).

Geninho teria dito não ao Flamengo

Treinador permanece no Náutico


Antes do Clássico dos Clássicos, o celular de Geninho, técnico do Náutico, tocou com o DDD do Rio de Janeiro.


Era um dirigente do Flamengo dizendo que queria o treinador no clube carioca.


Geninho disse que não conversaria sobre isso naquele momento, por estar focado no jogo contra o Sport — o Clássico dos Clássicos pernambucano.


Pediu para ligar segunda.


A ligação foi feita e veio o convite: ir treinar o Flamengo.


Geninho disse não.


Argumentou que o Flamengo não aceitaria a comissão técnica inteira do treinador.


Disse que seria difícil pagarem a ele no momento mais do que o Náutico está pagando.


E frisou que o Flamengo não paga em dia.

Márcio Barros segue nos Aflitos

A esperança de o Santa Cruz voltar a ter o atacante Márcio Barros na disputa da Série D esfriou.


O interesse do clube tricolor e a liberação do Náutico não estão prevalecendo a um fator que não deixou de ser primordial: a vontade do jogador.


Márcio Barros, logicamente, quer ficar na Série A, até porque não está afastado do elenco alvirrubro.


Pelo contrário, o jogador está relacionado para a partida de hoje à noite contra o Santos e deve ficar no banco.


Além disso, não recebeu salário ainda no Náutico e, segundo o seu empresário, Gílson Marcos, o atacante ainda tem salários a receber do Santa Cruz, e não deseja voltar para o Tricolor antes de embolsar esse dinheiro (o montante não foi revelado).

Ciro volta ao Sport como artilheiro

Depois de se sagrar campeão e artilheiro do Torneio Hexagonal amistoso da Venezuela com quatro gols, o atacante Rubro-negro Ciro voltou muito feliz ao Recife na quarta-feira (28).


O atleta vai ganhar folga de um dia e só irá se reapresentar ao Sport para reiniciar os trabalhos na quinta (30). Mesmo assim, o jogador tem presença confirmada na partida do sábado 01 de agosto contra o Palmeiras na Ilha do Retiro.

Náutico terá volta de Asprilla e Gladstone contra o Santos

O técnico Geninho espera corrigir os erros no setor defensivo do Náutico com os retornos dos zagueiros Gladstone e Asprilla, que ficaram fora do clássico contra o Sport cumprindo suspensão.

Na partida, o treinador tinha apenas Vagner para o setor e precisou improvisar dois volantes. De acordo com Geninho, o ataque que passou cinco jogos sem marcar já apresenta recuperação. Só na partida contra o Sport foram três gols. Contra o Santos, às 19h30 desta quarta-feria (29), além de ter praticamente todo o elenco à disposição, Geninho pode ganhar ainda o reforço do lateral-esquerdo Michel, recém-contratado.

Caso seja regularizado, Michel já deve aparecer como opção no banco de reservas. O goleiro Glédson será mantido no time titular, já que Eduardo está afastado para trabalhar técnica e fisicamente.

O novo camisa 1 alvirrubro afirma que espera render mais no seu segundo jogo pelo Timbu. “A estréia foi difícil por ter toda a pressão do clássico marcado por uma data importante como o centenário. Agora, estou mais confiante e espero fazer o melhor”, disse em entrevista à rádio CBN.

Geninho deve definir o time no coletivo desta terça-feira, mas o provável time deve ser: Glédson; Gladstone, Vagner e Asprilla; Galiardo, Jhonny, Derley, Ailton e Anderson Santana; Carlinhos Bala e Gilmar.

Bittencourt ainda não definiu o Santa Cruz

O técnico Márcio Bittencourt comandou o primeiro coletivo do Santa Cruz visando à partida contra o Central.

Eis o time que jogo: Fernando Henrique (Gustavo), Sandro (Gonçalves), Leandro Camilo e Alex Xavier; Marcos Tamandaré, Anderson, Alexandre Oliveira, Gobatto (Neto Maranhão) e Marquinhos (Marcos Mendes); Juninho e Reinaldo.


Os atletas entre parênteses foram acionados durante o coletivo. E após essas mudanças a equipe considerada titular conseguiu balançar as redes dos reservas, por 3x0.


Bittencourt diz que ainda não tem a equipe definida. Que ainda tem tempo para estudar a melhor formação do time. Mas, pelas declarações do treinador, Gustavo deve ganhar a titularidade.


Os demais, realmente, são incógnitas.

Clodoaldo, ex-Fortaleza, reforça o Central

O Central poderá ter uma novidade no ataque para a partida contra o Santa Cruz.


O atacante Clodoaldo, que se destacou no futebol nacional atuando pelo Fortaleza. Hoje, o atleta estava esquecido no Juazeirense, segunda divisão da Bahia.


Para quem não lembra, apresentamos abaixo um vídeo com os gols de Clodoaldo pelo Fortaleza.


Clodoaldo era tão popular que chegou a ser empresariado por Marlene Matos, ela mesmo, ex-empresária de Xuxa.


Assim, não faltavam matérias de Clodoaldo no Globo Esporte.


Vamos ver se, no Central, Clodoaldo volta a mostrar que ainda tem o faro aguçado para o gol.

Wilson chega e assina contrato

Os três mais novos reforços do Sport, o volante Renan, o meia-atacante Eduardo e o atacante Wilson já estão na Ilha do Retiro.


Os dois primeiros foram contratados ao Atlético Mineiro por empréstimo e chegaram ao clube no último domingo (26). Já Wilson teve a sua volta ao clube confirmada na última semana, mas ele só se reapresentou na Praça da Bandeira nesta terça-feira (28). O atacante assinou contrato até 31 de julho de 2010 e já irá treinar normalmente na quarta-feira (29).


É bom lembrar que no período de chegada e saída do técnico Émerson Leão da Ilha do Retiro o Sport contratou sete reforços: o lateral-direito Elder Granja, o médio/volante Fabiano, o meia Hugo (que se machucou), o volante Renan, o meia-atacante Eduardo, o atacante Juan Arce e o atacante Wilson. Este último pode ser considerado como uma recontratação, pois o atleta havia deixado o clube no início de julho.


Regularizações


O gerente de futebol do Sport, o Coronel Adelson Wanderley, já está providenciando as regularizações de Renan, Eduardo e Wilson. Outro jogador Rubro-negro que está com a sua regularização bem encaminhada é o atacante Boliviano Arce.

terça-feira, julho 28, 2009

Trio de arbitragem de Central x Santa Cruz será pernambucano

A CBF não atendeu à solicitação do Central para escalar árbitros de fora do Estado para a partida diante do Santa Cruz, no próximo domingo, no estádio Luiz Lacerda, em Caruaru.


O trio de arbitragem é pernambucano: Nielson Nogueira será o árbitro principal, sendo assistido por Jossemar Diniz e Ubirajara Ferraz.

Dunga convoca Diego Tardelli e Marcelo para amistoso com a Estônia

Marcelo

O técnico Dunga anunciou nesta terça-feira no Rio de Janeiro a relação de jogadores que enfrentam a Estônia em Tallin em 12 de agosto, no primeiro compromisso da seleção brasileira após a conquista da Copa das Confederações da África do Sul.


As surpresas da lista de Dunga são os nomes de Diego Tardelli, destaque do Campeonato Brasileiro pelo Atlético-MG e o lateral-esquerdo Marcelo, do Real Madrid. Em comparação com a última convocação, os dois ocupam as vagas de Alexandre Pato e Kleber, respectivamente.


"O Marcelo é um jogador que já atuou com nós, teve uma baixa e agora damos uma nova oportunidade. O Tardelli está mostrando um bom rendimento, vem bem faz algum tempo e decidimos dar essa chance a ele", comentou Dunga nas justificativas das novidades de sua convocação.


Diego Tardelli

De resto, o treinador da seleção sustentou a base que triunfou na Copa das Confederações em junho passado, com a manutenção de nomes como André Santos e Ramires, jogadores que se destacaram na competição e ganharam espaço no grupo.


Na temporada 2009, a seleção vem embalada por bons resultados nas últimas rodadas das eliminatórias sul-americanas ao Mundial do próximo ano e pelo título da Copa das Confederações, em decisão dramática contra os EUA, no último jogo oficial do time de Dunga.



A partida de Tallin em agosto será o primeiro confronto na história entre as seleções de Brasil e Estônia, seja em jogos oficiais ou amistosos.



Depois do amistoso na Estônia, a seleção de Dunga encara rodada dupla das eliminatórias sul-americanas no começo de setembro, quando enfrenta a Argentina em Rosario e o Chile em Salvador, nesta ordem, em compromissos que podem selar a vaga da equipe no Mundial do próximo ano.



"É um momento de pegar esses jogadores depois das férias, dar esse ritmo e espírito para depois dar continuidade para as eliminatórias", declarou o treinador da seleção.


do UOL Esporte


» Confira a convocação completa da Seleção:


GOLEIROS
Júlio César (Inter de Milão-ITA)
Gomes (Tottenham-ING)



LATERAIS
Maicon (Inter de Milão-ITA)
Daniel Alves (Barcelona-ESP)
André Santos (Fenerbahce-TUR)
Marcelo (Real Madrid-ESP)



ZAGUEIROS
Lúcio (Inter de Milão-ITA)
Juan (Roma-ITA)
Luisão (Benfica-POR)
Miranda (São Paulo)



MEIO-CAMPISTAS
Gilberto Silva (Panathinaikos-GRE)
Felipe Melo (Juventus-ITA)
Josué (Wolfsburg-ALE)
Kléberson (Flamengo)
Ramires (Benfica-POR)
Elano (Manchester City-ING)
Kaká (Real Madrid-ESP)
Júlio Baptista (Roma-ITA)



ATACANTE
Robinho (Manchester City-ING)
Luís Fabiano (Sevilla-ESP)
Nilmar (Villarreal-ESP)
Diego Tardelli (Atlético-MG)

Sport sondou Jorginho

O Sport está tentando a contratação de Vágner Mancini, ex-Santos, Grêmio, Vitória e Paulista de Jundiaí.


Mancini é um jovem treinador. E é nesse perfil que os rubro-negros estão apostando.


Tanto que a diretoria sondou Jorginho, que, mesmo interinamente, fez um bom trabalho à frente do Palmeiras.


Os rubro-negros, através de um representante do clube, em São Paulo, conversou com o treinador para saber seu interesse em iniciar sua carreira de técnico no Sport.


Jorginho agradeceu, mas revelou que seu interesse, no momento, é dá continuidade a um projeto nas divisões de base do Palmeiras.

Marcelo Ramos só sai do Ipatinga com pagamento de multa

Bem, parece que Marcelo Ramos não vem mesmo para o Sport.


Em meio às especulações sobre a saída de Marcelo Ramos para o Sport — com direito a declaração de dirigente confirmando que ele já estava contratado —, a diretoria do Ipatinga anunciou nesta segunda-feira que o atacante só deixará o clube caso seja paga a multa pela rescisão de contrato. O jogador tem vínculo com a equipe mineira até o final da temporada.



De acordo com a Gazeta Press, o presidente do Ipatinga, Itair Machado, conversou com o jogador no domingo e na manhã desta segunda-feira e, segundo o mandatário, Marcelo Ramos garantiu que pretende cumprir contrato com o clube. O atleta anotou cinco gols na Série B do Campeonato Brasileiro.



O clube interessado em contratar Marcelo Ramos deverá pagar a multa contratual no valor de R$ 1 milhão, segundo o presidente. O jogador está no momento em recuperação no departamento médico, com dores na coluna.

Márcio Barros faz o caminho de volta: dos Aflitos para o Arruda

Quando o Campeonato Pernambucano chegou ao fim, o atacante Márcio Barros, considerado com um dos destaques do Santa Cruz, não demonstrou interesse em permanecer no Arruda.


O motivo: não estava querendo disputar a Série D.


Pouco tempo depois, Márcio Barros foi anunciado como reforço do Náutico.


Bastaram algumas partidas para Barros sentir a insatisfação dos torcedores.


No banco de reservas e sem perspectiva de ganha uma chance de se firmar na equipe, Márcio Barros está voltando ao Arruda.


Quem solicitou o seu retorno foi o técnico Márcio Bittencourt, que recentemente estava no Náutico.


"Márcio não estava bem na equipe e a torcida já estava pegando no seu pé. Além do mais, estamos ajudando o Santa Cruz que está numa situação difícil na Série D", afirmou o coordenador do colegiado de futebol do Náutico, André Campos.


No Náutico, Márcio Barros jogou seis vezes, marcou um gol, teve uma finalização defendida, duas para fora, um impedimento, 13 passes errados, dez faltas sofridas, dez faltas cometidas, um cartão amarelo e uma roubada de bola.


No Santa, ele marcou sete gols no Campeonato Pernambucano e dois na Copa do Brasil.

Reforços apresentados

O meia-atacante Eduardo e o volante Renan, contratados semana passada pelo Sport, foram apresentados ontem (26) à tarde na Ilha do Retiro.


Os jogadores, que ficam emprestados ao Leão até o final deste ano, aguardam suas respectivas regularizações junto à CBF.

Náutico é denunciado no STJD e pode perder até dez mandos de campo

Incidente da garrafada em radialista baiano pode gerar também uma multa de até R$ 200 mil


O Náutico foi denunciado no Artigo 13 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) pela procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pelo incidente em que o radialista Nilson Luís, da Rádio Itapoã, de Salvador-BA, levou uma garrafada no estádio dos Aflitos, após o jogo entre Náutico e Vitória, durante a coletiva de imprensa do treinador Paulo César Carpeggiani, comandante do rubro-negro baiano.


O artigo 13 pune qualquer clube que "deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir desordens em sua praça de desporto". Se for punido, o Timbu terá como pena a multa de R$ 10.000,00 (dez mil reais) a R$ 200.000,00 (duzentos mil reais) e perda do mando de campo de uma a dez partidas.


A defesa do Náutico usará o argumento de que o torcedor responsável pelo arremesso da garrafa já foi identificado e preso pela polícia. O fato aconteceu uma semana após o jogo, por vontade própria do infrator. O clube alega que procurou o torcedor e que recomendou que se entregasse.


Para quem não lembra do incidente, eis abaixo a reportagem televisiva da SporTV um dia após a partida:



segunda-feira, julho 27, 2009

Sport vai apostar na contratação de Mancini

No período da manhã a SportNet adiantava que três treinadores interessavam ao Sport para substituir Émerson Leão. E esses técnicos são: Vagner Mancini (ex-Santos), Cuca (ex-Flamengo) e Péricles Chamusca (ex-Oita Trinita do Japão).


Mas segundo Guilherme Beltrão, vice-presidente de futebol Rubro-negro, Chamusca e Cuca estão fora da realidade financeira do Sport e não devem vir para Ilha do Retiro nesta oportunidade. “O Chamusca pediu muito alto e o Cuca também exige um salário elevado, por isso fica muito difícil contratar um dos dois”, explicou.


Por conta disso, os cartolas leoninos vão “apostar todas as fichas” na contratação de Vagner Mancini, que também está negociando com o Flamengo. “Nós vamos procurar o Mancini e contatá-lo para tentar fechar um acordo com o mesmo”, afirmou Beltrão.


Informações de bastidores, inclusive, dão conta de que o profissional estaria mais disposto em treinar o Sport ao invés do Flamengo, pois além de já conhecer o Sport por ter jogado pelo clube em 2003, o técnico acharia o clube pernambucano mais organizado e com um projeto mais “motivador”.


Salário de Chamusca


De acordo com informações de bastidores, Péricles Chamusca pediu R$ 220 mil para trabalhar no Leão, um valor considerado muito elevado pela diretoria Rubro-negra.

Bittencourt terá contrato de risco com o Santa Cruz

O técnico Márcio Bittencourt chegou ao Recife, nesta segunda-feira (27) e já assumiu o comando do Santa Cruz. O treinador assinou um contrato de risco e comandará o clube nos dois próximos jogos. Caso garanta a classificação, um novo acerto deve ser feito com o clube.

A missão que Bittencourt terá pela frente é vencer os dois jogos restantes da fase de grupos e garantir a classificação para a fase do mata-mata. Para isso, precisa vencer o Central, no próximo domingo (02) e o CSA, no domingo (08) seguinte para não precisar depender de resultado.

O Santa ocupa a terceira colocação do Grupo 4 com quatro pontos. Atrás de Sergipe, com sete, e Central, com seis. O CSA é o lanterna da chave com três pontos. Os dois melhores colocados de cada grupo avançam para a fase do mata-mata.

De acordo com o presidente coral, Fernando Bezerra Coelho, o fato de Márcio Bittencourt conhecer o elenco foi determinante para o seu retorno. “A reflexão que prevaleceu por parte da diretoria é que tinha que ser um técnico com experiência e que pudesse, de certa forma, conhecer melhor o elenco que o Santa Cruz tem hoje. Por isso a opção pelo Márcio Bittencourt.
Eu telefonei para o Márcio e ele aceitou o desafio”, disse em entrevista à Rádio Jornal.

Fernando Bezerra Coelho explicou ainda que está muito confiante na classificação do time. “Estou mais animado hoje com o empate entre Central e CSA. Agora, o Santa Cruz só depende de si mesmo para se classificar. Precisamos construir duas vitórias para classificar sem depender de resultados de terceiros”, destacou.

O presidente coral disse ainda que o próprio Márcio Bittencourt também está satisfeito com o retorno. “Ele está animado com este desafio. Inclusive brincou comigo dizendo para ficar tranqüilo que ele iria classificar o Santa Cruz. Ele disse ainda que acredita no potencial do elenco que está lá, que conhece praticamente todos os jogadores que estão a disposição do Santa e que tem certeza que esse time vai apresentar o seu melhor futebol e arrancar a classificação”, concluiu.

O clube fez um contrato de risco com o treinador, que ficará no comando por dois jogos. Caso garanta a classificação, um novo contrato deve ser formulado entre o técnico e o clube.

Presidente do Sport confirma interesse em Cuca, Péricles Chamusca e Vágner Mancini

Dia quente no Sport. Após confirmar a demissão do técnico Emerson Leão, o presidente Sílvio Guimarães se debruça sobre os possíveis nomes do futuro treinador do Rubro-Negro.


O dirigente confirmou que estão entre os alvos.


- Confirmo que esses três estão na lista, no entanto, não significa que será um deles. Desejo um técnico que goste de trabalhar com jovens e que queira crescer na carreira, espero apresentá-lo até quarta-feira - disse Guimarães, por telefone.


Sobre o trabalho de Leão, o dirigente atribui a demissão à má campanha do Sport no Campeonato Brasileiro.


- O desconforto com o Álvaro Figueira (diretor de futebol) foi só a gota d'água - avaliou.

Náutico vê evolução sob o comando de Geninho, apesar da lanterna

Depois de quatro jogos no comando do Náutico, o técnico Geninho já começa a ver uma evolução na equipe, apesar da lanterna do Campeonato Brasileiro. Para ele, o ataque já está merecendo elogios e a atitude dos atletas também.

"É claro que estou satisfeito. Estou há pouquíssimo tempo aqui e a equipe já está jogando um pouco do jeito que eu quero, já está acreditando mais", analisou.
O ataque foi o setor que mereceu mais elogios, principalmente após os empates por 2 a 2 com o Botafogo e por 3 a 3 com o Sport. Já a defesa...

"Não posso reclamar de uma equipe que faz cinco gols em dois jogos contra grandes equipes. Mas ainda tem muito para melhorar. O grupo precisa saber que ainda estamos nos acertando. Um departamento do time já conseguimos acertar. Falta encaixar melhor atrás", disse.

O atacante Gilmar também exaltou a evolução do Alvirrubro. Desde a chegada de Geninho, o Timbu empatou três partidas e perdeu uma. "O mais importante é que estamos conseguindo somar pontos. A gente não perdeu neste domingo e, aos poucos, estamos adquirindo confiança."

Belenenses não fez proposta por Magrão

Notícias de bastidores dão conta de que o Belenenses de Portugal tem interesse em contratar o goleiro Rubro-negro, Magrão.


Mas de acordo com o vice-presidente de futebol do clube, Guilherme Beltrão, em entrevista a SportNet, afirmou que o arqueiro deve permanecer na Ilha do Retiro. “Até agora não chegou nenhuma proposta oficial para o Sport e nem deve chegar, pois o Belenenses já havia passado três anos interessado em Durval e também nunca fez uma proposta para contratá-lo”, afirmou.


Beltrão ainda revelou que a multa rescisória do atleta gira em torno de R$ 6 mi.

Leão não é mais treinador do Sport

De acordo com informações do site oficial do clube, Émerson Leão não é mais técnico do Sport. A decisão foi tomada pelo presidente Sílvio Guimarães, em conjunto com a direção.


Enquanto não houver acerto com um novo profissional, Levi Gomes, técnico das divisões de base do clube, assume o cargo de forma interina.


Em sua terceira passagem pelo clube pernambucano, Leão somou três vitórias, dois empates e cinco derrotas.

Empate em casa diminui as chances do Salgueiro

Oscilante no setor de meio-campo e pecando, em excesso, nas finalizações, o Salgueiro sofreu o primeiro tropeço jogando no Cornélio de Barros, pela Série C do Brasileirão. Assim como em todos os jogos do Carcará nesta temporada, não faltou emoção na partida de ontem, que terminou em 1x1. Os gols saíram apenas no segundo tempo, com Paulo Rangel abrindo o placar para o Salgueiro, aos 20 minutos, e Marcos Vinicius deixando tudo igual já no fim do jogo.
Com o tropeço dentro de casa, o Salgueiro não conseguiu sair da terceira colocação do Grupo B.

Os pernambucanos possuem, agora, o mesmo número de pontos da ASA (13), perdendo no quesito saldo de gols, com dois negativos contra cinco dos alagoanos. Vendo a classificação à próxima fase ameaçada, o Carcará tem a obrigação de vencer o CRB, domingo, em Maceió, na rodada decisiva da fase de grupos. Além disso, terá que torcer por um tropeço da ASA, nesta quarta-feira, diante do mesmo CRB. Se a equipe de Arapiraca vencer, estará praticamente classificada às quartas-de-final, diminuindo as chances dos pernambucanos.

Ligado desde o início do jogo, o Salgueiro pagou pela ansiedade nas finalizações, desperdiçando chances de vencer com um placar elástico. Que o diga o artilheiro Paulo Rangel. Acostumado a balançar as redes adversárias, o atacante perdeu um gol, sozinho com o goleiro Aloísio, aos 12 minutos. Atuando na base dos contra-ataques, o Icasa, que também não apresentou um sistema ofensivo eficiente, surpreendeu a defesa pernambucana e quase abriu o placar no lance seguinte, com um chute de fora da área de Junior Xuxa. Foi dessa forma, com tentativas de longa distância, que surgiram, as melhores chances dos visitantes.

Nos 45 minutos finais, o Salgueiro insistiu em criar jogadas pela intermediária, esbarrando no forte esquema defensivo do Icasa, que atuou com três zagueiros. E, foi apenas quando o time pernambucano mudou a estratégia de jogo que o gol saiu. Depois de arrancar pela ala esquerda, Nildo Petrolina cruzou na área cearense e contou com a lambança da defesa do Icasa, que deixou a bola livre para o artilheiro Paulo Rangel empurrar para as redes, aos 20. Apesar de estar jogando com um a mais desde os 30 minutos do segundo tempo - o Icasa perdeu Panda -, o Carcará não conseguiu segurar a vantagem no placar. O empate do Icasa saiu aos 39 minutos, quando Junior Xuxa cobrou falta, e Marcos Vinícius desviou de cabeça, tirando o goleiro Marcelo do lance e calando a torcida salgueirense.

Salgueiro
Marcelo; Rogério, Eridon, Henrique e Nildo Petrolina; Victor Caicó, Moreilândia, Marlos (Bia) e Élvis (Esquerdinha); Gilson Costa (Bibi) e Paulo Rangel
Técnico: Neco


Icasa
Aloísio; Alan, Tiago e Everaldo; Marcos Vinicius, Panda, Dodô, Júnior Xuxa (Jeferson) e Carlinhos; Marciano (Juba) e Joelson (Assisinho)
Técnico: Flávio Araújo


Local: Estádio Cornélio de Barros (Salgueiro)
Árbitro: Jaílson Macedo Freitas/BA
Assistentes: Raimundo Carneiro de Oliveira/BA e Adaílton de Jesus Silva/BA
Gols: Paulo Rangel (aos 20 do 2°T) e Marcos Vinícius (aos 39 do 2°T)
Cartões amarelos: Rogério, Victor Caicó, Bia, Eridon e Moreilândia (Salgueiro); Junior Xuxa, Panda, Alan, Joelson, Tiago e Assisinho (Icasa)
Cartões vermelhos: Panda (Icasa)
Público e Renda: não informado.

Marcelo Ramos? Leão diz 'não'


O técnico do Sport, Émerson Leão, vetou a contratação de Marcelo Ramos

O que estava quase certo, agora pode não acontecer mais. Segundo informações, o técnico do Sport, Émerson Leão, vetou a contratação de Marcelo Ramos como novo reforço do Sport.


Segundo informações o técnico teria dito: "O problema do Sport está em outras posições. Não precisamos de atacante de área".


Com isso, o impasse permanece. E Marcelo fica cada vez mais longe da Ilha.


FONTE: Pernambola

Central fica no 1x1 com o CSA, em Maceió

O time do Central foi ao Estádio Rei Pelé, em Maceió, para enfrentar o CSA, pelo Campeonato Brasileiro da Série D, e não conseguiu surpreender o time alagoano, que abriu o placar logo aos oito minutos do primeiro tempo. A Patativa, que foi escalada com três volantes, pouco foi ao ataque, na etapa inicial, mas após uma cobrança de pênalti empatou o placar. Com o resultado de 1x1, o Alvinegro do Agreste chegou ao sexto ponto e segue na segunda posição do grupo. Já a equipe da capital de Alagoas continua na última colocação com apenas três.

O CSA foi ao ataque pela primeira vez quando o cronômetro marcava o primeiro minuto do jogo, com Marco Antônio. O meio-campista bateu forte, após o cruzamento de Magno, mas o goleiro do Central, Elias, conseguiu fazer a defesa.

Apesar dos três volantes, a patativa deixava os jogadores do CSA chegar pelas laterais do campo. Foi desse jeito que, aos oito minutos, Marco Antônio, pela esquerda, cruzou para o centro da grande área, e Sérgio Baiano, com calma, dominou no peito e bateu forte no ângulo de Elias. Estava aberto o placar, no Rei Pelé.

O empate alvinegro veio sete minutos depois do primeiro gol do jogo. Aos 15 minutos, o árbitro Jefferson Rafael marcou pênalti sobre Laércio, que havia driblado dois adversários antes de ser atingido. O próprio atleta que sofreu a penalidade cobrou e empatou a partida, que não teve o placar alterado até os 50 minutos da etapa complementar.

CSA
Everton; Juninho Caiçara, Tiago Messias, Selmo Lima e Rafael; Marcílio, Magno (Rinaldo), Anderson (Serginho) e Marco Antônio; Edinho (Fagner) e Sérgio Baiano
Técnico: Celso Teixeira


Central
Elias; Baiano, Sidney, Fernando Belém e Édson Leite; Cosme, Fernando Pilar, Rodolfo Potiguar e Laércio (Rafael); Dinda (Jadilson) e Bibi (Guego)
Técnico: Adelmo Soares


Local: Estádio Rei Pelé (Maceió)
Árbitro: Jefferson Rafael dos Santos (PB)
Assistentes: Otávio Correia de Araújo e Pedro Jorge Santos (ambos de AL)
Gols: Sérgio Baiano (aos 8 do 1º T) e Laércio (aos 16 do 1º T)
Cartões Amarelos: Marcílio (CSA), Fernando Belém, Sidney e Édson Leite (Central)
Cartões Vermelhos: Fernando Belém (Central)
Público e renda: Não divulgados.

Seleção sub-20 vence Trinidad e Tobago de virada; Ciro deixou o dele

Brasil sai perdendo por 2 a 0, mas busca virada no fim; atacante rubro-negro marcou de pênalti


A Seleção Brasileira sub-20 sofreu para vencer Trinidad e Tobago por 3 a 2, de virada, neste domingo, pelo hexagonal amistoso disputado em Puerto La Cruz, na Venezuela. A competição serve como preparação para o Mundial da categoria, em setembro, no Egito.


Os brasileiros perdiam por 2 a 0 até os 29 minutos do segundo tempo e aproveitaram falhas da defesa adversária para virar o placar no fim.

Lester Paul e Clarence abriram vantagem para os caribenhos. No entanto, a Seleção conseguiu a virada com gols de Ciro (de pênalti), Alan e Gabriel Pimba.



Com a vitória, o Brasil lidera o hexagonal com dez pontos, à espera do jogo entre Paraguai (nove) e Costa Rica (sete). Venezuela A e Venezuela B finalizarão esta noite a quinta rodada do evento.

domingo, julho 26, 2009

No centenário do Clássico dos Clássicos, Sport e Náutico empatam por 3 a 3

Nem Sport nem Náutico tinham muito o que comemorar. Apesar de o Clássico dos Clássicos chegar ao seu centenário, os dois times pernambucanos com bonitas histórias vivem momentos difíceis no Campeonato Brasileiro. O Timbu entrou em campo neste domingo para fugir da lanterna, enquanto o anfitrião Leão sonhava sair da zona de rebaixamento. Mas o torcedor que foi à Ilha do Retiro nem pode reclamar. viu os dois times lutarem em campo pela vitória e, sobretudo, gols. A notícia ruim é que nada mudou: com o empate de 3 a 3, os clubes continuam a perigar na tabela do Brasileirão.


E no clássico centenário em que o Timbu saiu na frente, deixou o Leão virar e depois conseguiu o empate, o destaque ficou por conta de Carlinhos Bala, ídolo do Sport, agora no Náutico, mostrou que conhece o confronto como poucos: marcou dois gols e sofreu o pênalti converfido por Gilmar. Pelo Sport, marcaram na partida Fabiano, Durval e Guto.


Se o Náutico sai provisoriamente da lanterna, com 11 pontos ganhos - tem que secar o Fluminense na partida contra o Cruzeiro -, o Sport continua em 17º lugar, com 13 pontos, Daí as vaias da torcida no fim da partida. Na 15ª rodada, na próxima quarta-feira, o Sport vai ao Mineirão encarar o Cruzeiro. O Náutico receberá o Santos, no mesmo dia.


Uma coisa é certa: os times precisam melhorar, e muito. Os alvirrubros não vencem há 11 rodadas, acumulando sete derrotas e quatro empates. Os rubro-negros tentam melhorar o retrospecto na Bombonilha. Em oito jogos, tiveram número igual de vitórias e derrotas (três) e dois empates.


Força nos laterais

Com tanto tempo de conhecimento - afinal, comemora-se o centenário do clássico -, os times entraram sem essa de estudar um o outro. Como os dois precisavam da vitória, resolveram partir para cima, o que deixou o primeiro tempo com várias alternativas e lances de emoção, ainda que faltasse técnica nos dois lados. O Rubro-Negro, em casa, quis tomar conta do espaço e perdeu uma boa chance logo com um minuto de jogo. Após cobrança de falta de Élder Granja na área, Durval desviou, mas Guto, so\zinho, perdeu o tempo da bola e errou o giro.


Pouco depois, aos três minutos, o Náutico deu o troco. Carlinhos Bala tomou bola no meio e lançou para Anderson Santana, pela esquerda. O lateral centrou para a área, mas a zaga do Sport abafou.


Por um bom tempo da primeira etapa, os dois laterais do Leão e do Timbu foram os principais articuladores, e por aquela faixa de campo travaram um bom duelo. Se a maior virtude do lateral-direito Élder Granja eram os centros ora de bola parada, ora de jogadas pela ponta, o lateral-esquerdo do Timbu, Anderson Santana, explorava a sua velocidade no apoio ao ataque, Só que, por ali, nem um nem outro conseguia encontrar o caminho do gol.


Os gols


As jogadas começaram a ficar manjadas. Era melhor alternar. Pela esquerda, o Sport chegou perto do gol. Dutra bateu o escanteio, Igor cabeceou e Fabiano, livre, furou na pequena área, perdendo gol feito, aos 24. E também no Clássico dos Clássicos, gol desperdiçado pode dar em punição dos "deuses" do futebol. E quem conhecia como poucos parte da história daquele confronto acabou abrindo o placar. No contra-ataque, Carlinhos Bala, por tantos anos ídolo do Sport, não perdoou o ex-clube: o camisa 10 do Timbu arrancou em velocidade ao receber lançamento de Johnny, protegeu a bola do combate de Igor e bateu rasteiro,de perna direita, à esquerda de Magrão: 1 a 0 Náutico, aos 25 minutos.


Na pressão da Bombonilha, o gol deixou o time do Sport tenso, e o do Náutico soltinho. Johnny, Ailton, Gilmar e Carlinhos Bala tocavam melhor a bola para arrancar do meio para o ataque. Do lado do Sport, Vandinho não conseguia evoluir e Guto, então, vivia seu inferno-astral com a torcida - era vaiado constantemente.


A esperança para empatar era na bola aérea. E foi num escanteio cobrado por Dutra que o Leão marcou o seu gol, aos 39. Fabiano veio de trás, subiu mais alto que a zaga do Timbu e testou firme, para o chão, no canto esquerdo de Gledson.


O gol premiou quem crescia na partida. Fabiano começava a dominar as ações no meio-campo. Tanto que, aos 45, deixou Guto na cara do gol para desempatar a partida. Mas o atacante bateu fraco de canhota, para a defesa de Gledson, irritando ainda mais a torcida do Leão.


Muitos gols


Se no primeiro tempo o Sport deu um susto no Náutico logo no início, o Timbu deu o troco, com juros e correção. E novamente pelos pés de quem conhece o clássico como poucos. Com 35 segundos, Carlinhos Bala dominou pela esquerda, chamou César para o drible e foi derrubado dentro da área. Pênalti indiscutível, que Gilmar só cobrou aos 2 minutos, sem defesa para Magrão: 2 a 1.


A pressão voltou toda para o Leão. Aos 3, um lance que gerou discussão. Em bola alçada pela direita, Durval disputou no alto com Dudu Araxá, que tocou a bola com a mão dentro da área. O árbitro Wagner Tardelli não interpretou o lance como intencional, e mandou o jogo seguir, Pouco depois, aos oito, Durval conseguiu o que queria: após falta cobrada por Dutra da meia-direita, o zagueiro pulou, dessa vez livre, e testou no canto esquerdo de Gledson: 2 a 2.


O jogo continuou a ficar parelho. Típico Clássico dos Clássicos. E, por ironia do destino, o jogador mais perseguido e vaiado em campo desempatou a partida; Após falta cobrada por Sandro Goiano, Fabiano desviou de cabeça, e Guto, livre, também cabeceou para as redes, aos 22.


Mas a torcida do Leão nem teve muito tempo para comemorar. Os alvirrubros presentes à Ilha do Retiro vibraram mais uma vez com Carlinhos Bala. O nome do jogo aproveitou nova falha da defesa do Sport e empatou de cabeça, aos 28 minutos. Anderson Santana cruzou da esquerda, o goleiro Magrão saiu socando para a frente, e a bola encontrou o camisa 10 do Timbu, que testou firme.


Os técnicos Leão e Geninho bem que tentaram tirar coelho da cartola. Fumagalli, que substituiu Guto, perdeu uma chance aos 40, e Acosta, que entrou no lugar de Galiardo, desperdiçou aos 43. Aos 45, novo gol perdido, de Fumagalli, após rebatida da defesa do Timbu. Se faltou talento, sobrou emoção.


Ficha técnica:


SPORT 3 x 3 NÁUTICO
Magrão, Igor, César e Durval (Bruno Telles); Élder Granja, Hamilton, Sandro Goiano, Fabiano e Dutra; Guto (Fumagalli) e Vandinho. Gledson, Galiardo (Acosta), Vágner, Nilson e Anderson Santana; Dudu Araxá (Douglas Maia), Johnny, Derley e Ailton (Juliano); Carlinhos Bala e Gilmar
Técnico: Emerson Leão. Técnico: Geninho.
Gols: Carlinhos Bala, aos 25 minutos, e Fabiano, aos 39. No segundo tempo, Gilmar, de pênalti, aos 2 minutos, Durval, aos 8, Guto, aos 22, e Carlinhos Bala, aos 28.
Cartões amarelos: César (Sport).
Estádio: Ilha do Retiro, no Recife. Data: 26/07/2009. Árbitro: Wagner Tardelli. Auxiliares: Erich Bandeira (PE) e Jossemar José Diniz Moutinho (PE).

Márcio Bittencourt retorna ao Santa Cruz

O mundo dá muitas voltas no futebol. O velho clichê se aplica perfeitamente à situação atual do Santa Cruz. Isto porque, Márcio Bittencourt será o novo treinador do Santa Cruz. O anúncio foi feito neste domingo, um dia após a demissão do técnico Sérgio China, que deixou o cargo após a derrota para o Sergipe na Série D.


Márcio Bittencourt comandou o Tricolor pernambucano no Campeonato Pernambucano e não renovou com o clube para seguir com o time na temporada, pois não aceitou redução salarial. O treinador assumiu o rival Náutico, mas foi demitido após não conquistar pontos em cinco jogos.


Bittencourt volta agora com a missão de classificar o Santa Cruz para a próxima fase da competição. Para isto, o time precisa vencer os dois jogos restantes da fase de grupo. O primeiro será no próximo domingo, contra o Central, em Caruaru. No domingo seguinte, dia 8 de agosto, o Tricolor recebe o CSA, no Arruda.


O treinador está em São Paulo e chega ao Recife já nesta segunda-feira.

Crise no Arruda: Sérgio China deixa o Santa Cruz

O técnico Sérgio China anunciou, após a derrota desastrosa deste sábado para o Sergipe (2x1) no Arruda, sua saída do Santa Cruz. O treinador afirmou que a decisão foi tomada em comum acordo com a direção tricolor.


Em sua passagem pelo Santa Cruz, Sérgio China acumulou 4 partidas, com apenas 1 vitória, 1 empate e 2 derrotas (ambas para o Sergipe). Com 4 pontos ocupando a 3º colocação no Grupo 4, o Tricolor corre sérios riscos de ficar fora da próxima fase da Série D. A partir de agora, não se sabe quem será o novo comandante coral.

sábado, julho 25, 2009

César Lucena volta ao time

Na manhã deste sábado (25) os atletas do Sport participaram de um treinamento tático e de um rachão. A movimentação foi a última antes dos Clássicos dos Clássicos centenário do domingo (26).


E o time do técnico Émerson Leão já está definido. A única novidade na escalação é o zagueiro César Lucena, que volta de suspensão na vaga de Juliano. Confira como entrará em campo a equipe Rubro-negra: Magrão; Igor, César Lucena e Durval; Elder Granja, Hamilton, Sandro Goiano, Fabiano e Dutra; Vandinho e Guto.