terça-feira, junho 30, 2009

Finalmente a novela acabou


O meia Fagner foi emprestado, como anunciamos em absoluta primeira mão, anteriormente, ao Huracan da Argentina. No domingo (21), o Presidente do Ypiranga Flávio Pontes viajou com destino a Buenos Aires, levando o meia-atacante do Alviazulino de Santa Cruz do Capibaribe. A informação foi prestada na manhã de hoje pelo técnico Rubens Monteiro, à reportagem do FALTOU O GOL e do YPIRANGA ONLINE, que não tem no momento maiores detalhes da transação (tempo de permanência do atleta no futebol argentino e valores do empréstimo). O Presidente Flávio Pontes está retornando e deverá fornecer maiores detalhes sobre a negociação do referido atleta.


Já o atacante Assis, que também estaria sendo pretendido pelo time argentino, a negociação não vingou e o atleta foi emprestado ao time de Araripina, que está disputando atualmente a Série A-2 do Pernambucão 2009, e que é comandado pelo técnico Pedro Manta.


O goleiro Geday continua em franca recuperação da cirurgia que foi submetido a pouco mais de um mês em Caruaru com o Dr. Alexandre Rego. Como se sabe Geday foi submetido a uma artroscopia no joelho esquerdo e dentro de aproximadamente dez dias deverá retornar aos trabalhos com um fisiologista. Atualmente Geday está fazendo trabalhos de fisioterapia e hidroterapia. Rubinho revelou que alguns clubes da região manifestaram interesse pelo concurso do atleta por empréstimo, mas não soube informar se o Ypiranga deverá ou não liberar o jogador nos próximos dias, por empréstimo, para um outro clube. Este assunto deverá ser resolvido futuramente pela direção do clube.



Quanto a sua situação à frente do Departamento de Profissionais do Azulão do Agreste, Rubinho disse que não houve nenhum contato da direção atual, para com ele, no sentido da sua permanência como técnico da equipe Profissional, na próxima temporada. Ele frisou que está tranqüilo, com relação a isso, já que entende que o momento é de transição da diretoria. De uma vez que teremos eleições presidenciais no segundo semestre, deste ano (a data ainda não foi fixada), mas provavelmente as eleições deverão ser realizadas, de acordo com o estatuto do clube, no mês de outubro vindouro.


Por outro lado, Rubinho continua o seu trabalho normalmente à frente do Departamento de Juniores do clube. E está intensificando preparativos visando amistosos e provavelmente a realização de torneios para movimentar a rapaziada. Com relação a amistosos, o técnico Rubinho confirmou que o Sub-18 do Ypiranga já tem um confirmado para esta semana. O Alviazulino da Terra da Sulanca, irá atuar na próxima sexta-feira (03) na Capital Pernambucana. O adversário do Ypiranga será o Sport Clube do Recife – o time de Levi Gomes, também na categoria sub-18. O amistoso acontecerá às 15,30h e será realizado no CT do Intercontinental.


Fonte: YPIRANGA ONLINE

Série Democrática - Sergipe

Finalmente começará a Série D do Brasileiro. Com a participação dos pernambucanos Santa Cruz e Central. Os times estão no grupo A4 da competição recém-criada pela CBF. Até o domingo, data da 1ª rodada, vou postar sobre os times e os dois rivais, CSA, de Maceió, e Sergipe, de Aracajú. E para começar, o post deste último.

Sergipe

Club Sportivo Sergipe


Time-base: Max; Jamisson, Eridon, Wallace e Ramon; Rafael, Chicão, Matheus e Marcelinho; Fábio Cambalhota e Diego Itabaiana. Técnico: Quintino Barbosa


31 Campeonatos Sergipanos
9 participações na Série A (a última em 1986)


Estádio: Batistão (20 mil lugares)
Ranking da CBF: 70º lugar (202 pontos)


Maior campeão estadual, o Sergipe é, também, o adversário do Tricolor que vem se preparando há mais tempo. Ainda mais porque o time segue em atividade, participando da Copa Governador do Estado, onde já venceu o primeiro turno (o campeão irá assegurar vaga para a Copa do Brasil de 2010).


Um dos destaques do time vice-campeão estadual é o meia Matheus. Quem também está no Gipão é o volante Chicão (ex-Santa Cruz), de 35 anos. A elevada idade do jogador, aliás, foi o que impediu a ida do cabeça de área para o CRB, que disputa a Terceirona. Em relação aos reforços, o Sergipe se armou justamente com o lateral-esquerdo que pertencia ao rival Confiança (Ramon), que havia sido campeão estadual.

Torcedores na Justiça contra o Treze


A equipe do Treze pode sofrer dois revezes na Justiça, após o abandono de campo dos jogadores e da comissão técnica, antes do apito final do árbitro, em amistoso realizado contra o Santa Cruz, no último sábado. Oito torcedores tricolores entraram com ação cível contra o time paraibano por se sentirem lesados com a falta do complemento do espetáculo - outros 22 só não registraram a queixa por não apresentarem o tíquete da partida. Qualquer outra pessoa presente no estádio pode adotar o mesmo procedimento em um prazo de até um ano. "Eles pedem ressarcimento, em dobro, do valor do ingresso e indenização por danos morais. São consumidores e estão abarcados pelo Estatuto do Torcedor", afirmou o juiz Aílton Alfredo de Souza. O clube será intimado a comparecer a uma audiência prevista para a segunda semana de julho.



Já a outra punição pode vir do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). A súmula da partida deve ser encaminhada à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e irá caber ao STJD a tarefa de aplicar punição pelo abandono. Entre os paraibanos , o sentimento é de indignação com a arbitragem do pernambucano Gilberto Freire. O jogador Ewerton chegou a revelar um suposto comentário do juiz durante a partida. "Ele disse que não tinha nada para o nosso time e que era bom nós ficarmos quietos", acusou.



O presidente coral, Fernando Bezerra Coelho, lamentou o ocorrido e se mostrou preocupado com as possíveis interferências extracampo. "Sabemos que vai ter muita confusão e coisas de bastidores. Precisamos estar preparados para que nada atrapalhe o nosso caminho".

Ciro e Wilson devem ter situação definida no Sport nesta terça


Atacantes podem estar de saída do clube da Ilha do Retiro



Apesar do bom resultado do Sport diante do Grêmio no final de semana, esta terça-feira (30) deve ser de tensão na Ilha do Retiro. É que o ataque pode sofrer dois desfalques: o contrato de Wilson (foto 1) termina nesta terça. Ele deve voltar para o Genoa, clube italiano que não acertou renovação do empréstimo do jogador com o Sport.



O atleta tem interesse em ficar na Ilha, mas o Genoa não quer mais manter o empréstimo nas atuais condições: 50% do salário do atacante é pago pelo clube italiano. A direção do time europeu quer que o Sport banque 100% do valor.



O passe de Ciro (foto 2) também está no mercado e, ainda nesta terça, o Lokomotiv, da Rússia, deve anunciar se leva ou não o atacante.


O técnico Leão vai se mexendo para fazer trazer reforços. Ele quer mais um atacante, um meio-campo de marcação e um meia avançado.

"Só tem tres destinos o protesto: cadeia, hospital ou cemitério"



Dois jogadores, o técnico e o presidente do Timbu deram explicações ontem



“Esse caminho de protestar com violência só tem três destinos: a delegacia, o hospital ou o cemitério”, disse Eduardo


“Esse caminho de protestar com violência, que alguns torcedores estão escolhendo seguir, só tem três destinos: a delegacia, o hospital ou o cemitério”. Foi com essa sinceridade que o goleiro Eduardo deu essas três alternativas para os torcedores alvirrubros mais exaltados. No mesmo dia em que Galiardo se envolveu em confusão com um menor, o arqueiro, juntamente com o próprio Galiardo, além do presidente Maurício Cardoso e do treinador Márcio Bittencourt, reuniram-se para dar um coletiva à Imprensa e falar cobre a má fase vivida pelo Náutico e alguns episódios ocorridos.



Sempre alvo principal dos torcedores, o goleiro Eduardo explicou a confusão ocorrida na chegada da delegação alvirrubra no Recife, na madrugada do último domingo, quando integrantes de uma torcida organizada do clube recepcionaram os atletas sob pipocas e gritos de protesto. “Eu era o último da fila, e alguns torcedores vieram protestar de uma maneira agressiva, eu disse apenas que não concordava com eles, houve um bate-boca e pronto. A torcida tem todo o direito de protestar, mas de uma forma pacífica. Não adianta escolher o caminho da agressão, porque isso só vai trazer mais problemas para o Náutico”, comentou o goleiro.



Sempre sincero, ele não poupou os jogadores alvirrubros, nem ele próprio. “O problema está acontecendo com os 11 titulares e os três reservas que entram no jogo. Não adianta ficar procurando outros problemas, temos que melhorar e voltar a vencer”, finalizou.



Bastante criticado pelos torcedores, mesmo com apenas três jogos sob o comando do Timbu, o treinador Márcio Bittencourt também não se isentou das três derrotas em três jogos pelo Timbu, além de nenhum gol marcado com o time sob seu comando. “Assumo o meu papel e quero muito ajudar o Náutico. Estou tranquilo, pois tenho o apoio dos dirigentes. Podem ter certeza que quando eu sentir que não posso mais ajudar, pedirei para sair na mesma hora”, comentou Bittencourt.



Ontem à noite, como sempre acontece nas segundas-feiras, os dirigentes alvirrubros se reuniram com o treinador para decidir alguns pontos no elenco. Não querendo adiantar nomes, o vice-presidente Ricardo Valois informou que cerca de cinco atletas deverão ser contratados nos próximos dias, com isso, “três ou quatro jogadores deixarão o clube”, segundo o próprio Valois.



Vivendo um jejum de cinco jogos sem vencer, sendo quatro derrotas nas últimas partidas, e passando a figurar na zona de rebaixamento, depois de ocupar a vice-liderança na terceira rodada do Brasileirão, Maurício Cardoso comentou os últimos resultados do Timbu. “O único episódio anormal foi a derrota contra o Coritiba, em casa, quando vacilamos e levamos um duro golpe. Não vejo motivos para esse tipo de atitude da torcida. A hora é de se unir para ajudar o Náutico”, comentou Cardoso.

segunda-feira, junho 29, 2009

Jogadores se despedem de Wilson

A partida contra o Grêmio provavelmente foi a última do atacante Wilson pelo Sport, pois o contrato dele com o clube pernambucano se encerra na terça (30) e de acordo com o próprio jogador, a sua renovação está muito complicada.


E após o jogo com o Grêmio, os jogadores do Sport se reuniram no centro do gramado da Ilha do Retiro para se despedirem de Wilson. O capitão do time na oportunidade, Sandro Goiano, disse as seguintes palavras em nome de todos os atletas Rubro-negros. “Wilson, pelo que sabemos esse foi o seu último jogo pelo Sport, então estamos aqui agradecendo tudo o que você fez pelo Sport e pela gente. Foi ótimo trabalhar com você durante esse período de um ano. Torça bastante pela gente, que nós também vamos torcer muito por você”, falou o cabeça de área.


Depois das palavras de Sandro, todos os atletas cumprimentaram Wilson, que estava visivelmente emocionado. O atacante, inclusive, falou sobre as palavras de seus companheiros e afirmou que pretende permanecer na Ilha do Retiro. “Isso me emocionou muito, pois mostrou o reconhecimento do grupo. Fico muito feliz por isso. Sobre a minha permanência, sei que está complicada, mas espero que tudo dê certo e que eu possa continuar aqui”, afirmou.


Vale lembrar que a renovação contratual de Wilson está complicada porque a agremiação que detém os direitos do atleta, o Genoa da Itália, só aceita reemprestá-lo ao Sport se o clube pernambucano pagar o salário do atacante integralmente, algo em torno de R$ 80 mil. No atual acordo entre o Leão e o Genoa, ambos os clubes dividem meio a meio o valor da remuneração do jogador.


Fonte: SPORT DO POVO

Santa investe no trabalho psicológico com jogadores



Equipe passou por conversas com diretoria e equipe técnica, para se preparar para estreia na Série D


A segunda-feira foi de trabalho psicológico para o time do Santa Cruz. Durante a manhã, os jogadores participaram de treinamento físico nos vestiários do Arruda. E logo depois, foram chamados para uma conversa com o treinador Sérgio China (foto) e com a diretoria.


"Hoje o dia foi proveitoso, trabalhoamos em cima de palestras, para fortalecer o grupo, com a diretoria. Nós temos que fazer um algo mais. Não adianta saber que temos bons jogadores, bons currículos. Temos que vencer em campo", ponderou o técnico.


Até o presidente do clube, Fernando Bezerra Coelho, também conversou com os atletas. Questionado sobre o conteúdo do papo, Bezerra Coelho não quis falar com a imprensa, mas anunciou uma entrevista coletiva para a próxima quinta-feira, no Arruda, para falar sobre a expectativa da estreia do Santa na Série D do Brasileirão.


O Tricolor enfrenta o CSA, no Rei Pelé, em Maceió, no próximo domingo (5), às 16h. A partir das 16h desta terça-feira, 3 mil ingressos estarão à venda no Arruda, ao preço de R$ 20.


Para a competição, o Santa Cruz deve contratar ainda dois reforços, um meia e um atacante. O técnico Sérgio China negou que tenha indicado Kuki e Nildo. "Kuki tem hoje a condição de ídolo no Náutico e já passou pelo Santa. Estamos propurando atletas que não tenham passado no clube. Nildo também não indiquei, ele está há muito tempo sem jogar", explicou.

Náutico enfrenta protesto agressivo de torcedores


Em mau começo de semana, jogador alvirrubro Galiardo se envolveu em confusão e foi parar na delegacia


Após completar cinco jogos sem vitória, o Náutico teve um início de semana difícil. No desembarque no Aeroporto do Recife, torcedores jogaram pipoca no time, como forma de chamar os jogadores de "pipoqueiros", ou seja, sem garra. Além disso, o meio-campo Galiardo se envolveu numa confusão na manhã desta segunda-feira (29), indo parar numa delegacia.


Em entrevista coletiva, o presidente do Náutico, Maurício Cardoso (foto 1), repudiou a atitude dos torcedores. "A gente tem que concentrar todos os esforços para ajudar o time e não tomar esse tipo de atitude. Se foi tomada por alguém, essa pessoa prestou um grande desserviço à instituição Clube Náutico Capibaribe", afirmou.


A direção do clube suspeita que tenha sido um protesto armado. "Tinha uma van atendendo aos torcedores. Não sei a quem isso interessa", disse.

O goleiro Eduardo (foto 2) reagiu ao ataque. "Fomos abordados por um protesto agressivo que poderia ter acontecido de forma pacífica. Eles se exaltaram um pouco e discordei, dizendo que não era daquela maneira que eles deveriam se colocar", conta. "Para coisas como essa existem três caminhos no meu entendimento: a delegacia, o hospital ou o cemitério. Isso aí não tem nada a ver com futebol", desabafou.


Mas quem foi parar na delegacia nesta segunda-feira foi o meio-campo Galiardo (foto 3). O jogador foi acusado de ter agredido um menor, num supermercado. "Fui fazer compra e um funcionário se insinuou para a minha esposa. Perdi a cabeça, mas não chegou a ser agressão, só segurei no pescoço dele, nem sabia que ele era de menor. Quando alguém disse que eu era jogador, ele quis tirar proveito disso. Fui à delegacia, assinei um termo de responsabilidade e o delegado deu por resolvido", detalha.


Galiardo assinou um termo de compromisso e vai responder em liberdade por lesão corporal leve.


O Náutico está na zona de rebaixamento, na 17ª colocação. No próximo domingo (5), o Timbu recebe o Internacional no Estádio dos Aflitos, pela nona rodada do Brasileirão.

Emerson Leão terá quatro reforços para enfrentar o Santos


Após a vitória por 3 x 1 sobre o Grêmio, na Ilha do Retiro, que deu vida nova para o Sport e, finalmente, tirou o time da zona de rebaixamento (está agora na 15° colocação), o técnico Emerson Leão começa a sentir a maré favorável voltando aos poucos para a equipe rubro-negra. E aproveitando a melhora no clima leonino, o treinador terá outros quatro “reforços” para a partida do próximo sábado na Vila Belmiro, contra o Santos.

Para o duelo, ficam à disposição os zagueiros Igor, Durval, e o meio-campista Luciano Henrique, que estavam suspensos. Além deles, o volante Andrade, enfim, está recuperado de uma lesão na coxa esquerda e poderá ser utilizado na partida contra a equipe santista.


Hamilton e Hugo devem enfrentar o Santos.Atletas foram substituídos na partida com o Grêmio

O meia-atacante Hugo e o volante Hamilton (FOTO) tiveram que ser substituídos na partida deste domingo (28) com o Grêmio. Eles deram suas vagas a Fumagalli e Dudé, respectivamente.


O primeiro deixou o campo ainda no primeiro tempo por conta de uma crise asmática, causada pela fumaça que encobria a Ilha do Retiro. A fumaça foi oriunda das fogueiras que comemoravam a véspera de São Pedro. Já Hamilton foi substituído no intervalo do jogo porque estava sentindo dores no joelho esquerdo por conta de um trauma na região, ocasionado por uma pancada.


E de acordo com o Departamento Médico Rubro-negro ambos os atletas devem participar normalmente do confronto do sábado (04) contra o Santos em São Paulo, no entanto, eles terão que ser reavaliados pelos médicos Rubro-negros para saberem ao certo quais serão os seus períodos de recuperação.

Os artilheiros do Brasileirão 2009


Artilharia
6 gols - Diego Tardelli (Atlético-MG), Pedrão (Barueri) e Felipe (Goiás)


5 gols - Keirrison (Palmeiras)


4 gols - Éder Luis (Atlético-MG), Rafael Santos (Atlético-PR), Marcelinho Paraíba (Coritiba), Adriano (Flamengo), Fred (Fluminense), Kléber Pereira (Santos), Weldon (Sport) e Roger (Vitória)


3 gols - Muriqui (Avaí), Thiago Humberto (Barueri), Victor Simões (Botafogo), Kléber (Cruzeiro), Emerson (Flamengo), Iarley (Goiás), Bolaños (Internacional), Obina (Palmeiras), Nunes (Santo André), Madson (Santos) e Borges (São Paulo)


2 gols -Carlos Alberto, Júnior e Márcio Araújo (Atlético-MG), Wallyson (Atlético-PR), Marquinhos (Avaí), Ewerton e Marcos Pimentel (Barueri), Batista (Botafogo), Souza (Corinthians), Bruno Batata e Marcos Aurélio (Coritiba), Wellington Paulista (Cruzeiro), Josiel (Flamengo, Felipe Menezes, Ramalho e Rafael Tolói (Goiás), Jonas, Maxi López e Souza (Grêmio), Anderson Lessa, Carlinhos Bala e Gilmar (Náutico), Élvis e Marcelinho Carioca (Santo André), Molina, Paulo Henrique Lima e Rodrigo Souto (Santos), Apodi e Leandro Domingues (Vitória)

Classificação do Brasileirão após 8ª Rodada

Campeonato Brasileiro Série A 2009


Tabela de classificação - Campeonato Brasileiro Série A 2009 - 1ª Fase
Posição Clube PG J V E D GP GC SG
Atlético/MG Atlético/MG 17 8 5 2 1 19 11 8
Internacional/RS Internacional/RS 17 8 5 2 1 10 6 4
Vitória/BA Vitória/BA 16 8 5 1 2 13 8 5
Barueri/SP Barueri/SP 13 8 3 4 1 17 12 5
Palmeiras/SP Palmeiras/SP 13 8 3 4 1 12 10 2
Corinthians/SP Corinthians/SP 11 8 3 2 3 8 7 1
Flamengo/RJ Flamengo/RJ 11 8 3 2 3 10 13 -3
Goiás/GO Goiás/GO 11 8 2 5 1 17 13 4
Cruzeiro/MG Cruzeiro/MG 10 8 3 1 4 9 13 -4
10º Santos/SP Santos/SP 10 8 2 4 2 17 15 2
11º São Paulo/SP São Paulo/SP 10 8 2 4 2 9 7 2
12º Santo André/SP Santo André/SP 10 8 2 4 2 13 14 -1
13º Fluminense/RJ Fluminense/RJ 10 8 2 4 2 6 8 -2
14º Grêmio/RS Grêmio/RS 9 8 2 3 3 10 9 1
15º Sport/PE Sport/PE 8 8 2 2 4 13 13 0
16º Atlético/PR Atlético/PR 8 8 2 2 4 9 15 -6
17º Náutico/PE Náutico/PE 8 8 2 2 4 9 15 -6
18º Coritiba/PR Coritiba/PR 7 8 2 1 5 12 16 -4
19º Avaí/SC Avaí/SC 7 8 1 4 3 9 12 -3
20º Botafogo/RJ Botafogo/RJ 6 8 1 3 4 9 14 -5

Total de jogos: 80

Gols marcados: 231

Média de gols: 2,89

Capital do futebol brasileiro


Porto Alegre. Pelo menos nesta semana, a capital gaúcha será o centro das atenções para quem curte futebol. A fria cidade de 1,4 milhão de habitantes vai ferver com duas decisões.


Na quarta-feira (21h50), a finalíssima da Copa do Brasil, entre Internacional e Corinthians. Data para sair o 1º campeão nacional de 2009.


Beira-Rio com pelo menos 55 mil pessoas.


E uma missão complicada para o Colorado. Derrotado por 2 x 0 no Pacaembu, o Inter precisa vencer por 3 gols de diferença, ou pelo menos devolver o 2 x 0 para ficar com a taça pela 2ª em sua história. Nilmar e Kléber voltam ao time. A presença do atacante é considerada decisiva por todos no Internacional.


Já o Timão vai em busca de 1 gol. O golzinho fora de casa, o “gol do título”, de acordo com Carlinhos Bala. E for campeão no Beira-Rio, o clube paulista conseguirá um feito pra lá de difícil: ser campeão nacional em Porto Alegre diante da dupla Gre-Nal (em 95, o Corinthians faturou a mesma Copa do Brasil no Olímpico).


Na quinta-feira (21h50), o jogo de volta da semifinal azul na Libertadores, com Grêmio e Cruzeiro duelando pelo direito de representar o país na maior competição das Américas.


Olímpico pulsando com a Geral


O Grêmio que saiu respirando do Mineirão graças ao gol de falta de Souza. Um 3 x 0 no 1º jogo teria liquidado a chave. Continua difícil, mas no Olímpico o Grêmio é quase imortal… Numa daquelas ironias do futebol, será que o argentino Maxi López (acusado de racismo em Belo Horizonte) pode se tornar o herói da classificação?


No Cruzeiro, a confiança é enorme. Ninguém parece temer o clima hostil aguardado em POA. O time mineiro é realmente bom. Wágner no meio-campo, Kléber no ataque… Ainda poderá contar com a volta de Ramires, outro que retorna da Seleção.


Será que os gaúchos vão conseguir reverter a parada? Ou Porto Alegre animará a festa dos visitantes? Certeza: 2 jogaços!

3.200 vozes em Maceió


Os tricolores já vem organizando uma megacaravana para Maceió, para a estreia do Santa Cruz na Série D.

Apesar disso, havia o temor sobre a quantidade de ingressos que seria liberada para a Cobra-Coral.


O motivo é a atual situação do estádio Rei Pelé, que está parcialmente interditado.


Apenas 11 mil ingressos serão vendidos. Inicialmente, seria 2 mil para os corais. No entanto,após uma reunião entre dirigentes do Santa e da federação alagona - além do CSA, adversário na primeira rodada -, ficou definido que serão 3.200 bilhetes para os pernambucanos.


Essa torcida vai fazer barulho…

Técnico do Santa descarta contratações de Nildo e Kuki


O técnico do Santa Cruz, Sérgio China, descartou a possibilidade de o clube contratar o meia Nildo e o atacante Kuki, ambos com passagens pelo próprio tricolor. De acordo com ele, Kuki já tem sua condição estabilizada de ídolo no Náutico e Nildo está há muito tempo parado, o que faria seu aproveitamento demorar um tempo que o clube não tem. A necessidade é de um meia e um atacante, já que Leandro Gobatto está machucado.


"Não indiquei nenhum dos dois. Conheço Kuki e ele já tem sua condição de ídolo no Náutico. Nildo está parado há muito tempo e seria preciso, pelo menos, 20 dias para deixá-lo em condição de jogo. Ainda pode ter alguma lesão nesse período. Precisamos de jogar que chegue esteja pronto para entrar em campo", explicou.

China ainda quer um meia e um atacante
China ainda quer um meia e um atacante


Sobre a estreia na Série D, no próximo domingo (5), contra o CSA, no Rei Pelé, em Maceió, China já tem as informações necessárias pois avaliou o adversário num amistoso na semana passada. Ele não considera os alagoanos superiores a seus comandados mas alerta que todos têm que dar um pouco mais para os objetivos serem atingidos.


"O CSA tem um time experiente e com jogadores que podem definir uma partida, como Júnior Amorim (atacante), Nem e Rodrigo (meias). Não acho eles melhores do que o Santa Cruz, mas todo mundo vai dar cem por cento. Precisamos dar mais do que isso", enfatizou.


O técnico também falou sobre a reunião na manhã desta segunda (29), em que a diretoria de futebol e até o presidente Fernando Bezerra Coelho tomou parte. O mandatário coral, inclusive, concederá uma coletiva na próxima quinta-feira sobre a participação do Santa na quarta divisão.


INGRESSOS - Os torcedores que pretendem acompanhar o Santa em Maceió já terão os ingressos à disposição nesta terça-feira (30), a partir das 16h. Os três mil bilhetes aos quais os corais têm direito serão vendidos ao preço de R$ 20.

Alvirrubros dão suas explicações sobre confusões

Eduardo explicou a confusão na chegada do Náutico no domingo
Eduardo explicou a confusão na chegada do Náutico no domingo

O goleiro Eduardo, que desentendeu-se com um torcedor do Náutico no desembarque da equipe no Aeroporto dos Guararapes/Gilberto Freyre, no último domingo (28), apresentou sua versão sobre o fato. Ele admitiu o bate-boca mas fez um alerta de que esse tipo de situação não vai contribuir para o time sair da má fase. Um grupo protestou atirando pipocas nos jogadores, uma alusão ao termo "pipoqueiro" (jogador que não entra numa disputa pela bola).


Outro que deu sua versão sobre fatos ocorridos foi o volante Galiardo. Ele chegou a ser encaminhado à GPCA por agressão a um menor na manhã desta segunda-feira (29). Ele assinou um Termo Circunstancial de Ocorrência e foi liberado para responder em liberdade, pois trata-se de um crime de menor potencial ofensivo. Por fim, o presidente do clube, Maurício Cardoso, não quis interpretar o protesto no Aeroporto como manifestação política.


Nas suas explicações, Eduardo contou que os jogadores saíram da área de desembarque em fila indiana e ele foi o último. Um torcedor criticou a postura da equipe na derrota por 2x0 para o São Paulo e o goleiro retrucou dizendo que o time havia jogado bem. "Houve uma troca de palavras e ficou por isso", disse.






Para ele, a postura dos torcedores deve ser diferente de agora por diante. "Se continuar assim vai ser pior", disse, explicando que esse 'pior' seria o rebaixamento do Náutico. Ele também lembrou que a estrutura do clube cresceu nas últimas três temporadas e, por isso, o Náutico não seria merecedor de uma queda. "Os jogadores precisam da torcida como a torcida dos jogadores", lembrou.


GALIARDO - Por sua vez, Galiardo contou como tudo aconteceu num supermercado e acredita que o fato tomou uma proporção maior por ele ser uma pessoa conhecida. "Ele queria o minuto de fama. Se aproveitaram pelo fato de eu ser jogador de futebol", contou.


Maurício Cardoso disse que o clube dará todo apoio necessário a Galiardo e depois da coletiva o assunto não seria mais tratado. "Esse assunto nem deveria ser tratado aqui, pois foi uma coisa que aconteceu fora do ambiente de futebol", avaliou. O dirigente também criticou o fato de a lei "blindar" menores de idade, mesmo que a pessoa demonstre ter consciência de suas atitudes. "O que aconteceu foi lamentável mas não é porque a pessoa é menor de idade pode sair fazendo qualquer tipo de coisa", completou.


Sobre o protesto, o mandatário timbu não quis interpretar o protesto como orquestrado por algum grupo que pretenda concorrer à presidência do Náutico no fim do ano. "Quero acreditar que não tenha sido isso. Nossos esforços estão concentrados em tirar o Náutico dessa situação e é muito cedo para se falar em sucessão", pontuou.


Ele também apoiou o grupo e a comissão técnica ao comentar que a derrota para o São Paulo foi encarada de forma normal. "Assim como o São Paulo chegou aqui e perdeu para nós nos últimos dois anos nós fomos lá e perdemos. A carga de cobrança não é fácil mas estamos trabalhando para mudar essa situação. Houve até alguém com uma barra de ferro, que terminou sendo contida. Repudiamos esse tipo de coisa", disse.


Por sua vez, o técnico Márcio Bittencourt encarou como normal as críticas ao seu trabalho e pedidos de demissão por parte da torcida. Ele também assumiu a responsabilidade pelos maus resultados. "A responsabilidade é minha e quem está no cargo sabe que os resultados seguram o treinador. O torcedor tem direito de cobrar, reclamar e até xingar. Só não concordo com agressão", disse.


O treinador lembrou que a torcida ainda precisará de um pouco de paciência, pois o Náutico precisa de reforços, embora tenha elogiado o grupo. "O mais incomodado com isso sou eu", pontuou.


Todos os novatos já marcaram gols

Até agora o Sport só conseguiu trazer três jogadores indicados pelo técnico Émerson Leão: o lateral-direito Elder Granja, o volante Fabiano e o meia Hugo. E pelo menos na questão de gols, esses três reforços já começaram a dar retorno para o clube.


Os três atletas estrearam pelo Sport na derrota por 2x1 do último dia 20 para o Santo André e o meia Hugo acabou sendo o autor do único tento do Sport naquela partida. Já na vitória por 3x1 deste domingo (28) contra o Grêmio, todos os três fizeram os seus primeiros jogos na Ilha do Retiro e dois dos três gols do time pernambucano (o primeiro e o segundo) foram marcados por esses novatos indicados pelo treinador Rubro-negro. Os gols em questão foram do volante Fabiano e do lateral-direito Elder granja.


Granja, por sinal, poderia ter balançado as redes gremistas mais uma vez. Ele iria fazer um golaço em uma jogada em que “costurou” toda a defesa adversária e se atirou ao chão ao invés de finalizar contra a barra do goleiro da equipe gaúcha.


Fonte: SPORT DO POVO

Galiardo agride adolescente em Boa Viagem e é levado para a GPCA

Na frente de funcionários e clientes, Galiardo agrediu o adolescente
Na frente de funcionários e clientes, Galiardo agrediu o adolescente

O volante Galiardo, do Náutico é acusado de agredir um adolescente de 16 anos em um supermercado no bairro de Boa Viagem, na manhã desta segunda-feira (29). O atleta foi contido pelos seguranças do estabelecimento, que acionaram a Polícia Militar. Ele prestou depoimento nesta manhã na Gerência da Polícia da Criança e do Adolescente (GPCA), na Madalena.



O garoto, que participa do programa Jovem Aprendiz, teria supostamente olhado para a mulher do jogador. Segundo o delegado Jorge Ferreira, responsável pelo caso, Galiardo assumiu a agressão assim que chegou à GPCA. "Ele usou o argumento de que chegou a ameaçar o jovem antes de agredi-lo, mas o mesmo continuou com as insinuações à sua mulher", contou.



Segundo testemunhas, o volante agrediu com tapas o menor e simulou que estava com um revólver. O adolescente foi encaminhado para o IML para fazer exame traumatológico.



Segundo o delegado Ferreira, se a suspeita de se tratar de uma lesão corporal leve for confirmada, a pena para o jogador pode ser de até dois anos de reclusão. Ele poderá responder ao processo em liberdade.


Alvirrubro Galiardo não se arrepende de ter agredido menor


Em entrevista coletiva concedida na tarde desta terça-feira, na sala de imprensa do Náutico, o volante alvirrubro Galiardo confirmou ter agredido um menor de idade. O jogador, no entanto, negou estar arrependido. O fato ocorreu esta manhã em um supermercado no bairro de Boa Viagem. Segundo o jogador, a atitude foi uma reação. Sua mulher teria sido assediada por um funcionário do estabelecimento.


Galiardo chegou a ser detido e teve que prestar depoimento na Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente (GPCA). "Só vim dar essa explicação porque o presidente me ligou pedindo. O que aconteceu hoje (ontem) foi um fato lamentável em minha vida. Cheguei como uma pessoa normal para fazer compras e um funcionário do supermercado tentou assediar a minha esposa. Reclamei, ele votou a olhar para ela e cheguei a pegar em seu pescoço. Houve então um certo tumulto e acabei tendo que ir a uma delegacia", explicou.


"Na minha opinião foi certa a atitude que tomei na hora. Estava com um filho de um ano e tem que ter respeito pela pessoa. Além disso, não sabia que ele era menor de idade. A Lei lhe protege e aconteceu o que todos já sabem", afirmou. Ele não acredita que terá problemas futuros na Justiça. "Só assinei um termo e não tem nada de mais, pois o moleque não sofreu lesão alguma. Ele só quis se aproveitar do fato de eu ser jogador de futebol".

Santa começa a semana de olho na estreia na Série D


O Santa Cruz começou a semana treinando forte para a estreia da equipe na Série D do Campeonato Brasileiro, marcada para o próximo domingo, contra o CSA, no estádio Rei Pelé, em Alagoas. Os tricolores entram na competição como um dos favoritos ao título e com a pressão de uma torcida de milhares de tricolores que querem voltar a comemorar um acesso após três anos acumulando rebaixamentos.


Para a primeira partida, o técnico Sérgio China espera contar com todo o elenco. Ele não deve mudar muito o time que perdeu por 4x3 no jogo que não acabou, no último sábado, no Arruda. Os paraibanos saíram de campo após o árbitro marcar um pênalti em favor dos tricolores.


Mesmo tendo disputado uma partida difícil no último sábado, o treinador não deu descanso aos atletas e marcou dois treinos nesta segunda-feira. O objetivo de China é acertar os últimos detalhes para que a equipe comece o Brasileiro com vitória. “A Série D é uma competição de tiro curto e não podemos errar”, afirmou o comandante coral.

Fifa diz que estuda uso de eletrônica após gol não dado de Kaká


A Fifa admitiu que estuda o uso de recursos eletrônicos para resolver dúvidas sobre se a bola cruzou a linha do gol ou não, como aconteceu no gol marcado por Kaká na final da Copa das Confederações, que o juiz acabou não validando.

O goleiro americano Tim Howard fez a defesa quando a bola já tinha cruzado a linha, mas o sueco Martin Hannson, juiz do jogo, não deu o gol.


O presidente da Fifa, Joseph Blatter, informou nesta segunda-feira que, exclusivamente para dúvidas geradas na linha do gol, foram feitos alguns testes que não deram resultado, embora tenha admitido que espera alguns outros procedimentos para determinar uma melhor aplicação.


Perguntado se não poderia ser desenvolvida uma tecnologia similar à chamada "olho de falcão" (Hawk-Eye) do tênis, Blatter indicou que a principal dificuldade é que a bola de tênis é analisada em uma só dimensão e a do futebol, em três.


"Foi testado o olho de falcão na segunda divisão do Campeonato Inglês e apesar do uso de sete câmaras, as conclusões não eram seguras. Não era possível detectar se a bola tinha ou não entrado completamente no gol", afirmou Blatter, que também disse que a introdução de um chip dentro da bola não era uma garantia.


"Sempre haverá erros, mas temos que deixar que o futebol tenha erros porque é um jogo humano", contou Blatter, que também lembrou que há cinco anos a International Board admitiu o estudo da introdução da tecnologia para decidir jogadas do tipo.


Além disso, lembrou que em um torneio realizado no Japão foi testado o chip na bola, mas não houve nenhuma jogada polêmica como a do gol de Kaká na final da Copa das Confederações.


Na próxima edição da Liga Europa, que substitui a antiga Copa da Uefa, serão usados dois árbitros atrás dos gols para verificar esse tipo de jogadas conflituosas, lembrou Blatter, que informou que no início de 2010 a Fifa receberá um novo relatório sobre a utilização do chip na bola.


"Só falamos da linha do gol, não de toda a área, nem de ver repetições pela televisão, nem de utilizar a câmera lenta. Queremos manter a cara humana do futebol", concluiu o presidente da Fifa.

Central contrata atacante Jadílson, ex-Sport

Responsável direto por evitar o rebaixamento do Sport à Série C do Campeonato Brasileiro, em 2005, o atacante Jadílson é o novo reforço do Central para a Série D. Longe dos gramados há cerca de dois anos, devido a três cirurgias nos joelhos, o jogador se apresenta nesta terça-feira Imagem: Ines Campelo/DP


Responsável direto por evitar o rebaixamento do Sport à Série C do Campeonato Brasileiro, em 2005, o atacante Jadílson é o novo reforço do Central para a Série D. Longe dos gramados há cerca de dois anos, devido a três cirurgias nos joelhos, o jogador se apresenta nesta terça-feira em Caruaru. Atualmente, está com 29 anos. Sua última partida foi no dia 23 de setembro de 2007, no clássico contra o Náutico.


Dispensado do Rubro-negro logo após o término do contrato, no final da última temporada, Jadílson teve uma breve passagem pelo Timbu no início deste ano. A intenção da diretoria alvirrubra era recuperá-lo, mas antes de concluir o período de fisioterapia, ele decidiu deixar o clube. Sequer chegou a treinar junto ao elenco. Agora, clinicamente liberado pelos médicos, o atacante tem nova oportunidade no futebol pernambucano.


MEMÓRIA


Jadílson ganhou notoriedade ao marcar dois gols na histórica vitória do Sport sobre o Bahia, em 2005, na Ilha, pela Série B do Brasileiro. Foi ele o atuor dos dois gols que decretaram a espetacular virada a poucos minutos do fim. Naquele ano, o critério de desempate salvou o time pernambucano do rebaixamento (número de gols).


O calvário do jogador começou justamente quando despontava como candidato a ídolo da torcida leonina, em 2006. A primeira cirurgia no joelho era apenas o início do drama. Nos anos seguintes, o departamento médico passou a ser rotina. Antes de chegar ao Sport, Jadílson atuou no Banyas, dos Emirados Árabes. Atlético/PR, Unibol, Petrolina e Confiança são os outros clubes na carreira do pernambucano.

Durval ainda não renovou contrato

Renovação de Durval – Há semanas atrás notícias davam conta de que o zagueiro Durval teria renovado contrato com o Sport. Mas na verdade, o capitão Rubro-negro ainda não assinou a renovação contratual. O defensor e o Sport chegaram apenas a um acordo nos valores dos salários e no tempo de contrato, mas ainda falta o acerto do valor das luvas e o pagamento das mesmas para o atleta assinar. De acordo com informações de bastidores, Durval estaria pedindo R$ 500 mil de luvas.


Detenção – Após o jogo entre Sport x Grêmio, um grupo de adolescentes torcedores Rubro-negros foi apreendido pela Polícia Militar e levado para a GPCA da Rua Fernandes Vieira, na Boa Vista. Os menores se envolveram com brigas. Além disso, alguns outros torcedores que deixaram a Ilha do Retiro sofreram tentativas de assalto.


Iluminação – Um problema na iluminação do estádio da Ilha do Retiro atrasou o início da partida deste domingo (28) entre Sport x Grêmio. O jogo estava programado para começar as 18h30 e só foi iniciado as 18h40.

Campeões desembarcam no Rio depois de quase 11 horas de voo silencioso

Depois de 10h40m de voo silencioso e tranquilo, a seleção brasileira desembarcou na manhã desta segunda-feira, por volta de 9h (de Brasília), no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro. O tradicional samba, marca registrada depois das conquistas, quase não deu o tom na viagem. Só apareceu nos minutos finais, quando o avião estava perto de pousar. Dois carros do corpo de bombeiros fizeram uma homenagem à delegação e receberam os jogadores com jatos de água na pista.


Detalhe é que as poltronas foram decoradas com mensagens de "parabéns, seleção brasileira, tricampeã da Copa das Confederações".


Poucos torcedores se deslocaram até o aeroporto para receber o time. Os jogadores campeões da Copa das Confederações na África do Sul foram recepcionados por jornalistas e passageiros de outros voos, em sua maioria.


Do grupo, apenas Kaká e Julio Baptista não chegaram com o restante da delegação. O primeiro foi para Madri onde, na próxima terça-feira, será apresentado oficialmente pelo Real. Já o jogador do Roma foi para Espanha curtir as férias e resolver problemas particulares.


Com destino a São Paulo, Elano, Luis Fabiano, Alexandre Pato, Robinho, Luisão e André Santos não chegaram a descer do avião fretado pela CBF no Rio de Janeiro.

Sport bate o Grêmio na Ilha do Retiro e deixa a lanterna do Brasileirão

Foi corrido, lá e cá, e no fim das contas o Sport bateu o Grêmio por 3 a 1, neste domingo, na Ilha do Retiro, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Fabiano, aos 18 minutos do primeiro tempo, abriu o placar para o Leão. No entanto, no mesmo minuto, só que dá etapa complementar, Jonas empatou. Mas Élder Granja, aos 39, e Fumagalli, aos 43, fecharam a conta a favor da equipe pernambucana (assista ao vídeo). O mesmo Jonas, que marcou o gol tricolor, foi expulso infantilmente. Com o resultado, o Sport sai da zona do rebaixamento e fica na 15ª posição, com oito pontos, enquanto o Grêmio cai para 14º com nove.


Um problema no gerador do estádio prejudicou a iluminação e atrasou o início do jogo. Após uma conversa do trio de arbitragem com o delegado da partida, a bola rolou com aproximadamente dez minutos de atraso.


Na próxima rodada, o Sport enfrenta o Santos, sábado, na Vila Belmiro, às 18h30m. Já o Grêmio recebe o Atlético-PR, domingo, no Olímpico, às 16h. Ambos com horários de Brasília.


Grêmio tem gol anulado, e o Sport sai na frente

Logo no primeiro minuto, Fabiano apareceu pelo lado direito e cruzou rasteiro. Helder se antecipou ao ataque do Sport e afastou para o Grêmio, que foi escalado no esquema 3-5-2, que não é o preferido de Paulo Autuori. Na sequência, após uma cobrança de falta para a área tricolor, o volante Sandro Goiano, que mais uma vez reencontrava a sua ex-equipe, cabeceou sobre a meta de Marcelo Grohe.

Se o Sport partiu para cima criando duas oportunidades com menos de cinco minutos, a equipe gaúcha não deixou por menos. Herrera arrancou da intermediária, invadiu e rolou para quem chegava de trás. Jonas dominou e finalizou. Fabiano cortou em cima da linha, evitando o gol tricolor. Aos 15, após cobrança de falta para a área pernambucana, Jonas escorou de cabeça, para o fundo da rede. O árbitro anulou o gol, marcando falta do uruguaio Orteman.


O Sport chegou novamente em duas cobranças de escanteio. Na primeira, Wilson apareceu no primeiro pau, de cabeça, e Marcelo Grohe espalmou. Em seguida, Fabiano testou, mas o arqueiro não deu o rebote. Aos 18, Ciro, que até então estava apagado, desceu pela esquerda, invadiu a área e rolou para trás. Fabiano escorou para a rede, abrindo o placar para o Leão.


Mal deu nova saída de bola, e o Grêmio por muito pouco não empatou. Depois de um chute cruzado de Maylson, Magrão não segurou. No rebote, Jonas cebeceou rente à trave. O lado direito da defesa gaúcha dava espaços, e a equipe pernambucana aproveitava. Aos 23, após mais uma jogada por aquele setor, Wilson fez o corta-luz, mas Fabiano finalizou fraquinho.


Aos 34, Douglas Costa cobrou falta, próxima à entrada da área, assustando Magrão. A cada ataque gaúcho, os pernambucanos devolviam na mesma moeda. Wilson fez a jogada e deixou com Sandro Goiano. O volante limpou a marcação, mas bateu pela linha de fundo. Aos 38, Fumagalli entrou no lugar de Hugo, que saiu com asma. Três minutos mais tarde, Maylson arrancou desde a intermediária e chutou forte, sobre o gol. Ciro respondeu aos 42, também sobre a meta.

Os últimos minutos do primeiro tempo preocuparam os departamentos médicos de Sport e Grêmio. O volante Hamilton sentiu contusão, enquanto o zagueiro Mário Fernandes alegava câimbras. Os técnicos pediram para os atletas segurarem, e o árbitro encerrou a primeira etapa.


Defesa vacila, mas Granja e Fumagalli dão a vitória ao Leão


Na etapa complementar, como era esperado, Emerson Leão e Paulo Autuori mexeram em suas equipes. No Sport, Dudé substituiu Hamilton, enquanto no Grêmio, o zagueiro Mário Fernandes deu lugar a Heverton; e Isael entrou na vaga de Douglas Costa. Aos quatro, Fabiano desceu pela direita e chutou cruzado, assustando Marcelo Grohe.

Muito marcados, os atacantes do Grêmio Jonas e Herrera pouco tocavam na bola na segunda parte. O Sport continuou explorando as jogadas pelas laterais. Aos 14, Wilson recebeu na pequena área, mas foi travado na hora do chute. Depois do escanteio, Dutra pegou o rebote, de fora da área, e acertou o travessão de Marcelo Grohe, quase ampliando para o Leão.


Mas aos 18, a linha do impedimento traiu a retaguarda do Sport. Isael cobrou falta para a área. A zaga saiu e deixou Jonas em posição legal, de frente para a meta. O atacante só finalizou na saída de Magrão, empatanto para o Grêmio. Aos 21, em um vacilo do lateral Helder, que jogou improvisado na zaga, Wilson quase deixou novamente o Sport em vantagem. Logo depois, Ciro foi substituido por Weldon e saiu revoltado.


Aos 25, o técnico Paulo Autuori deixou de lado o esquema 3-5-2 e apostou no 4-4-2, formação de sua preferência, ao sacar Helder e colocar o garoto Fernando. A equipe gaúcha melhorou, no entanto Jonas cometeu uma infantilidade. Depois de dividir com o zagueiro César, o atacante puxou o pé do adversário, sem bola, e acabou expulso. Autuori ficou inconformado.


Aos 35, Herrera arriscou da entrada da área, assustando Magrão. Mas mais cedo ou mais tarde a expulsão de Jonas prejudicaria de alguma forma o Tricolor, e foi aos 39. Dutra recebeu o lançamento de Fumagalli e cruzou para a área. Weldon cabeceou, mas Marcelo Grohe deu o rebote. Élder Granja empurrou para o fundo da rede. Na sequência, o mesmo Élder Granja fez bela jogada, caiu na área para cavar o pênalti, mas o árbitro não foi na dele.


A defesa gaúcha se abriu de vez, e Fumagalli, após um passe de Wilson, decretou números finais ao jogo a favor do Sport.


Ficha técnica:


SPORT 3 x 1 GRÊMIO
Magrão; Élder Granja, César, Juliano e Dutra; Hamilton (Dudé), Sandro Goiano, Fabiano e Hugo (Fumagalli); Ciro (Weldon) e Wilson. Marcelo Grohe; Mário Fernandes (Heverton), Helder (Fernando) e Rafael Marques; Joilson, Maylson, Douglas Costa (Isael), Orteman e Jadílson; Jonas e Herrera.
Técnico: Emerson Leão. Técnico: Paulo Autuori.
Gols: Fabiano, aos 18 minutos do primeiro tempo. Jonas, aos 18 minutos do segundo tempo, Élder Granja, aos 39 e Fumagalli, aos 43.
Cartões amarelos: Hamilton, Hugo, Sandro Goiano, Fumagalli e Fabiano (Sport); Douglas Costa, Rafael Marques e Herrera (Grêmio). Cartão vermelho: Jonas (Grêmio).
Estádio: Ilha do Retiro. Data: 28/06/2009. Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ). Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Luiz Carlos Câmara Bezerra (RN).
Renda e público: 14.883 torcedores / R$ 72.545,00